segunda-feira, abril 24, 2017

Brasileiros e sírios levam arte às crianças refugiadas colorindo cenários de guerra

Uma iniciativa que merece muitos aplausos levou um grupo de jovens artistas de rua brasileiros, a se encontrar com artistas e ativistas de diversos países em conflito armado. Eles tentam transformar campos de refugiados em escola viva de pura arte em cenário de muitas cores! - Continue lendo:

Magic Caravan - Al Caravan - Syria

Por Saulo Valley - O Observador do Mundo - Rio de aneiro 24 de Abril de 2017

"Magic Caravan" é um projeto social criado em 2013 e a ONG Al Caravan atua na Síria , Líbano, Turquia e Alemanha, ajudando a dar um futuro melhor para crianças e adolescentes sentenciadas a viver em campos de refugiados e campos de concentração ainda remanescentes na Alemanha.

Foto gentilmente cedida por Al Caravan na cidade de Aley - Líbano  - Divulgação
Na Síria, o grupo ajuda crianças das regiões mais intensas do país, cujas áreas residenciais e rurais são constantemente bombardeadas pelo regime sírio, milícias islâmicas, Rússia e países ocidentais. Possui pequenos centros de educação em lugares considerados "redutos rebeldes" como Aleppo, Daara, Homs, Latakya, Damasco e Idlib.



Esta escola adminstrada pela ONG Al Caravan, para refugiados no Líbano foi transformada num alegre painel de arte moderna! Cortesia Conexusproject


"_Conexus" é um projeto coletivo nômade que visa espalhar a arte contemporânea apostando em parcerias com artistas de cada país por onde passa. O grupo é bem estruturado e de elevada formação, cujo sonho é colorir a imaginação de crianças e adolescentes cujos pensamentos estavam até agora entenebrecidos pelo caos da guerra e da miséria. ..E pela primeira vez, sírios e brasileiros se unem com propósito de influenciar mudanças significativas no cenário da guerra, oferecendo lições de arte, além de novas perspectivas futuras.

Esta escola adminstrada pela ONG Al Caravan, para refugiados no Líbano foi transformada num alegre painel de arte moderna! Cortesia Conexusproject
Video: Os irmãos brasileiros Rimon Guimarães e Zéh Palito  (cosmicboys) participam deste esforço de colorir as paredes e ruas de lugares em constante conflito. Entre os países que deixaram suas artes estampadas e locais públicos estão: Líbano, Dubai, Emirados Árabes, Síria, Coréa, Grécia, Siri Lanka, Estados Unidos, Zâmbia entre outros.



São poucos envolvidos para atender a uma necessidade tão grande e tão urgente. Este projeto que visa dar novas perspectivas para um futuro incerto e temeroso, surge na vida de tantos meninos e meninas, que se vêem forçados a deixar suas casas para buscar abrigo nos campos de refugiados.  Inclusive o Papa Francisco descreveu nesta semana, como verdadeiros "campos de concentração".

By DVIDSHUB [CC BY 2.0 (http://creativecommons.org/licenses/by/2.0)], via Wikimedia Commons
Mudar este cenário de miséria, doenças, violências aleatórias e muitas crianças sem rumo, cercadas por paredes e barracas em ambiente improvisado e sujo em sua maioria, consiste num grande desafio para qualquer um.

Parabéns a todos que acreditam que ainda há esperança para o mundo recuperando e salvando crianças e adolescentes!

Tags: arte, pintura, educação, crianças, adolescentes, Al Caravan, Conexus Project, Magic Caravan, refugiados, campo de concentração, Saulo Valley, O Observador do Mundo, 

Artigo em Destaque

Julian Assange periga ser extraditado para os EUA

O fantasma da extradição de Julian Assange volta a assombrar e podemos dizer que processar e condenar o fundador da Ong Wikileaks pelo cr...

Leia também: