sexta-feira, abril 28, 2017

As reformas propostas pelo governo Temer são positivas?

As reformas propostas pelo governo Temer são bem intencionadas ou uma espécie de "cavalo de Tróia"? Quem confia na positividade destas mudanças? - Continue Lendo:

Por Saulo Valley - O Observador do Mundo - Rio de Janeiro, 28 de Abril de 2017

By Senado Federal (Greve dos bancários) [CC BY 2.0 (http://creativecommons.org/licenses/by/2.0)], via Wikimedia Commons


O Brasil parou!

De um lado a oposição ao governo Temer quer atrapalhar toda forma de avanço proposta pela atual administração. O objetivo dos partidos socialistas e comunistas (que ajudaram a arrasar o país nos últimos 13 anos que se mantiveram no poder) agora é a vingança contra o impeachment da ex-presidente Dilma, que levou ao desmantelamento quase que completo da quadrilha que havia iludido o povo para que seus votos fossem a via de acesso para que ardilosa máfia sitiasse o governo, propondo toda sorte de farra com o dinheiro público.

De outro lado o presidente interino Michel Temer, que foi indicado pelos três poderes para assumir a presidência do país, enquanto apresentava seu bem intencionado projeto de "recuperar o Brasil" do caos deixado pelos vermelhos socialistas. Mas bastaram se passar apenas 3 meses para que a máscara do presidente interino Michel Temer caísse e ficasse muito bem claro que sua proposta é perpetuar o profundo esquema de corrupção, desvio, roubo, lavagem de dinheiro e enriquecimento ilícito praticado por todos os partidos e membros do governo aliás, por todos os governos anteriores, desde que a nação foi entregue a administradores civis.

Ao longo destes mais de 30 anos o que o Brasil viu... foi que a Constituição Federal foi sendo editada, modificada ao ponto que apenas criminosos, partidos políticos e seus membros, empresários poderosos e corruptos se tornaram protegidos, ao passo que o país foi sendo desmantelado, sucateado e a população castigada com pesados impostos multiplicados várias vezes em níveis diferentes em cada setor.

Contudo diante da tragédia que o país se via durante o processo de impeachment da então presidente da República Dilma Roussef, Michel Temer chegou aparentemente segurando as rédeas da carruagem que seguia para o precipício.

Mas hoje nós que somos observadores atentos, percebemos que houve uma manobra gigante para impedir que muitos políticos completamente enlameados pela corrupção, fossem expostos e também investigados e condenados, tudo isto sem que houvesse qualquer link que se conectasse à imagem do atual líder do governo, que aliás segurou as rédeas da carruagem para levar para um matadouro e extrair o que pudesse ser aproveitado.

Na prática as atuais propostas do governo são muito valiosas, a salvo pelo fato que inserido na dose grande de bondade distribuída aos trabalhadores, há brechas (aliás rombos) na nova lei que permitirão por exemplo que as empresa nunca mais sejam processadas ou enquadradas nos processos de "Direitos do Consumidor". Quando se trata de terceirização, grandes empresas poderão criar empresas de fachada, ou comprar empresas pouco sólidas justamente para serem responsabilizadas por todos os processos movidos pelos consumidores literalmente fraudados, roubados, enganados e trapaceados! Isto acontecerá também com os trabalhadores que depois de enganados e explorados, processarão um CNPJ que não é a empresa que exibe sua famosa marca na fachada.

Assim como que no tocante à possibilidades de negociação: Trabalhadores semi-analfabetos (que são maioria da mão-de-obra que mais é escravizada sem saber) não saberão negociar à seu favor e de acordo com a esperteza costumeira dos empresários, pequenas armadilhas psicológicas e emocionais, colocarão trabalhadores numa grande berlinda, e acabarão assinando contratos vampiros, diante da necessidade de conseguir um emprego.

O que os economistas dizem é que o "Brasil não avança porque as leis trabalhistas são antigas". Mas na verdade se o trabalhador deixa de ter a proteção do estado e de agora em diante passa a ser solitário, será uma presa fácil nas mãos de pessoas que só enxergam o máximo do enriquecimento próprio, mesmo explorando trabalhadores até a morte!

Então este breve resumo é um alerta para o fato de em troca de algumas vantagens atraentes, o trabalhador brasileiro esteja sendo legalmente enviado para a senzala e os aposentados para o sacrifício humano.

Qual seria a Reforma ideal para o Brasil?

A reforma que o Brasil precisa está sendo proposta pelo Ministério Público Federal:

"Tirar o dinheiro público das contas particulares da classe política e aplicar nas necessidades do país".

Se tem algo que o Brasil nunca precisou é de esmolas, por que acima de tudo somos uma nação riquíssima por natureza, mas nunca desfrutamos de uma vida saudável, porque a classe política nos leva tudo.

A maior reforma que o Brasil pode providenciar, é cortar as regalias da classe política e do funcionalismo público, magistrados etc. Estabelecer um limite de salários a níveis aceitáveis, cortar as ajudas de custo (porque político não tem custo algum) e dar a eles no máximo uma comissão para cada vantagem financeira que conseguirem para aumentar a receita do país. Manter o dinheiro público nas contas do governo a salvo em caso de investimentos interessantes para enriquecer a nação!

Se faz necessário rever e desfazer emendas maliciosas, ou fechar as brechas nas leis que facilitam a vida de criminosos, empresários e políticos corruptos, corruptores e partidos políticos.

Pense nisto Brasil!


Tags: reformas, política, corrupção, Brasil, greve geral, protesto, manifestação, revolta popular, crise moral, Saulo Valley, O Observador do Mundo,

Artigo em Destaque

Julian Assange periga ser extraditado para os EUA

O fantasma da extradição de Julian Assange volta a assombrar e podemos dizer que processar e condenar o fundador da Ong Wikileaks pelo cr...

Leia também: