sexta-feira, outubro 21, 2016

Milhares de Sírios protestam em Aleppo sitiada contra ocupação síria com apoio da Rússia

Quase seis anos depois dos primeiros protestos contra o governo serem repelidos com tamanha violência ao ponto de evoluir para uma guerra armada entre governo e opositores que já matou mais de 300.000 pessoas entre mulheres, crianças, jovens, idosos, militantes e soldados, as manifestações retornam em oposição à ocupação militar da cidade rebelde de Aleppo, depois de dois meses de violentos ataques aéreos e terrestres que matou mais de 2000 pessoas e deixou outros milhares de feridos, demolindo hospitais de matando profissionais de saúde.

Por Saulo Valley - O Observador do Mundo - Rio de Janeiro, 21 de Outubro de 2016



Com base nos eventos passados, já podemos garantir que muitos destas pessoas que figuram no vídeo estarão mortas pelo regime de Al-Assad em breve. Como as manifestações estão proibidas por lei militar, o regime de Assad condena à morte toda e qualquer desobediência civil.

Em uma campanha pela conscientização política em meio aos debates entre os presidenciáveis americanos Hillary Clinton e Donald Trump o Jornal Hunffington Post produziu um vídeo pedindo respostas ao governo americano pelo cerco militar e a ocupação de Aleppo.

O vídeo pede o fim da morte de populares e um solução real para a crise que parece não ter um final à vista.

Tags: Aleppo, Damasco, Síria, Rússia, protesto, ocupação, cerco militar, Saulo Valley  Notícias, O Observador do Mundo, manifestação popular, 

Artigo em Destaque

EDITORIAL - O Brasil é perfeito para quem não teme o trabalho honesto

Temos que combater os esforços da mídia paga, que visa fazer as pessoas amarem mais o mal que o bem. Se você concorda leia, comente e compa...

Leia também: