Pular para o conteúdo principal

Translate this Page

Brasil - O governo que protege criminosos e castiga militares e trabalhadores

Uma rápida comparação das vantagens e desvantagens que a vida no Brasil oferece pra quem faz opção de viver do crime ou da honestidade - Continue lendo

PCC oferece vantagens para criminosos - Snapshot
Por Saulo Valley - O Observador do Mundo - Rio de Janeiro, 10 de Janeiro de 2017

O Brasil é o país da corrupção e da lavagem de dinheiro. O dinheiro lavado a nível nacional não é pouco e não está restrito ao âmbito governamental. A constante crise política neste país vem em consequência dos esquemas de corrupção que vão sendo orquestrados e adaptados para superar as ações da Polícia Federal e do Ministério Público, e no topo da cadeia está sentado o Presidente da República, que trabalha para defender, blindar e livrar seus comparsas.

Os crimes de colarinho branco chegaram ao cúmulo de ser investigados pelos próprios criminosos de outros crimes de colarinho branco, que transformam as CPIs em esquemas financeiros que limpam as fichas dos suspeitos do alto escalão do governo e condenam apenas seus motoristas, assessores e secretárias. Temos que conviver com um presidente da república que nomeia para Ministro do Supremo Tribunal Federal uma personalidade toda enrolada com diversos incidentes que denigrem sua reputação, inclusive o fato de ter prestado serviço para a facção PCC.

O Governo Federal conta ainda com a ajuda do Supremo Tribunal Federal para blindar autoridades no topo da cadeia alimentar dos tubarões da política nacional, para que nunca sejam alcançados pelos nem tão longos braços da Lei, que eles mesmos redigem, sempre deixando uma brecha para suas próprias escapadas de emergência.

Enquanto os políticos corruptos somam a maioria da cúpula dos três poderes, o crime organizado se propaga velozmente.

Graças à constituição, o bandido tem mais de uma chance para se aperfeiçoar na prática do crime.
O bandido que é preso logo é liberado enquanto a investigação prossegue. Enquanto isto ele vai cometendo novos crimes, ao ponto de acumular sucessivas (dezenas) prisões e liberações. Quando finalmente é retirado das ruas, o criminoso (já muito experiente) parece receber um tipo de promoção. Uma vez no presídio, ele vai exercer todo seu poder de comando de dentro da prisão, como se este local fosse transformado numa espécie de "quartel general do crime". Esta base de comando é normalmente de elevada segurança e quase impenetrável, como uma casamata. Se não morrer o criminoso pode ser preso e se for preso, ele viverá ainda melhor!

Cercadas de seguranças uniformizados, armados e pagos pelos governos, as prisões são utilizadas como postos de comando de todo crime que é praticado nas ruas, como acontece nos quartéis. Ali estes homens (cada vez mais poderosos) ganham de graça comida, água, roupas, alojamento, proteção policial e até direito de adquirir novas regalias, além de mulheres, armas, drogas e bebidas, entre outros mimos, como redução de pena, indultos, habeas-corpus, tornozeleiras eletrônicas, detenção em regime de semi-aberto, etc.

Já o policial não tem as mesmas vantagens:

O policial não ganha pra correr risco de morte. Pelo salário que recebe só vale a pena ficar nos quartéis ou passear nas viaturas sem prender ninguém! Quem gostaria de morrer por ganhar um salário de três mil reais?  Padrão de vida À nível de pobreza mantém corajosos chefes de família e sua casa, sabendo que por este mísero rendimento familiar, ele poderá acabar morto.

O policial honesto não tem as chances que o criminoso tem. Ele sai pra trabalhar e se não morrer, tem a chance de voltar a trabalhar  no dia seguinte, e se não morrer... retorna no outro. Se morrer, nem ele nem seus familiares terão mordomias, água, comida, riquezas, segurança, casas fortemente protegidas mantidas pelo governo como os bandidos hoje possuem. Se o policial morrer ele deixa de exercer sua função. Mas o bandido não pode ser morto porque a lei o protege, até quando este mata o policial, que vai para o outro lado sem qualquer reconhecimento deste sistema corrupto e criminoso.

A Polícia que vive em constante desvantagem ainda tem que atender aos pedidos desesperados de uma população mal agradecida e pouco participativa. Quando um policial morre tem gente que dá graças a Deus. Quando um bandido morre seus familiares correm para protestar, incendiar ônibus e estes ainda recebem toda atenção de organizações de Direitos Humanos especializadas na proteção de bandidos. Estas ONGs recebem recursos do Governo Federal e até mesmo da ONU.


O Brasil é o único país que mantém políticos como Maria do Rosário que luta pelo fim da polícia, mas nunca um político se levantou pra organizar uma luta nacional contra o crime organizado!

Sem receber salários em dia, com as contas acumuladas, vivendo de donativos e esmolas, a polícia ainda tenta fazer frente contra o crime altamente ativo, organizado, equipado, protegido por recursos federais (que nunca chegam atrasados) enquanto criminosos ganham carros em sorteios pela Loteria Federal oferecidos pelo tráfico, o policial mal consegue se descolar para o trabalho, e em dias de folga ele ainda pode ser morto sem pena e sem dó! Já ouviu falar que um bandido foi morto no seu dia de folga? Sem falar que militar não pode fazer greve, mas pode ficar sem pagamento, pode passar fome, pode ficar esmolando e se humilhando pra conseguir sobreviver.

O que o Brasil pensa à respeito? Que solução a sociedade vai buscar para que nossa segurança seja mais garantida que os riscos que corremos todos?

Até quando aceitaremos esta absurda inversão de valores defendidas pelo próprio governo que mantemos com nosso suor e lágrimas?

Tags: corrupção, política, crime organizado, facção, polícia, segurança pública, policial militar, traficante, Saulo Valley, O Observador do Mundo,

Postagens mais visitadas deste blog

A nova vida do Advogado Ércio Quaresma ex-defensor do Bruno Goleiro.

Ele subiu ao topo. Tornou-se um dos defensores mais admirados no cenário jurídico. Por um contrato milionário, foi defensor do Bruno, Goleiro do Flamengo, no caso do assassinato de sua namorada Elisa Samúdio, até que foi pego se drogando em uma cracolândia na região metropolitana de Belo Horizonte.


Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 25 de Novembro de 2011 - 07h26min.
O Dr. Ércio Quaresma foi professor de Direito na UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais). Durante mais de 20 anos de carreira, cometeu deslizes não muito comuns, em se tratando de pessoas do seu nível e de sua formação; Por outro lado foi realizou defesas espantosas, dignas de meste. Se especializou na defesa de acusados de crimes hediondos por assassinato em 1º Grau obtendo bons resultados quase sempre. Isto porque em alguns casos o criminoso era indefensável, digno de toda culpabilidade e nada mais lhe restaria a não ser a pena máxima.

Mesmo assim sua experiência na defesa de criminosos praticamente condenados foi ex…

Tecnologia: Conheça "Psiphon" cryptograma que fura bloqueios de acessos à internet contra ditaduras.

O Psiphon é o programa de código aberto desenvolvido para ser distribuído livremente para permitir que países, cujos governos censuram o uso da internet e monitoram ligações feitas com o Skype não consigam detectar a conexão.


Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 23 de Novembro de 2011 - 07h54min.

Tudo começou quando o Jornalista Ivan Watson da CNN recebeu uma ligação de um jovem ativista sírio de pseudo Musaab al Hussaini via Skype. Além de denunciar a situação no seu país em tempo real, ele descreveu o grau de libertação que o anti-tracker Psiphon lhe proporcionou:



A empresa
A Psiphon Inc. é uma empresa de software que decidiu investir num sistema que pudesse ser adaptado a diferentes situações no mundo. Ele pode ser adaptado de acordo com cada tecnologia de bloqueio e de vigilância utilizado pelos governos, regimes, ditaduras e reinos  no mundo, bastando que desenvolvedores estejam inclinados a utilizar seu código fonte como base da programação.
"Nós da Psiphon acreditamos que a Inter…

Nigéria: Menina de 13 anos escrava sexual de 550 homens.

Um alerta para os pais: A menina "A" tinha 13 anos quando sua tia pediu aos seus pais autorização para levá-la de Akuda, no estado de Akwa Ibom para outra cidade, sob a promessa de que receberia melhor tratamento e teria melhores condições de estudo..
Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 18 de Janeiro de 2012 - 10h17min.
Segundo a fonte nigeriana "PM News", a menina contou para a polícia que após seus pais terem autorizado a sua ida para o estado nigeriano de Lagos com sua tia, esta mesma a levou para um hotel. Lá  acriança contou que ganhou uma mini-saia, vestidos do tipo "tubo" e um quarto. De acordo com o testemunho da menina ainda, sua tia conhecida apenas como "vitória", teria ensinado como se comportar com os homens.
Até então a menina contou que não entendia o que estava acontecendo "até que começaram a chegar os homens". A fonte citando a menina disse que  ela percebeu que cada uma das outras meninas levavam seus "fregueses&qu…

Aliaa Magda ElMahdy nua é desejada, perseguida, processada, linchada e morta. Um símbolo?

Ela nem se considerava bonita, muito menos sexy. Decidiu se expor como forma de denunciar de modo marcante, o abuso sexual que as mulheres egípcias sofrem, espancamentos e indiscriminação, mas no campo da religião, Aliaa Magda é tida como um monstro.


Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 03 de Dezembro de 2011 - 06h50min.
 De adolescente a mulher. De ativista a símbolo sexual. Sua decisão de mostrar sua foto numa numa página de blog chocou o Egito, a comunidade islâmica e o mundo árabe. Adquiriu admiração de muitas mulheres que nunca tiveram coragem para fazer o mesmo, embora tivessem desejo. Seu blog atualmente registra mais de 4.400.000 visitantes embora a impacto inicial tenha passado, sua nudez lhe rendeu muita popularidade e muitos problemas. Aliaa saiu do "Blogger" para as ruas:


Nas ruas foi odiada. Foi linchada, ficando bastante machucada. Mais tarde os linchadores descobriram que haviam espancado a moça errada. Não era Aliaa. O ódio da comunidade islâmica lhe rendeu ameaç…

Blue Whale 1 - O game da morte em nome da Baleia Azul

Blue Whale: O jogo da morte induz adolescentes ao suicídio via Redes Sociais e Skype já fez mais de 130 mortes entre Rússia e Europa, mas já tem adeptos no Brasil - Continue Lendo:


Por Saulo Valley - O Observador do Mundo - Rio de Janeiro, 09/04/2017

Poderia ser uma lenda urbana.. Mas o game "Blue Whale" (Baleia Azul) se tornou viral na Europa e na Rússia (desde 2014) deixando pais e as autoridades locais em completo alerta. O game que usa basicamente as redes sociais também promove encontros e eventos fora da web, reunindo suicidas depressivos adolescentes em espantosa e crescente comunidade.

Nos últimos 3 dias as agências internacionais começaram a alertar ao mundo sobre este jogo de auto-flagelação que culmina no suicídio. Os administradores do grupo exercem grandes pressões para garantir que o grupo seja unido, confiável e fiel aos propósitos malignos a que se propõe sem questionamentos.

Uma adolescente disse ao Saulo Valley Notícias que tem a informação de que quando o …

Brasil: país estarrecido com corrupção presidencial faz silêncio doloroso

Nos últimos 15 anos o povo brasileiro já viu de tudo que não queria ou não esperava ver acontecendo na administração pública. Hoje um silêncio profundo e ensurdecedor ecoa pelos ares, acompanhado de lágrimas secas desesperadas, engolidas pelo choque dos graves acontecimentos da crise moral-política que a nação vive hoje - Continue Lendo e compartilhe


Por Saulo Valley - O Observador do Mundo - Rio de Janeiro,  de Agosto de 2017

O barulho é ensurdecedor. As TVs ligadas em volumes mais elevados que o normal. Todos sintonizam seus aparelhos nos mesmos conteúdos. A reportagem vai derramando, como numa avalanche uma aterrorizante sequência de ondas de notícias trágicas e desesperadoras.

Os debates nas ruas terminaram. As opiniões já não importa. Antigos partidaristas agora não sabem mais o que defender, se direita ou esquerda. Todos estavam errados.. Dolorosa realidade vai formando uma nova onda de reações silenciosas e quase imperceptíveis. São pequenos espasmos pós-trauma. O país virou a…