quinta-feira, abril 21, 2016

Dilma caiu, o dólar subiu, como é isto? - O Observador do Mundo

O dólar e a Bolsa vem sendo observados como reflexos de cada passo positivo e negativo do governo brasileiro. Quando o governo acerta os índices reagem positivamente. Quando erra, os índices ficam ruins pra todos - Continue Lendo:



Quando o assunto é impeachment o dólar cai e a Bolsa sobe (o que é bom) quando percebe-se que está prosseguindo e o Dólar sobe e a Bolsa despenca quando é o processo de alguma forma é  adiado ou paralisado.
print de tela do gráfico fornecido pela
Folha de São Paulo.
No caso da vitória do Impeachment na Câmara, a bolsa e o dólar subiram e ninguém entendeu o fenômeno!

Isto porque quando o Planalto percebeu que o dólar despencaria com a saída de Dilma do governo, ordenou ao Banco Central pra interferir injetando 3,4 milhões para reservas futuras de câmbio, o chamado "Swap".

Com isto a moeda se valorizou mas especialistas acreditam que por pouco tempo. A mídia também percebe que esta intervenção foi recorde, uma das maiores já feitas pelo BC.

Na verdade por trás do controle da "estabilidade do mercado" se esconde a intenção de impedir que as pessoas percebam como a Dilma no poder prejudicava o mercado.

Mas acredita-se que se não fosse esta intervenção do BC, o dólar teria chegado aos 3,40. Um preço razoável para o país. ajudaria a restaurar empresas em crise e aliviaria a pressão sobre o mercado interno.

Mas como é sabido, Dilma não está no governo para cuidar do Brasil nem dos brasileiros.


tags: índices, Bolsa de Valores, Cotação do Dólar, MERCADO FINANCEIRO, Crise, Dilma, Impeachment, indexadores, economia, BRASIL, Saulo Valley, O Observador do Mundo, 

Artigo em Destaque

EDITORIAL - O Brasil é perfeito para quem não teme o trabalho honesto

Temos que combater os esforços da mídia paga, que visa fazer as pessoas amarem mais o mal que o bem. Se você concorda leia, comente e compa...

Leia também: