quarta-feira, dezembro 14, 2016

Dia do Ministério Público e Renan Calheiros lidera caçada aos juízes e promotores

No Dia do Ministério Público (14-12-2016)

Renan Calheiros lidera a legalização da temporada de caça aos juízes e procuradores do Ministério Público.


São os bandidos que fazem as leis que governam os trabalhadores. Mas nós somos maiores que eles, e fomos nós que os colocamos lá! Um senador que acumula 12 acusações por corrupção e lavagem de dinheiro, peculato entre outros crimes não pode ficar no topo do mundo gritando, dando ordens e liderando a comunidade política contra os juízes e procuradores.

O objetivo é criar o caos e ficar intacto em seu cargo, cometendo abusos e crimes contra a administração pública, redigindo leis que amparam crimes e dificultam punições.

Se a Lei de Abuso de Autoridade tem que entrar em vigor, ela tem que inserir a classe política, principalmente presidente da república, do Senado, da Câmara, Governadores e Prefeitos, além de líderes militares.

Ocupar um cargo público para fins particulares e usar seu cargo para fins alheios aos interesses do país é abuso sim e deve ser punido com rigor!

Um político não pode ameaçar nem intimidar um país inteiro e muitos menos toda a classe de juízes e procuradores do Ministério Público. Isto sim é abuso da própria posição e não é compatível com sua função!

Façamos algo que não nos envegonhemos por ter apenas assistido.

TAGS:

Crime organizado, Renan Calheiros, corrupção, abuso de poder, abuso de autoridade, abuso de cargo público, Senado, justiça, Lavajato, Saulo Valley, 

Artigo em Destaque

Julian Assange periga ser extraditado para os EUA

O fantasma da extradição de Julian Assange volta a assombrar e podemos dizer que processar e condenar o fundador da Ong Wikileaks pelo cr...

Leia também: