segunda-feira, fevereiro 20, 2017

Brasil - O caos que fragiliza o país impede que reaja aos ataques ao seu bolso

A bandidagem se multiplica à cada dia. Vivemos num tempo em que as facilidades de se praticar o crime são maiores que pra se viver honestamente. Chegamos ao ponto em que as leis são para favorecer a quem comete crimes de todas as formas e para amordaçar quem já é vítima dos criminosos - Continue Lendo:


Imagem cortesia de Devfactory
Por Saulo Valley - O Observador do Mundo - Rio de Janeiro, 20 de Fevereiro de 2017

Estamos vivos para ver o Supremo Tribunal Federal decidir que todo bandido preso em regime de superlotação carcerária deve ser indenizado pelo estado, enquanto os presídios já alcançaram a utilidade de um quartel-general do crime organizado, o povo desarticulado e desarmado de seu direito legal de autodefesa, agora paga para que criminosos tenham vida melhor na prisão.

Isto porque nosso sistema pra lá de corrupto, não aceita a pena de morte para crimes hediondos nem para corrupção hedionda, atividades estas que resultam em mortalidade coletiva ou individual de modo a causar espanto nacional e internacional.

O governo não quer isto, afinal quem escreve estas leis está se beneficiando com os benefícios que dá aos bandidos, já que ninguém se beneficia (por fora) por fazer o trabalho a que foi contratado.
A cegueira do enriquecimento ilícito e as brechas que a lei, escrita por quem quer cometer delitos, propicia eternas ações (constantes assaltos aos cofres públicos), sem falar que enquanto isto a população vive sendo sobrecarregada com reajustes de impostos, criação de novos impostos e cortes de benefícios, aposentadoria etc.

O Brasil chegando num caminho sem volta. Hoje vemos um homem que teve sua história relacionada à facção PCC se tornar ministro do Supremo Tribunal, por decisão do presidente da república. Ficou claro que tudo que Temer prometeu que faria (para ajudar a mudar o rumo do Brasil) não passava de estratégia para construir um profundo fosso entre os brasileiros e os que governam o Brasil porcamente.

Ficou claro que nenhum dos três poderes hoje quer mudar o presente quadro de injustiça e abandono que o país atravessa. até podem demonstrar algum interesse, se ação a que se propõe visa atacar um adversário.

Então foi criada uma estrutura criminosa de monopólio do governo e suas estatais, transformando a classe trabalhadora em escravos e as grandes empresas em aliadas, ao mesmo tempo se beneficiando com o caos causado pelo crime organizado, as carências na saúde, educação, emprego, além de recursos básicos como água, energia, alimentos... Esta estrutura corruptora enfraquece a população que acaba subjugada depois de fragilizada, devido ao acúmulo de carências, aprofundadas pelos constantes assaltos aos recursos que deveriam dar melhores condições de vida para o contribuinte e o aposentado.

Parece até aquelas histórias da idade média européia, de reis e Robin Hood e o povo padecendo na miséria. As notícias de hoje não são das melhores e enquanto o ex-presidente Collor é inocentado pelo ministro Fachin, um pequeno incêndio poderia ter colocado em risco toda operação #Lavajato, na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba. Felizmente foi controlado rapidamente. Ainda nas ruas uma multidão que retorna para pedir o cancelamento da "Lei do Desarmamento" criada pelo ex-presidente Lula, não menos criminoso que seus antecessores. Enquanto as polícias vivem às duras penas para receber seus salários atrasados e benefícios, o crime organizado se faz à cada dia mais poderoso e mata a população aleatoriamente nas ruas, e inclui policiais na voraz caçada.

Uma vez presos eles certamente serão soltos uma, duas, três, vinte e cinco, trinta e umas vezes e se algum dia ficarem presos de verdade ainda há o regime semi-aberto, as tornozeleiras eletrônicas, e a redução de pena, além de tudo o preso recebe indenização pela superlotação das celas. Se morto por motivo de guerra de facções, seus familiares poderão ser indenizados?

Então estamos chegando a um ponto que os próprios pais vão acabar preparando seus filhos para o crime, já que os benefícios são muito maiores que para quem estuda muito e trabalha honestamente.
Justamente estes que são as maiores vítimas dos criminosos.

Está na hora de fechar este sistema falido e colocar a bandidagem pra fora!

Tags: corrupção, lavagem de dinheiro, crime organizado, justiça, STF, governo, lei, legislação, crime, trabalhador, política, desarmamento, 

Artigo em Destaque

EDITORIAL - O Brasil é perfeito para quem não teme o trabalho honesto

Temos que combater os esforços da mídia paga, que visa fazer as pessoas amarem mais o mal que o bem. Se você concorda leia, comente e compa...

Leia também: