sexta-feira, novembro 25, 2016

América Central - Furacão Otto em passagem mortal, silenciosa, prolongada

O furacão Otto vem quebrando recordes em cada país deixa uma marca. Na Costa Rica o presidente da república anunciou que já há mortes confirmadas mas o número ainda não foi divulgado - Continue lendo:



Por Saulo Valley - O Observador do Mundo - Rio de Janeiro, 25 de Novembro de 2016

As autoridades costariquenhas alertam para o risco de deslizamento de terra. Há dois dias dezenas de milhares de pessoas vem deixando suas casas em busca de abrigo seguro longe dos poderosos ventos provocados pelo Otto, que na superfície terrestre tem sido registrado ventos de 350 km/h no Norte do país.

Tempestade do silêncio

Enquanto Otto se move lentamente as cidades evacuadas não produzem qualquer imagem dos estragos ou dos efeitos da forte chuva que já atinge mais de 150mm em muitos lugares.

Para entender e contabilizar os estragos os governos dos países que estão na rota da tempestade deverão esperar sua passagem.

Meteorologistas acreditam que a passagem de Otto deve durar até a manhã de terça-feira dia 29.

Desde ontem o governo da Nicarágua tem ajudado a milhares de pessoas a deixar suas casas.

Apesar das intensas campanhas dos governos pela evacuação de áreas afetadas por eventos naturais perigosos sempre há aqueles moradores que se recusam a deixar seus pertences e suas residências e são justamente estes que serão encontrados mortos ao final das tempestades ou das erupções vulcânicas.


  1. Tags: Furacão Otto, Costa Rica, Nicarágua, tempestade, América Central, Caribe, Saulo Valley, 

Artigo em Destaque

Julian Assange periga ser extraditado para os EUA

O fantasma da extradição de Julian Assange volta a assombrar e podemos dizer que processar e condenar o fundador da Ong Wikileaks pelo cr...

Leia também: