quinta-feira, agosto 10, 2017

Brasil: O parlamentarismo perpetuará os corruptos no poder?

O Brasil perdeu o rumo há tempos, mas a política à cada dia mostra que perdeu a razão de existir revelando um abusivo desvio de propósito. Políticos que se apossaram da máquina pública e se protegem mutuamente para o bem comum, enquanto o país padece em sofrimento, descrença e um mundo imensurável de abusos. Até quando estas manobras poderão manter esta gigante corrupção? Hora de discutirmos sobre o parlamentarismo - Continue lendo:

Parlamento italiano - Domínio Público - Creative Commons via Wikipédia 

Por Saulo Valley - O Observador do Mundo - Rio de Janeiro, 10 de Agosto de 2017 - As 10:51 GMT-3

O governo interino trabalha dia enoite para se manter de modo permanente no poder. Par isto utiliza todas as ferramentas garantidas pelas leis e decretos (escritas por eles mesmos) e manobras que correm na velocidade da luz. Esquemas de compra de apoio, troca de favores, suborno de autoridades.. uma correria sem precedentes para blindar à todo tempo os políticos que deveriam a esta altura, estar na cadeia. Estes são liderados pelo presidente da república em aliança com os três poderes e o setor empresarial privado.

Literalmente estão saqueando e sucateando o Brasil. E se nada for feito à tempo pouco restará da nação senão a miséria, o caos e a mortandade generalizada.

A Constituinte

Muita gente pensa que a convocação de uma constituinte é coisa de ditaduras comunistas a exemplo da caótica Venezuela. Mas se engana. Até porque desde o fim do governo Dilma é que políticos de "esquerda" buscam à todo tempo retomar o controle da máquina pública para continuar sustentando seu "projeto de poder", que por coincidência se assemelha ao pensamento marxista e leninista para este continente. Só mesmo a falta de instrução do povo permitiria uma tragédia política como esta se estabelecer. Mas em Dezembro de 2016 o Deputado Rogério Rosso (PSD-RN) apresentou sua proposta de constituinte sem a participação popular. A proposta sugere ao congresso nacional fechar as portas e reescrever a constituição (visando invalidar todos os processos e denúncias contra parlamentares envolvidos em atos de corrupção, lavagem de dinheiro, enriquecimento ilícito entre outros crimes contra o estado). Com a nova constituinte, por exemplo poderiam desmantelar todos os órgãos jurídicos, seus estatutos e regimes internos poderiam ser refeitos com base na nova lei, inteiramente escrita pelos quase 80% de políticos que hoje se encontram na mira da justiça federal.

Pra quem não reparou, o governo Temer é a continuação dos governos Lula e Dilma, excluindo ou remodelando todos os programas que ganharam rejeição ou crítica nacional. Logo após ter comprado (com dinheiro público) o direito de ver o pedido de instauração de seu processo criminal arquivado pelos deputados, começou a se reunir com todos os partidos independente da orientação política, para compor o novo governo que tem como meta a chamada "reforma política". A manobra que permitirá aos políticos o poder reorganizar a casa de modo a tornar definitivamente blindada toda a categoria, contra investigações criminais atuais e futuras.

Parlamentarismo

Nesta semana o presidente Michel Temer reuniu seus aliados, oposicionistas e parceiros para dar continuidade à discussão da proposta de evocação do parlamentarismo como sistema de governo. A proposta vem sendo apresentada em diversidade de formatos e idéias. Publicamente seus proponentes destacam os benefícios deste sistema de governo, citando que o Brasil já teve um período de governo parlamentarista na era imperial. Note-se que a maioria dos países, se não sua totalidade aonde o parlamentarismo deu certo, o verdadeiro governo por trás do parlamento é a monarquia.

Quando uma monarquia quer parecer mais democrática instaura um governo de fachada, tendo o primeiro-ministro que prestar contas com seu monarca. À qualquer momento este monarca pode dissolver o parlamento e convocar novo presidente sem consultar o povo, dando a ele o poder de formar seu próprio parlamento. Mesmo que o primeiro-ministro seja eleito pelo povo ele fica subordinado ao monarca, então ele só será um porta-voz de uma autoridade maior.

As perguntas que fazemos: Quem estará por trás do governo? Quem decidirá quem é o chefe do parlamento e quem escolherá estes parlamentares? Quem são estes parlamentares? Qual a participação popular nesta gestão, eleger o primeiro-ministro pra cuidar da imagem do país, enquanto os políticos tomam conta do nosso dinheiro?

Pense e faça algo, porque o governo está trabalhando sem parar para criar um ambiente propício para dar plenos poderes aos políticos e nenhum para o povo. Segundo comentam nos bastidores da política, Temer planeja implementar o parlamentarismo antes das eleições de 2018, se for possível.

Tags: parlamentarismo, governo, política, manobra, corrupção, distrito, distritão, eleições 2018, impunidade, Saulo Valley, O Observador do Mundo, 

sábado, agosto 05, 2017

Brasil: país estarrecido com corrupção presidencial faz silêncio doloroso

Nos últimos 15 anos o povo brasileiro já viu de tudo que não queria ou não esperava ver acontecendo na administração pública. Hoje um silêncio profundo e ensurdecedor ecoa pelos ares, acompanhado de lágrimas secas desesperadas, engolidas pelo choque dos graves acontecimentos da crise moral-política que a nação vive hoje - Continue Lendo e compartilhe

Uso permitido - via PX Creative Commons

Por Saulo Valley - O Observador do Mundo - Rio de Janeiro,  de Agosto de 2017

O barulho é ensurdecedor. As TVs ligadas em volumes mais elevados que o normal. Todos sintonizam seus aparelhos nos mesmos conteúdos. A reportagem vai derramando, como numa avalanche uma aterrorizante sequência de ondas de notícias trágicas e desesperadoras.

Os debates nas ruas terminaram. As opiniões já não importa. Antigos partidaristas agora não sabem mais o que defender, se direita ou esquerda. Todos estavam errados.. Dolorosa realidade vai formando uma nova onda de reações silenciosas e quase imperceptíveis. São pequenos espasmos pós-trauma. O país virou as costas para seu governo. Sua última lembrança foi registrada quando a câmara dos Deputados simulou uma votação pública pelo arquivamento do processo de investigação contra o presidente da república. Só isto somado aos grandes acontecimentos dos últimos 3 anos dá pra calar qualquer defensor ferrenho das ideologias partidárias que dividem governo e oposição.

Um silêncio fúnebre nas ruas do país, ao invés de barulhentas passeatas, que diz: "Não temos mais para quem reclamar". "Estamos sozinhos". "Agora é cada um por si".

Impunidade, cartel, corrupção generalizada e manobras bilionárias que silenciam o grito popular, de modo que ninguém possa ouvir. Temer comemora sua incrível capacidade de dobrar as leis, comprando resultados. Crime sobre crime praticado pelo presidente da república... Aonde está a ONU agora? Ninguém pode nos ajudar, assim como ninguém nunca ajudou o povo sírio, e populares de tantos outros países cujos governos chefiados por homens sem escrúpulos, que são capazes de qualquer coisa para garantir uma fortuna extra à cada novo dia.

Um silêncio de protesto direcionado às forças armadas, ao Ministério Público, ao PGR, ao Planalto, Congresso Nacional, Senado, Câmara do Deputados, aos três cartéis que batizaram de "3 Poderes" podres e vendidos. Todos sem o mínimo de patriotismo e amor pela nação.

Estamos já na metade do poço em direção ao fundo. Sem balde e sem corda. Hoje o Brasil espera um grande milagre Espera algo maior que nos tire esta angústia, que nos faz engolir nosso grito e nos roubam as reações. Petrificados diante de tão grande covardia e crueldade com as pessoas que morrem nos hospitais sem médicos, sem equipamentos... instalações praticamente vazias.. tudo roubado pelos próprios gestores em todos os níveis.

Escola? Não temos escola. Quase nem temos alunos. As pessoas estão se cansando de ir estudar e não encontrar nada. Falta tudo, até professores. Os que vão trabalhar, o farão por conta própria e risco. Estão sozinho. Não poderão contar mais com o governo para custear suas vidas, com salários razoáveis ou ao menos suportável.

Cansados de discutir sobre o governo, o brasil está indo à luta para sobreviver. Indo buscar de qualquer modo, meios de sobrevivência. A criminalidade só aumenta porque as pessoas estão aprendendo que se honestidade fosse boa, nossos governos a praticariam. Se todos os homens poderosos são bandidos, porque os pobres deverão ser honestos? Adeus ética.

Tags: Brasil, Corrupção, golpe de estado, Saulo Valley, O Observador do Mundo

Artigo em Destaque

EDITORIAL - O Brasil é perfeito para quem não teme o trabalho honesto

Temos que combater os esforços da mídia paga, que visa fazer as pessoas amarem mais o mal que o bem. Se você concorda leia, comente e compa...

Leia também: