quarta-feira, dezembro 14, 2016

SÍRIA - Ativistas denunciam que civis estão sendo assassinados em Aleppo

TRISTEZA pela população suicida da Síria que desafia a morte ficando nas casas que são bombardeadas como protesto, para derrubar o violento e sanguinario ditador Bashar Alassad mas ninguém se importa.

Por Saulo Valley - O Observador do Mundo - Rio de Janeiro, 14 de Dezembro de 2016




Cada vez mais forte e cruel, Assad tem ajuda da Rússia, Iran e China e o Brasil apoiou Assad no governo petista.

ALEPPO sitiada agora por forças do governo está tendo suas casas varridas por milícias que matam, estupram, mutilam, executam seus ocupantes.


Última vala comum continha 80 corpos de militantes rebeldes e civis idosos, mulheres e crianças. Informação de ativistas sírios é que toda e qualquer comunicação com a região sitiada foi interrompida pelo regime e os ativistas denunciam que "A Rússia está mentindo quando diz que as famílias estão sendo liberadas para deixar a zona ocupada.

Um vergonha ver a ONU apenas assinar um papel condenando as atrocidades do regime. Nada mais tem sido feito mesmo depois de mais de 400 mil opositores civis e lutadores mortos desde 2011.

Uma tragédia toda a classe política no mundo, afinal muitos destes estão ganhando muito dinheiro com esta desgraça.

Tags:

Syria, Síria, Aleppo, massacre, crime político, crime de guerra, genocídio, guerra civil, refugiados, rebeldes, opositores, civis, genocídio, vala comum, execussão, castigo coletivo, ONU, Saulo Valley,

#Aleppo #Syria #syrianrevolution
#massacre #genocídio #civilwar #guerracivil #conflito #crise #Assad #Rebelde #oposição #política #eastern_Aleppo

Artigo em Destaque

EDITORIAL - O Brasil é perfeito para quem não teme o trabalho honesto

Temos que combater os esforços da mídia paga, que visa fazer as pessoas amarem mais o mal que o bem. Se você concorda leia, comente e compa...

Leia também: