quinta-feira, abril 20, 2017

Corea do Norte ameaça "reduzir a cinzas o continente americano".

Desde o ataque americano à base Síria que os governos americano e coreano vêm trocando ameaças e realizando testes e exercícios militares como forma de demonstrar seus poderes destrutivos - Continue Lendo:

By Flag of North Korea User:Zscout370 Radiation warning symbol User:Silsor Map of North Korea region No machine-readable author provided. User:Acdx assumed (based on copyright claims). This derivative work User:Acdx [Public domain, Public domain, Public domain or Public domain], via Wikimedia Commons

Por Saulo Valley - O Observador do Mundo -  Rio de Janeiro, 20 de Abril de 2017

Depois que o secretário de governo Rex Tillerson disse que os EUA vão fazer o que for preciso para estancar os testes nucleares da Corea do Norte, que o líder asiático vem demonstrando agressividade em seus exercícios e paradas militares. Mas a inteligência americana tem razões para acreditar que Kim Jon Un não possua a tecnologia que diz ter e que seu discurso agressivo visa ganhar apoio de seu próprio povo.

No dia 16 deste mês o satélite americano que monitora a base de testes nucleares norte-coreano revelou um fato curioso, pra quem vive espalhando medo pelo mundo:

A foto tirada do espaço mostra que no local dos testes aparecem grupos de pessoas jogando "possivelmente voleibol" segundo a formação das equipes dá a entender. Nas imagens também não aparecem equipamentos rotineiros como veículos militares etc. Numa das imagens surge textos questionando a falta de atividade típica m bases militares diante de uma iminente guerra mundial..
É como se todos tivessem recebido o dia de folga.

Tags: guerra, Coreia do Norte, EUA, testes nucleares, exercícios militares, Saulo Valley, o observador do mundo, 

Artigo em Destaque

EDITORIAL - O Brasil é perfeito para quem não teme o trabalho honesto

Temos que combater os esforços da mídia paga, que visa fazer as pessoas amarem mais o mal que o bem. Se você concorda leia, comente e compa...

Leia também: