Pular para o conteúdo principal

Translate this Page

Síria - Comboio de Aleppo pede acompanhamento da ONU durante deslocamento

As milícias iranianas chegaram para criar um novo fator complicador e tornar a vida dos rebeldes ainda mais difíceis. O comboio de 20 ônibus que saiu de Aleppo nunca chegou à metade do caminho que se pretendia - Continue Lendo:

Comboio de Alepo se desloca para Iddlib - Snapshot: TV Aljazeera
Por Saulo Valley - O Observador do Mundo - Rio de Janeiro, 17 de Dezembro de 2016

Na estrada para Iddlib milícias iranianas interromperam a viagem com uso de armas de fogo. No primeiro momento o ataque inicial matou 4 pessoas e feriu outras 3.

A fim de dificultar a vida dos populares marcados para a morte por se opor à ditadura de Bashar Alassad, as milícias iranianas chegaram forte depois que as forças curdas ganharam terreno e ampliaram assustadoramente seus domínios com a ajuda financeira e técnica dos Estados Unidos e seus aliados.

O ponto é que a Síria tinha um conflito interno e a grandeza da tragédia armada acabou atraindo a atenção de diversas potências que decidiram tornar o conflito num jogo político e de influências.

Com a entrada da Rússia que visa não perder sua influência no ultimo país a ter forte ligação no Oriente Médio, os EUA também foram atraídos para disputar esta força que estará neutralizada com a saída de Alassad do cargo.

Por outro lado a crise gerou outro vácuo:
O vácuo religioso.

A Arábia Saudita entrou no conflito porque defende que com a saída de Bashar Alassad a religião oficial deveria deixar de ser Alawitta para se tornar Islamismo moderado não-radical.

Na verdade a presença do Iran desde o início da crise foi o que atraiu a Arábia Saudita para o conflito. Isto porque o Iran se esforça para que o regime de governo na Síria seja islâmico tradicional, com a Sharia como regime de governo e fé.

A Turquia tem interesse em aumentar o sua influência na Síria e se ela estivesse forte nas terras milenares lideradas pelos Assad, teria já se tornado um país laico, quando cada um professa livremente a religião que acredita.

Pelo simples fato de uma religião predominar no país, sua influência mudará incrivelmente, também as alianças e bilateralidades.

Grupos menores lutam por outras causas:

Os Curdos são um "povo" dissipado e disperso depois da segunda guerra mundial. Suas terras foram invadidas e tomadas por todos os países que margeiam a região Norte e Nordeste da Síria.

Depois da dispersão, depois de terem sofrido profunda limpeza étnica, restaram apenas três redutos desta comunidade no mundo: Turquia, Síria e Iraque.
Todos estes lugares são chamados de "Curdistão" diferenciando se iraquiano, sírio ou turco.

O PKK (Partido dos Trabalhadores Kurdos) é hoje uma milícia que luta por recuperar suas terras antes roubadas. Sua participação na crise síria está focada numa sub-revolução inserida no contexto. Porque o PKK quer recuperar suas terras hoje controladas também pela Síria. Porque o povo curdo quer voltar a viver reunido como país, voltar a expôr sua cultura e falar seu idioma de original.

Hoje o PKK é o segundo grupo que controla a maior parte da Síria perdendo apenas para a Síria de Alassad. Os menores domínios estão nas mãos do FSA e o ISIS.

Algumas mentes politicas acham que a Síria deve ser dividida depois da saída de Assad.
A Rússia e a China usam todos os seus poderes políticos na ONU e no mundo para blindar Alassad, mesmo diante de comprovada mortandade de mais de 400 mil pessoas na crise.

O cessar fogo na Síria depende de atender os interesses dos até então envolvidos no conflito, e agradar a todos ao mesmo tempo não será uma tarefa fácil.

Na pior das hipóteses tudo fica como está e Alassad decide a crise do seu jeito:

Aniquilando todos o seus opositores internos e seus familiares e voltando a se fechar e fechar as fronteiras de seu país para o mundo.

Mas quando menos se espera, outro grupo surge e inicia sua participação na crise para aproveitar a oportunidade e tirar algum proveito na região.

As população local é o único assunto que não interessa pra nenhum dos países que disputam na Síria. As pessoas são o que menos interessa. Por outro lado há grupos e organizações que lucram com venda e transporte irregular de alimentos, remédios, roupas, armas e munição para a oposição. Assim como as milícias que são todas contratadas para agir como fator complicador na vida dos rebeldes.

Por falar em pessoas, maioria responsável pelo comboio que deixou Aleppo há mais de 24 horas, decidiu não continuar a viagem até que observadores das Nações Unidas os acompanhe até seu destino - Disse nosso contato ainda em Aleppo há duas horas.

Assad em sua entrevista nesta sexta disse que apenas o Iran poderia decidir as próximas ações do regime sírio mas líderes das forças rebeldes têm razões para acreditar que Iddlib, a cidade mais próxima de Aleppo deverá ser sitiada nesta semana.

Aliás Iddlib é o destino do comboio de 20 ônibus que saiu de Aleppo transportando 200 feridos, desertores das forças rebeldes e civis, deixando atrás de sí praticamente 60 mil pessoas escondidas nos escrombos constantemente bombardeados pelo Regime Assad.

Tags:

Síria, Aleppo, Iddlib, Genocídio, comboio, Iran, PKK, Curdistão, Turquia, Rússia, EUA, Assad, religião, guerra, Saulo Valley, 

Postagens mais visitadas deste blog

A implantação e queda do comunismo socialista e o "Decálogo de Lenin"

O "Decálogo de Lenin" é um resumo do pensamento da implantação do comunismo de modo mais "social". Escrito por um brasileiro de Sorocaba, a obra, por incrível que pareça descreve exatamente a tragédia que o Brasil vive hoje sob a luz do Partido dos Trabalhadores - CONTINUE LENDO:

A "Revolução Bolivariana" era ainda um sonho de Chávez de unificar toda a América Latina sob seu comando. Ele pretendia instalar um regime comunista duro, com maior apelo social mas que culminava no empobrecimento de todas as camadas abaixo dele, e o enriquecimento exclusivo do Estado militarizado e de seus líderes.   Para isto Chávez contava com militantes de esquerda em todo o território latino, e depois do fracasso dos anos 60, finalmente nas últimas duas décadas, conseguiu colocar seus "agentes laranja" no poder em diversos países, entre eles Brasil e Argentina.

Quando o Brasil aderiu ao "Comunismo Socialista", por meio da comemorada ascensão de Luis Ináci…

A nova vida do Advogado Ércio Quaresma ex-defensor do Bruno Goleiro.

Ele subiu ao topo. Tornou-se um dos defensores mais admirados no cenário jurídico. Por um contrato milionário, foi defensor do Bruno, Goleiro do Flamengo, no caso do assassinato de sua namorada Elisa Samúdio, até que foi pego se drogando em uma cracolândia na região metropolitana de Belo Horizonte.


Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 25 de Novembro de 2011 - 07h26min.
O Dr. Ércio Quaresma foi professor de Direito na UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais). Durante mais de 20 anos de carreira, cometeu deslizes não muito comuns, em se tratando de pessoas do seu nível e de sua formação; Por outro lado foi realizou defesas espantosas, dignas de meste. Se especializou na defesa de acusados de crimes hediondos por assassinato em 1º Grau obtendo bons resultados quase sempre. Isto porque em alguns casos o criminoso era indefensável, digno de toda culpabilidade e nada mais lhe restaria a não ser a pena máxima.

Mesmo assim sua experiência na defesa de criminosos praticamente condenados foi ex…

Aliaa Magda ElMahdy nua é desejada, perseguida, processada, linchada e morta. Um símbolo?

Ela nem se considerava bonita, muito menos sexy. Decidiu se expor como forma de denunciar de modo marcante, o abuso sexual que as mulheres egípcias sofrem, espancamentos e indiscriminação, mas no campo da religião, Aliaa Magda é tida como um monstro.


Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 03 de Dezembro de 2011 - 06h50min.
 De adolescente a mulher. De ativista a símbolo sexual. Sua decisão de mostrar sua foto numa numa página de blog chocou o Egito, a comunidade islâmica e o mundo árabe. Adquiriu admiração de muitas mulheres que nunca tiveram coragem para fazer o mesmo, embora tivessem desejo. Seu blog atualmente registra mais de 4.400.000 visitantes embora a impacto inicial tenha passado, sua nudez lhe rendeu muita popularidade e muitos problemas. Aliaa saiu do "Blogger" para as ruas:


Nas ruas foi odiada. Foi linchada, ficando bastante machucada. Mais tarde os linchadores descobriram que haviam espancado a moça errada. Não era Aliaa. O ódio da comunidade islâmica lhe rendeu ameaç…

Tecnologia: Conheça "Psiphon" cryptograma que fura bloqueios de acessos à internet contra ditaduras.

O Psiphon é o programa de código aberto desenvolvido para ser distribuído livremente para permitir que países, cujos governos censuram o uso da internet e monitoram ligações feitas com o Skype não consigam detectar a conexão.


Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 23 de Novembro de 2011 - 07h54min.

Tudo começou quando o Jornalista Ivan Watson da CNN recebeu uma ligação de um jovem ativista sírio de pseudo Musaab al Hussaini via Skype. Além de denunciar a situação no seu país em tempo real, ele descreveu o grau de libertação que o anti-tracker Psiphon lhe proporcionou:



A empresa
A Psiphon Inc. é uma empresa de software que decidiu investir num sistema que pudesse ser adaptado a diferentes situações no mundo. Ele pode ser adaptado de acordo com cada tecnologia de bloqueio e de vigilância utilizado pelos governos, regimes, ditaduras e reinos  no mundo, bastando que desenvolvedores estejam inclinados a utilizar seu código fonte como base da programação.
"Nós da Psiphon acreditamos que a Inter…

Nigéria: Menina de 13 anos escrava sexual de 550 homens.

Um alerta para os pais: A menina "A" tinha 13 anos quando sua tia pediu aos seus pais autorização para levá-la de Akuda, no estado de Akwa Ibom para outra cidade, sob a promessa de que receberia melhor tratamento e teria melhores condições de estudo..
Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 18 de Janeiro de 2012 - 10h17min.
Segundo a fonte nigeriana "PM News", a menina contou para a polícia que após seus pais terem autorizado a sua ida para o estado nigeriano de Lagos com sua tia, esta mesma a levou para um hotel. Lá  acriança contou que ganhou uma mini-saia, vestidos do tipo "tubo" e um quarto. De acordo com o testemunho da menina ainda, sua tia conhecida apenas como "vitória", teria ensinado como se comportar com os homens.
Até então a menina contou que não entendia o que estava acontecendo "até que começaram a chegar os homens". A fonte citando a menina disse que  ela percebeu que cada uma das outras meninas levavam seus "fregueses&qu…

Brasileiros e sírios levam arte às crianças refugiadas colorindo cenários de guerra

Uma iniciativa que merece muitos aplausos levou um grupo de jovens artistas de rua brasileiros, a se encontrar com artistas e ativistas de diversos países em conflito armado. Eles tentam transformar campos de refugiados em escola viva de pura arte em cenário de muitas cores! - Continue lendo:


Por Saulo Valley - O Observador do Mundo - Rio de aneiro 24 de Abril de 2017

"Magic Caravan" é um projeto social criado em 2013 e a ONG Al Caravan atua na Síria , Líbano, Turquia e Alemanha, ajudando a dar um futuro melhor para crianças e adolescentes sentenciadas a viver em campos de refugiados e campos de concentração ainda remanescentes na Alemanha.

Na Síria, o grupo ajuda crianças das regiões mais intensas do país, cujas áreas residenciais e rurais são constantemente bombardeadas pelo regime sírio, milícias islâmicas, Rússia e países ocidentais. Possui pequenos centros de educação em lugares considerados "redutos rebeldes" como Aleppo, Daara, Homs, Latakya, Damasco e Idlib…