quarta-feira, novembro 30, 2016

Porque o país é tão roubado e ninguém reage?

Porque quando em exposição extrema, roubalheira extrema, corrupção exposta, sem máscaras e sem disfarce, os brasileiros apenas se limitam a reclamar? - Continue Lendo:

Dia da Independência - Óleo de Francisco Renato Moreaux - Domínio Público

Por Saulo Valley - O Observador do Mundo - Rio de Janeiro, 30 de Novembro de 2016

Há 1 ano o governo Dilma saiu do armário e jogou a toalha. Declarou publicamente que o país estava quebrado e que não havia fundos, dinheiro, money em caixa!

Assustada a população entrou em choque. O mercado reagiu negativamente e o cenário político foi dos piores. Virou o ano e apesar do clima de festa as coisas só pioraram e as tensões políticas provocadas por sucessivos escândalos de corrupção só aprofundaram as tensões no mercado financeiro nacional e a relação do Brasil com o mundo piorou.

O momento mais tenso realmente foi quando a classe política se dividiu num embate entre governo e oposição na corrida pela imunidade contra a Lava-jato e seus temidos acordos de delação premiada que não poupa a ninguém.

Hoje o cenário já se iguala e estamos entrando naquele estágio "ante-sala do inferno".

Cada vez mais explícitos os mais elevados lideres políticos defendem publicamente seus crimes e suas posições alcançadas, pelo direito de continuar roubando livremente, com meaças de punir o país inteiro com leis cruéis e vingativas, como aumento de impostos, congelamento de salários de classe trabalhadora, entre outros castigos coletivos.

No meio da população e nas redes sociais, o que se vê e se ouve é igual. Uma sequência de reclamações e xingamentos contra os políticos corruptos mais expostos pela mídia.

Enquanto a farra com dinheiro público é cada vez mais escancarada, o povo se imobiliza. Se volta para sua rotina como sendo  única real zona de conforto inabalável.

Mas a verdade é que à cada novo golpe contra os cofres públicos e as instituições nosso povo perde seus direito e seus recursos vão sendo sugados pelo desgaste dos dias maus.

Não haverá zona de conforto por muito tempo e sim haverá choro e ranger de dentes se esta quadrilha política não for desmontada com urgência.

Sabe aqueles idosos que não tomam partido de nada porque não querem se aborrecer?
Serão mortos pela falta de recurso nos hospitais, abusos de seus exploradores, terão seus salários confiscados e seus remédios negados.

Aqueles jovens que aprenderam que o comunismo e a anarquia são as melhores formas de liberdade jamais defenderão nosso país, nosso povo nem mesmo seus familiares, porque nestes 13 anos de lavagem cerebral nas escolas, aprenderam que família não presta pra nada e não é nada!

Os adultos são divididos em três classes:

1 - Aqueles que só acompanham os capítulos das novelas.
2 - Aqueles que querem paz e não querem fazer nada que os tire de sua rotina nem destrua seus bens adquiridos ao longo de suas vidas.
3 - Aqueles poucos que amam a pátria e aprenderam a amá-la e respeita-la mas não encontram apoio em quase ninguém.

Depois disto temos os idosos e as crianças.

Mas lembrando da história de revolução síria quando em final de 2011 já a maioria dos homens ou estava morta ou detida pelo regime. Muitos mutilados, muitos incapacitados.

Foi então que os poucos chefes de família decidiram treinar seus filhos pra lutar contra o ditador Bashar al Assad e estes foram seguidos por suas mães.

Hoje o que acontece no país é que famílias inteiras lutam até a morte contra o mais sangrento ditador que se tem lembrança no Oriente Médio.

Mas os árabes /sírios são mais guerreiros, como todos sabem, enquanto nós os brasileiros somos preguiçosos até o limite. Tudo por um boa festa,  bebida, churrasco e uma boa música.

E agora depois do golpe dos deputados federais contra a Pec das 10 Medidas os procuradores e juízes que compõem a liderança da operação Lava-Jato ameaçam deixar a operação.

Pergunta:

Como o Brasil viverá ao saber que não haverá mais qualquer força corretiva que coiba as perigosas quadrilhas que dominam agora os Três Poderes e até mesmo com chefia de presidentes e ex-presidentes associados?

Tags:

Corrupção, política, abuso de poder, abuso de autoridade, desvio, patriotismo, pátria, três poderes, cartel, crime organizado, governo, Saulo Valley, O Observador do Mundo,


Artigo em Destaque

Julian Assange periga ser extraditado para os EUA

O fantasma da extradição de Julian Assange volta a assombrar e podemos dizer que processar e condenar o fundador da Ong Wikileaks pelo cr...

Leia também: