quarta-feira, janeiro 18, 2017

Brasil - Violência brutal. Depois de 13 anos tentando ressocializar criminosos

O Brasil está experimentando hoje uma experiência inédita em sua história com o agravo da violência e o empoderamento do crime organizado, como resultado de 13 anos de tentativa fracassada de ressocializar o bandido - Continue Lendo:

Education, personality and crime; a practical treatise built up on scientific details, dealing with difficult social problems (1908)
Domínio Público

Por Saulo Valley - O Observador do Mundo - Rio de Janeiro, 18 de Janeiro de 2017

Desde os anos 60 a extrema esquerda política do país sempre defendeu que " o problema da violência no Brasil era social".   Foi com este discurso de ressocializar a favela, que Lula se elegeu presidente da república e seu discurso foi mantido na era Dilma. Hoje vemos que este período inteiro de "esforços" para ressocializar o bandido acabou mostrando que na verdade o governo retirou o bandido de seu esconderijo e inseriu no meio da sociedade. Com isto ele se tornou ainda mais poderoso e a sociedade ainda mais frágil.

A favela, que antes eram os morros, os barracos em lugares altos, que a água tratada não tinha forças pra chegar nem a energia elétrica era instalada pela concessionária, acabou sendo o quintal de nossas casas. O Conde quando começou a trabalhar na cidade do Rio instituiu o projeto "Favela-bairro" que foi o maior fracasso. Na prática o que aconteceu é que os bairros viraram favela!

Projetos implantados por coligação de partidos comunistas e socialistas como PT/PDT/PCB/PCdoB entre outros partidos, não transformaram bandidos em cidadãos, mas em sua gestão até hoje ampliaram muito a capacidade de transformar cidadãos em bandidos.

Hoje vivemos próximo de um clima de pré-guerra-civil. Vemos o país revoltado, amordaçado e amarrado por leis criminosas que impedem qualquer ação de combate ao crime até mesmo em auto-defesa!

Vemos o futuro de tantos adolescentes destruído na vida do crime e descobrimos um outra realidade:

Há 30 anos atrás um jovem de 15 entrava para o tráfico e se conscientizava que morreria até os 17. Este jovem vivia isolado no submundo da favela. Antes de morrer ele acumulava em média 2 passagens pela polícia.

Hoje a criança entra aos 10, sobe de posto dentro da facção e se torna adulto, extremamente violento e sem escrúpulos e praticamente intacto até a idade madura!
Este criminoso vive no meio da sociedade.
Hoje este criminoso acumula 20, 30, 40 anotações criminais com todo requinte de um bandido profissional.

Nas rebeliões nos presídios podemos ter uma visão mais panorâmica e vemos que a média etária é hoje de 10 ou 20 anos mais jovem que há 30 anos, porque quando o bandido chegava a ser identificado, procurado e preso, já estava no posto de gerente do tráfico local.

Hoje há milhares de jovens nas listas de buscas das polícias e o número parece crescente e daqui a pouco os presídios terão que ser na lua, por falta de espaço na terra!

Definitivamente a ressocialização do delinquente foi uma piada de muito mau gosto e trouxe expansão ao termo "IMPUNIDADE".


Tags:
Crime organizado, crime, violência, favela, comunidade, gueto, sociedade, governo, segurança pública, saulo valley, o observador do mundo, menor, preso,

Artigo em Destaque

EDITORIAL - O Brasil é perfeito para quem não teme o trabalho honesto

Temos que combater os esforços da mídia paga, que visa fazer as pessoas amarem mais o mal que o bem. Se você concorda leia, comente e compa...

Leia também: