Pular para o conteúdo principal

Translate this Page

Blue Whale 4 - 13 Reasons Why e outras Mídias que embalam tragédias teens

Baseado nos 21 desafios da Blue Whale (Baleia Azul) que ordena que o jogador ouça músicas e assista filmes enviados pelo curador o "Saulo Valley Notícias" foi procurar na internet mídias disponíveis, que podem ser ou ter sido usadas pelos "curadores" do temido jogo de morte juvenil - Continue Lendo:

snapshot
Músicas Depressivas

Não é difícil encontrar trilhas sonoras depressivas ou até mesmo descritas como "suicidas" na internet. Os estilos musicais vão de românticas, melodramáticas a metal satânico etc.
O ponto é que a depressão, como tudo no universo precisa de trilha sonora. Todo estado de espírito que o ser humano vive precisa de trilha sonora.   Mas as músicas que deixam as pessoas pra baixo variam, e variam de pessoa pra pessoa. Depende de dois fatores ou três:

  1. A forma como a pessoa recebe os sons das melodias ou harmonias de uma música.
  2. Quando a pessoa percebe que seu problema está sendo citado na letra da canção.
  3. Quando os elementos citados acima são encontrados no universo musical que o ouvinte depressivo se identifica.
 A depressão é um estado de espírito a qual todo ser vivo pode estar sujeito, uns por pouco tempo e outros por muito tempo, depende muito da ocasião e do drama que a mantém naquele estado depressivo. ..E depressivos são fáceis de se magoar. São sensíveis ao extremo e exagerados na auto-piedade ou condenação. Depressivos são capazes de ouvir uma música romântica, que exalte o amor de duas pessoas felizes e apaixonadas, e interpretá-las como trilha sonora para sua dor. São capazes de chorar só de ouvir ou ler a palavra "dor".

Pessoas românticas, sonhadoras ou naturalmente tristes e solitárias costumam cair neste mal com mais facilidade, mas há aquelas que passam maior parte de suas vidas mergulhadas num caos emocional de completa depreciação da vida e das circunstâncias na qual vive.

Em 2006 o jovem cantor Ney-o lançou uma canção que explica muito bem esta sensação:

"Eu estou tão cheio de músicas de amor, Tão triste e lento.  Então por que eu não consigo desligar o rádio?" -  So Sick

Se há uma forma de emergir do abismo provocado pela depressão é evitando ouvir as músicas que te entristecem ou fazem lembrar de momentos amargos ou desagradáveis. Você precisa vencer a dor que te faz lembrar e usar fatores externos que te façam se esquecer de tudo que te levou à cair na "Bad"!

Por isto é recomendável que se leia, ouça, assista e fale apenas de coisas felizes, mesmo em extrema angústia. Esta técnica vai te ajudar como quem consegue pôr a cabeça pra fora da água quando já não conseguia mais respirar!  ..E é respirando, tomando de volta o controle do seu raciocínio lógico, re-dominando o seu mundo e sua vida que você pode, acima de tudo encontrar soluções imediatas, à curto, médio e longo prazo.

Vídeos de Terror e outros temas

A Netflix lançou em 31 de Março de 2017 uma séries que se tornou em menos de 15 dias um grande sucesso. Mas a história de fundo que torna "13 Reasons Why" uma grande audiência não é recomendada por especialistas, para pessoas com sérios problemas psiquiátricos ou distúrbios emocionais. Tudo porque o enredo é todo baseado no suicídio da jovem que se torna o centro da trama. Antes de morrer a menina deixou 13 fitas que servem para fazer com que as pessoas ao seu redor se sintam culpadas por seu suicídio. A série também exibe o momento do suicídio da jovem em detalhes e há canais no youtube que copiaram exatamente este ponto pra que os fans possam rever à cada minuto, como uma reza. Se a ideia da equipe de produção era ajudar a salvar a quem pensa em se matar, errou feio!

Isto porque suicidas não estão propensos a ouvir a qualquer um. A depressão faz com que sua vítima sempre leve as palavras e as situações para o lado oposto, usando apenas o que lhe interessa para justificar seu estado.

13 Reasons Why - Netflix - snapshot
Há também canais no youtube que jovens editores mal intencionados reúnem uma série de vídeos de auto-flagelo, mutilação, suicídio, gritos de ódio, desespero editados em preto e branco, mixados de modo psicodélico enquanto chocantes trilhas de músicas são adicionadas ao mesmo tempo que vozes retiradas de documentários e filmes. Estes destacam palavras e frases que alimentam a vontade de um suicida de mergulhar no abismo da morte usado como referencia no game da #baleiaazul.



Mas o cinema e a TV continuam na corrida pela audiência, criando conteúdo para fazer as pessoas se derramarem em prantos. Aliás a TV brasileira nos fins de semana só apresenta conteúdo deprimente entre 14 e 23 horas. Por melhores que sejam as intenções dos produtores dos programas da Sabrina, Faustão, Faro, Caldeirão, Gugu etc... Todos querem fazer a audiência chorar, sem levar em conta que o entretenimento do fim de semana acabou se tornando num pesado e sofrido fardo.

Durante a semana os telejornais ocupam a maior parte da programação das tevês abertas falando sobre desgraças, mortes, sequestros, assalto e corrupção. Então pra aliviar o sofrimento da audiência estes programas (que copiam sempre a receita de sucesso do outro) acabaram se unificando e produzindo, promovendo desgraça, sofrimento, miséria e desespero, até quando querem dar a entender que estão ali para ajudar.

Temos que selecionar nossas mídias de consumo.

Leia mais:
Blue Whale 1 - O game da morte em nome da Baleia Azul

Blue Whale parte 2 - Depressão Juvenil

Blue Whale Parte 3 - perigos do vídeo live stream

Tags: 13 Reasons Why, 13 rw, Filmes de terror, trilhas suicidas, músicas suicidas, Cinema, televisão, depressão, deprê, bad, tristeza, solidão, amargura, suicídio. morte, Saulo Valley, o observador do mundo, depression teen, Blue Whale, infância e juventude, 

Postagens mais visitadas deste blog

A nova vida do Advogado Ércio Quaresma ex-defensor do Bruno Goleiro.

Ele subiu ao topo. Tornou-se um dos defensores mais admirados no cenário jurídico. Por um contrato milionário, foi defensor do Bruno, Goleiro do Flamengo, no caso do assassinato de sua namorada Elisa Samúdio, até que foi pego se drogando em uma cracolândia na região metropolitana de Belo Horizonte.


Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 25 de Novembro de 2011 - 07h26min.
O Dr. Ércio Quaresma foi professor de Direito na UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais). Durante mais de 20 anos de carreira, cometeu deslizes não muito comuns, em se tratando de pessoas do seu nível e de sua formação; Por outro lado foi realizou defesas espantosas, dignas de meste. Se especializou na defesa de acusados de crimes hediondos por assassinato em 1º Grau obtendo bons resultados quase sempre. Isto porque em alguns casos o criminoso era indefensável, digno de toda culpabilidade e nada mais lhe restaria a não ser a pena máxima.

Mesmo assim sua experiência na defesa de criminosos praticamente condenados foi ex…

Brasil: Reforma Presidencial, e o país das leis bandidas e impostos sobrepostos

O Brasil está fechado para reformas! Não as reformas pretendidas pelo governo Temer, nem as reformas políticas pretendidas pela oposição comunista-socialista. As reformas que envolvem todos os integrantes governistas e anti-governistas - Continue Lendo:



Por Saulo Valley - O Observador do Mundo - Rio de Janeiro, 18 de Maio de 2017 - 10:04

Para mudar o Brasil e retirá-lo do atoleiro estrutural que mergulhou (apesar de sua incalculável riqueza) só mesmo a justiça sendo cumprida com rigor. Mas o fato é que a cúpula do governo está muito doente. Um câncer de corrupção e enriquecimento ilícito contaminou praticamente todas as células desta estrutura, levando o país a se encontrar à beira da falência.

Pra começar nossas leis são escritas por políticos comprometidos, ou com o crime organizado ou com as quadrilhas que vampirizam o estado. Cada nova lei criada ou emendada oferece uma vantagem e dezenas de brechas interpretativas, que facilitam a vida de quem vive na marginalidade. Isto independe…

Tecnologia: Conheça "Psiphon" cryptograma que fura bloqueios de acessos à internet contra ditaduras.

O Psiphon é o programa de código aberto desenvolvido para ser distribuído livremente para permitir que países, cujos governos censuram o uso da internet e monitoram ligações feitas com o Skype não consigam detectar a conexão.


Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 23 de Novembro de 2011 - 07h54min.

Tudo começou quando o Jornalista Ivan Watson da CNN recebeu uma ligação de um jovem ativista sírio de pseudo Musaab al Hussaini via Skype. Além de denunciar a situação no seu país em tempo real, ele descreveu o grau de libertação que o anti-tracker Psiphon lhe proporcionou:



A empresa
A Psiphon Inc. é uma empresa de software que decidiu investir num sistema que pudesse ser adaptado a diferentes situações no mundo. Ele pode ser adaptado de acordo com cada tecnologia de bloqueio e de vigilância utilizado pelos governos, regimes, ditaduras e reinos  no mundo, bastando que desenvolvedores estejam inclinados a utilizar seu código fonte como base da programação.
"Nós da Psiphon acreditamos que a Inter…

Quando as mídias oficiais são tendenciosas em quem confiar?

O Brasil tem um grande problema: Informações tendenciosas ou publicadas com intenção de causar uma reação nacional que influencie direto na política, beneficiando alguns..  - Continue lendo e comente!

 Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 22 de Maio de 2017 - 15:16 GMT-3

A crise política pode parecer o único grande problema no Brasil. Mas a verdade é que a ambição se tornou o maior pilar em todos os meios que exercem influência sobre qualquer classe de pessoas, pode ser no setor religioso, político, artístico e.. o meio cujo juramento de admissão de cada profissional reza completa imparcialidade: O Jornalismo.

Enquanto diversas organizações no mundo se organizam para combater o que chamam de "falsas notícias", as grandes mídias seguem assumindo publicamente suas opiniões, preferências, seus gostos e lados políticos. Editorial se tornou uma forma de expressar a opinião de toda uma organização e os crimes cometidos por "adversários políticos" são potencializados enquan…

Blue Whale 1 - O game da morte em nome da Baleia Azul

Blue Whale: O jogo da morte induz adolescentes ao suicídio via Redes Sociais e Skype já fez mais de 130 mortes entre Rússia e Europa, mas já tem adeptos no Brasil - Continue Lendo:


Por Saulo Valley - O Observador do Mundo - Rio de Janeiro, 09/04/2017

Poderia ser uma lenda urbana.. Mas o game "Blue Whale" (Baleia Azul) se tornou viral na Europa e na Rússia (desde 2014) deixando pais e as autoridades locais em completo alerta. O game que usa basicamente as redes sociais também promove encontros e eventos fora da web, reunindo suicidas depressivos adolescentes em espantosa e crescente comunidade.

Nos últimos 3 dias as agências internacionais começaram a alertar ao mundo sobre este jogo de auto-flagelação que culmina no suicídio. Os administradores do grupo exercem grandes pressões para garantir que o grupo seja unido, confiável e fiel aos propósitos malignos a que se propõe sem questionamentos.

Uma adolescente disse ao Saulo Valley Notícias que tem a informação de que quando o …

Mudanças no jogo político-militar da Síria seguindo para o sétimo ano de conflito de interesses

A guerra da Síria não se trata mais de uma revolta popular, muito menos de uma tentativa de islamizar o país. À cada novo ano, as intenções e as regras do jogo mudam, à medida que exércitos descaraterizados se confundem com forças oficiais de potências estrangeiras - Continue lendo:


Por Saulo Valley - O Observador do Mundo - Rio de Janeiro, 05/Maio/2017

Desde 2011 as forças rebeldes que lutam pela libertação da Síria das mãos sangrentas do clã Assad, mas o FSA (Free Syriam Army) já sofreu muito para continuar ativo. Forças estrangeiras de todos os lados se infiltram quando não em suas fileiras, em seus fronts. Estrangeiros travestidos de militantes extremistas que são poderosos grupos de operações especiais, que acabaram tomando carona no conflito entre populares e o governo, para transformar o solo sírio num verdadeiro tabuleiro do jogo político internacional.

É neste momento que as forças de oposição síria começa a literalmente desaparecer, restando um número cada vez menor de lutad…