quarta-feira, março 30, 2016

Dilma vai precisar gastar mais!

Pra tentar reconstruir a base do Governo após a saída massiva do PMDB, Dilma decidiu "acelerar a liberação de verbas e cargos para outros partidos aliados".

Dilma Rousseff recebe a faixa presidencial de Luiz Inácio Lula da Silva em 1 de janeiro de 2011.
Fabio Rodrigues Pozzebom/ABr • CC BY 3.0 br
Por Saulo Valley - O Observador do Mundo

Juntando os caquinhos do já desmembrado governo Dilma, que nem se lembra mais a que veio em meio a turbulenta tempestade de areia política, o Planalto luta pra sobreviver enquanto os números do país despencam mais rápidos que meteoro na atmosfera. Só no mês de Fevereiro o déficit público bateu os 34 bilhões, o que não acontece nos fevereiros passados desde a crise de 1997.

Em meio à erupção da crise política e a tramitação do processo de Impeachment Dilma Rousseff corre em volta do estádio para conseguir dar mais uma pedalada fiscal...

Há quem entenda que o PMDB se atirou no vácuo do poder visando que a presidência da República caia no colo de Temer. Por outro lado a tão aclamada debandada do governo acabou não sendo absoluta. Pelo menos 3 ministros dos 6 PMDBistas ficarão no Planalto e deverão trocar de partido.

O que sobrou do Governo Dilma, Jaques Wagner promete refazer a base do governo até sexta-feira.

A estratégia petista é fazer o Brasil pensar que PMDB e PSDB se unirão para imobilizar a Lava-Jato e atacar Moro, porque à partir de agora Temer é o alvo principal do Planalto, ao ponto de especialistas acreditarem que Dilma vai atacar mais ao Temer que atacou Cunha.

Enquanto isto Lula tenta mudar o tom da conversa sobre Moro dizendo:

"Só espero que Moro seja justo comigo".


Curta e compartilhe nossa página
Saulo Valley Notícias no Facebook
Contamos com seu apoio!

Artigo em Destaque

Pra quem reclamar quando autoridades estão ligadas aos criminosos?

Quando você se vê atingido por uma autoridade usurpadora do teu próprio direito, a quem reclamar, quando você sabe que a autoridade máxima ...

Leia também: