quinta-feira, dezembro 24, 2015

Tragédia humana no Rio mostra que Jogos Olímpicos 2016 não interessam ao povo.

Cenário: Um evento sagrado e milenar que cai nas garras sujas da política brasileira. Um povo humilhado, massacrado, explorado, roubado e enganado, sangrando para que os preparativos para a celebração dos Jogos Olímpicos seja um sucesso tendo sua própria desgraça como alicerce - CONTINUE LENDO:

Brasília - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva anuncia o Programa de Aceleração de Crescimento (PAC), que pretende investir mais de R$ 500 bilhões em infra-estrutura até 2010. Ao lado, a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff. Foto: Marcello Casal Jr./ABr
Por Saulo Valley - O Observador do Mundo - Rio de Janeiro, 24 de Dezembro de 2015 -  As 10:28 GMT-3

 A corrupção política nacional chegou a limites inexprimíveis deixando a população mergulhada num mar de mortos e doentes, elevadíssimo custo de vida, além de milhares de estudantes sem aula. Uma regressão humanitária inacreditável para um país rico como o Brasil. Uma tragédia nacional com a deterioração de todos os serviços básicos essenciais, defendidos pelo Direitos Humanos, Direitos Universais, e a constituição brasileira.

Tudo isto partiu da decisão do governo Dilma pelo corte de recursos para a saúde, educação e segurança pública. Obviamente estes setores já são de longe os mais aprofundados numa degradação humana sem limites, que países modernos só vivem em tempos de guerra civil.

Enquanto o país sangra o governo Dilma está focado em evitar à todo custo, que a presidente seja incriminada por sua horrenda gestão, proferindo discursos mentirosos e acalmando a população com promessas que jamais poderão ser cumpridas. Desde a tragédia de Rio Claro até a estabilização econômica, e o retorno do crescimento do país. Tudo mentira para que o povo desista de pedir seu impeachment.

Quem acredita nestas sujas palavras, deve fazer um breve passeio num hospital público ou numa comunidade carente e ver quantas pessoas estão morrendo, quando não pelas doenças sem tratamento, balas perdidas, assaltos seguidos de mortes, mortes de policiais e bandidos... um verdadeiro massacre da moralidade e da "Ordem e Progresso".

No poder as pessoas mais sem escrúpulos do país, Planalto, Congresso e STF em batalhas políticas inusitadas, com a desmoralização de uma das últimas esperanças da justiça, pelo povo brasileiro.

Enquanto as obras para os Jogos Olímpicos vão seguindo de vento em popa, o Rio afunda. A população se vê ilhada num mar de lama e lixo que parece estar prestes a arrastar tudo para o profundo abismo da miséria estadual, e a Cidade que usa o pseudo de "Cidade Maravilhosa" está às portas de mudar para "Cidade Tragédia".

Revoltados os moradores buscam sobreviver e com tantos problemas pra resolver, não encontram saída política e administrativa para a solução. Igualmente desacreditados os brasileiros já se mostram sem forças para se defender, por não achar uma saída no fim do túnel.

A lavagem cerebral da mídia tradicional, certamente tem grande responsabilidade, pelo fato do país não conseguir reagir à corrupção generalizada da política.


O Brasil precisa entender que política não é só "Política", é a "Administração Financeira" da vida e do patrimônio de todos! É algo muito maior que a exibição de legendas e bandeiras, camisetas e  logos e bótons.

Enquanto nossos familiares morrem por falta de hospitais, médicos, suplementos médicos, nossos filhos ficam sem acesso ao estudo com o fechamento de escolas e universidades por falta de dinheiro para funcionar!  Sabe-se que a crise na saúde do Rio não é nova. Sabe-se que Sérgio Cabral é o pai da maior roubalheira  na saúde dos últimos 15 anos e ele não é investigado pelo Ministério Público.

Sabe-se que Pesão, Cabral e Paes, são braços do esquema Lula-Dilma. Foram eleitos com recursos públicos, por esquemas de desvio dos cofres públicos federais para que as fraudes fossem ainda mais potencializadas, como são agora. As esquecidas obras do PAC ainda não mostraram a que vieram. Até porque o BRT não atende em 30% a população que precisa dela. Mas o VLT já está ficando pronto em mais uma obra pra gastar dinheiro público. E este novo transporte público promete facilitar a vida de "milhares" de usuários diariamente. Na verdade pra que se façam necessários tanto o BRT quanto o VLT, as autoridades simplesmente eliminaram uma infinidade de linhas de ônibus. Assim todos serão forçados a precisar deste serviço "indispensável", que possivelmente não atenderá a demanda diária no horário do rush, e apenas uns poucos turistas encontrarão o tão prometido benefício.

Desde o começo das Obras do PAC, a criação da "UPA", da "Clínica da Família", entre outras siglas, nunca conseguiram atender à população como prometido, apesar de construções sempre novas, bem equipadas, ar-refrigeradas, mas sempre sem o principal: Os médicos.

A sigla UPP é outras que representa a incursão policial nas comunidades carentes, a manutenção de uma guerra contra o crime organizado, considerada a maior guerra da história do Rio. Muitos gastos com logística militar, treinamento e veículos, muitas mortes diariamente e nenhum resultado.

A Segurança Pública obviamente não planejou a prolongação dos conflitos armados, e claramente já dá sinais de enfraquecimento. Com a escassez de verbas, a máquina das polícias já começa a dar sinais de cansaço e seu contingente agora vive em completa exposição ao perigo.

Qual é a solução para o país e o Rio?

Quando estamos nas ruas não ouvimos sequer palavras de empolgação para a realização dos Jogos Olímpicos. Nas filas dos hospitais as pessoas xingam as autoridades e as obras recém inauguradas, entre elas o Museu do Amanhã. Apesar de demonstrar grande admiração, a maioria da população do Rio foi mesmo ver pra ter certeza. Foi olhar de perto o que nossas autoridades estão fazendo com o dinheiro que não consegue pagar os salários, nem décimo terceiro do funcionalismo público, não tem dinheiro pra comprar o mais simples dos recursos de uma enfermaria.

Parece até que o povo está tendo que devolver todos os benefícios que o governo havia oferecido nas gestões anteriores desde a eleição de Lula. Quem se lembra do programa "Mais Médicos"? E da "Farmácia Popular", "Fome Zero", "Brasil sem Fome", "Justiça para Todos"...  São exatamente nestas áreas críticas que o Brasil está sofrendo maior necessidade. Não é a ausência destes programas em si. É a falta do mais fundamental, que deveria ser suprida pelo governo por via de regra internacional. Até porque o Brasil figura no topo dos países que mais pagam impostos, e "custo de vida" dos mais caros do planeta. E então, cadê estes recursos?


Se todo dinheiro arrecadado pelo governo fosse verdadeiramente aplicado nas estruturas do país, não seria necessária a criação de programas-esmolas. Isto é uma aberração publicitária. Como quem diz: "Estamos te roubando, mas vamos te dar uma ajuda pra você não morrer rápido."

quarta-feira, dezembro 23, 2015

Síria: Assad realiza bombardeio com gases tóxicos deixando mortos e feridos por intoxicação pesada - Diz oposição

Ativistas políticos e membros do Exército Sírio Livre apontam uma série de vítimas de contaminação por gases tóxicos em consequência de um bombardeio coordenado pelo regime Assad na região de Al-Sham, no bairro Moadamiet.

"Syrian soldier aims an AK-47" by Unknown author - http://picasaweb.google.com/lh/photo/0JoLDPpw5WbYCMAmPsXL1g. Licensed under CC BY-SA 3.0 via Commons 

Por Saulo Valley - O Observador do Mundo - Rio de Janeiro, 23 de Dezembro de 2015 - 17:21 GMT-3

De acordo com diversas fontes o bombardeio aconteceu à zero hora desta Terça, dia 12. Pelo menos duas vítimas já tiveram o óbito confirmado por equipes médicas que atenderam outros 4 pacientes que ainda estão internados em tratamento. Estes pacientes deram entrada na emergência do hospital da cidade de Al Ghouta. O relatório dos médicos diz que sete pacientes com os mesmos sintomas chegaram ao hospital. Dois já chegaram sem vida.

A maioria das vítimas apresentava hemorragias por vias nasais e orais e (um tipo de sangue espumoso) segundo as fontes, entre outros sintomas descritos abaixo no documento publicado em Árabe e em inglês "arábico".



تقرير باللغتين العربية والإنكليزية حول استهداف معضمية الشام بالغازات السامة من قبل ميليشيات أسد المجرمة.#URGENT STATEMENTCITY OF MOADAMIET ALSHAMDecember 22nd, 2015, 8:18pm , according to the Civil Defence Crew in the southern quarter of the city, residential neighborhoods, which has been subject to none-stop and heavy bombardment and cannoning for the last four weeks – according to the crew, a missile fell without making any explosion, then four barrel bombs followed, he crew of the Civil Defence rushed into look for wounded and survivals and evacuate them to Al Ghouta Hospital / emergency, twelve state of emergencies were brought to the hospital as follow:Seven cases were delivered in a complete consciousness Three cases were conscious Two cases died before they make it to hospital.The main symptoms which all have was dyspea .All cases were delivered to Al Ghouta Hospital / Emergency, the report was as follows :Casualty A.B arrived at 9:12 PM the time was assigned as " Zero Hour ".Symptoms : Dyspea and turmoil Producers: Hydrocortisone , Atropine , Oxygen inhalation.General condition : Dyspea, consciousness .Casualty G.D arrived at 10+Symptoms : Dyspea and turmoilProcedures : Hydrocortisone, Atropine, Oxygen inhalation .General condition: Dyspea, consciousness Casualty H.O.Z arrived at 10+ Symptoms: increased secretions , bloody and foamy blood comes out of nose and mouth, Dyspnoea turned to death struggle . after intubation bloody and foamy secretions went out ,wheezes ,slow heart beats and muscles constrictions in lower limbs.Procedures: intubation , Atropine, Hydrocortisone, ( LarGACTEL) adrenalin.. death.Casualty: H.T arrived at 30+Symptoms: Dyspea, turmoil and muscles constrictions .Procedures: Hydrocortisone, Atropine, Oxygen inhalation, (LarGACTEL), dormcuim General conditions: Dyspea, consciousness .Casualty :Y.K arrived dead with bloody secretions from nose and mouth.Casualty: L Dyspea and turmoilProcedures: Hydrocortisone, Atropine, Oxygen inhalation.Due to the poor potencies and lab possibilities, the medical cadre is unable to determine the type of the weapon used, but, according to our previous tragic experience in 21/8/2013, we can tell out of the above symptoms that the city was hit with "Toxic Gases " which remains one of many ways of death we have experienced
Posted by ‎شبكة الثورة السورية - Syrian Revolution Network‎ on Quarta, 23 de dezembro de 2015

segunda-feira, dezembro 21, 2015

Rio: Polícia Militar tem parcelas de 300 reais de 13°, além de cabeça a prêmio e sem hospital militar

Os Jogos Olímpicos de 2016 prometem dar muito lucro para alguns políticos e alguns empresários envolvidos na recepção do evento, mas para que este acontecimento não seja uma tragédia internacional, as forças de segurança precisam trabalhar duro. Pessoas são mortas para garantir este lucro bilionário - Leia Mais:

"ROCOG in London" por Ricardo Stuckert (Presidency of the Republic) - Agência Brasil. Licenciado sob CC BY 3.0 br, via Wikimedia Commons 

A implantação das UPPs e a "pacificação" das comunidades carentes são dois grandes desafios, para garantir a segurança das autoridades esperadas, bem como o grande público e atletas.
Em conseqüência, um exército vitorioso ganha primeiro e inicia a batalha depois; 
um exército derrotado luta primeiro e tenta obter a vitória depois.
Esta é a diferença entre os que tem estratégia e os que não tem planos premeditados" Gen Sun Tzu
Retaguarda

Para isto um mundo de soldados tem sido recrutados e treinados. Tanto para as UPPs, quanto para o esquema especial de segurança para o evento. Mas nesta gigante empreitada o Rio enfrenta violentas batalhas.


  • De um lado temos a quase oficial falência administrativa do Estado do Rio. Com isto a dupla Sérgio Cabral e Pezão tem muito a explicar sobre as fraudes envolvendo a saúde pública e o insucesso das campanhas contra o crime organizado, a falta absoluta de verbas em caixa...
  • De outro lado temos a prefeitura do Rio gastando tudo o que pode para inaugurar obras monumentais e complexos esportivos para sediar os jogos, deixando setores essenciais como (novamente) a saúde e educação, desprovidos de profissionais ou salários.


  Com este cenário nada favorável temos uma multidão de recrutas, praças e oficiais arriscando a vida para receber pouco mais de dois mil reais atrasados e parcelas suaves do décimo terceiro. Sem planos de saúde, sem qualquer tipo de auxílio, além do salário no contra-cheque eles arriscam suas vidas pra até mesmo defender políticos que recebem em dia vinte vezes mais, recebem auxílio combustível, gravata, terno, gabinete, agora só faltam os auxílios "salão de beleza" e "empregada doméstica".

Por outro lado se empresas privadas deixam atrasar o décimo terceiro salário de seus funcionários, estas estarão passivas de punição do Ministério do Trabalho...

Mas Prefeitura e Estado pode deixar de pagar professores, água, energia elétrica e locação de prédios onde funcionam escolas, hospitais...

Policial armado com equipamentos lixo trocando tiro até nas folgas com bandidos que vivem abordando-os à todo tempo, são obrigados ainda a utilizar parte de suas receitas para comprar armas extras para se defender quando fora de serviço.

Durante a prestação do serviço falta de tudo. Guaritas instaladas em contêineres sem a menor estrutura para abrigar um ser vivo. Em muitos casos as condições são semelhantes a de presidiários. Estes ainda precisam deixar o abrigo para fazer rondas em áreas controladas por traficantes poderosos e altamente equipados e bem treinados.

Luta cada vez mais desigual, enquanto isto o Rio tem que arcar com superfaturamento de logística militar, viaturas, atendimento médico, e os constantes enterros dos profissionais. Profissionais que como gratificação por seus serviços prestados em uma curta vida útil, recebem algumas salvas de tiro jogadas ao vento. Ao passo que suas famílias ficam desamparadas até no pagamento de sepultamentos de seus combatentes.

Quando feridos à tiros em dias de folga, muitos são tratados como bandidos ao chegar inconscientes nos hospitais. Atendidos como escória precisam acordar para dar suas credenciais, caso não queiram morrer nas mãos de profissionais de saúde que odeiam cuidar de criminosos.
Uma vez transferidos para.... Hospital militar?

Este vídeo foi gravado em 2014:



Alerj - Deputado Paulo Ramos fala sobre a necessidade de "Salvar o Hospital da Polícia Militar"


Fontes militares que não podem ser divulgadas mostraram-se frustradas com recebimento em conta de R$ 300,00 como parcela (sem acordo prévio) do 13° salário. Sentindo-se injustiçados desabafam sobre a dura vida de um policial militar. Enquanto que a carreira do crime tem atraído muitos jovens que acabam seduzidos pelos altos salários, apesar dos riscos. E o policial é obrigado a enfrentar os mesmos riscos ganhando 1/4 deste valor mensal. Sem falar nos danos psicológicos e outros efeitos que atingem direta e indiretamente seus familiares.

Alguma coisa precisa ser feita para que a profissão militar volte a valer a pena, senão o país inteiro optará pela corrupção política e pelo crime organizado, como profissões rentáveis, seguindo o exemplo que nossos líderes nos deixam todos os dias. Na prática a polícia vive no meio da disputa entre o crime organizado dentro do governo e nas ruas. Uma guerra injusta e cruel. Um sistema podre e voraz que deixa vítimas inocentes todos os dias, e enriquece os poucos que vivem no topo da cadeia alimentar.

sábado, dezembro 19, 2015

Síria: 5 anos e 300 mil mortes depois a ONU decide intervir e cessar morte de civis

A Organização das Nações Unidas demorou 5 anos para determinar o fim da crise Síria. Para isto pelo menos 300 mil pessoas deram suas vidas e ainda não é o fim - LEIA MAIS:

Estudante é obrigado a reverenciar Assad como deus, por soldado sírio durante revolta em 2011
Imagem cedida pela Revolução Síria 2011

A revolução síria contra o regime Bashar Al-Assad começou no dia 14 de Março de 2011. Esta revolta era contra o abuso de autoridade do clã Assad, que domina a população síria com punho de ferro e lei marcial desde 1946. Poder passado de pai para filho, de assassino em massa para aprendiz de assassino em massa. Com tamanha repressão, corrupção e escravidão em todos os sentidos, o povo sírio uniu suas forças para tentar furar o cerco militar sírio e pedir socorro dos países ocidentais.

Nos primeiros três meses dos protestos, a iniciativa popular movida pela revolta contra os abusos e violenta força empregada contra quaisquer civis, culpados ou inocentes, por qualquer razões aleatórias, renovaram as forças dos populares em seus esforços para continuar enfrentando as forças de segurança síria para por meio de cartazes, pedir ajuda internacional.

Com a proibição das manifestações em função do "Estado de Emergência" vigente há 48 anos, o povo amordaçado pela lei do silêncio escreveu cartazes em inglês pedindo socorro. Quando as cidades eram fortemente cercadas por tanques e tropas do exército, os moradores corriam para algum ponto de onde poderiam pedir socorro, como ovelhas diante do abatedouro, clamavam como sendo suas últimas horas de vida.

Do telhado de um prédio, um fotógrafo registra o pedido de socorro e manda via-satélite para quem pudesse ajudar
- Autor Desconhecido - 
09 de Novembro de 2011 - Uma disseminação de soldados impressionou aos populares que atônitos procuram entender o que lhes está reservado pelo regime sírio. De uma coisa já sabem: Só sairão para protestar hoje, aqueles que estiverem prontos para morrer.
 O custo do vazamento de uma imagem de dentro dos bairros sitiados pelo regime era alto. Na maioria das vezes, a morte era lenta com torturas por armas brancas, ou rápida quanto explosiva. Enquanto à cada nova informação era transmitida via-satélite para fora do país, dezenas de vidas eram ceifadas num só dia, enquanto nem a mídia tradicional, nem a comunidade internacional dizia acreditar. No lado de dentro do cerco, o silêncio era quebrado apenas pelo choro desesperado de alguém que se negava a fornecer nomes dos líderes das manifestações.

 
Desarmados e determinados a mostrar cartazes que denunciavam os abusos de Assad, manifestantes eram cercados pelo
Exército para intimidá-los a não se manifestarem - Imagem cedida por Ugarit News Syria.
29 de Novembro de 2011 - 00: 46min - Esta invasão militar é um péssimo sinal de que esta será a próxima região a ser sitiada, bombardeada, destruída e sua população exterminada sem a menor reserva. No bairro de Shield manifestantes saem às ruas em solidariedade aos moradores do Anjo Protetor e de Homs. Isto é um sinal de que uma nuvem negra de opressão e mortandade está cobrindo estas regiões e todos só podem rezar pelas almas de seus habitantes.

Até este um certo momento o Exército oficial servia apenas para intimidação dos manifestantes. Eles continuaram cada vez mais ousados e passaram a fazer as passeatas em completo estado de espiritualidade, orando por suas vidas. De repente as forças de Assad receberam ordens para atirar e dispersar as manifestações. Nos primeiros meses também, as Forças de Segurança só matavam os que se manifestavam. Mas como eles continuavam a sair para as ruas, se revezando todos os dias e noites, o Serviço Secreto sírio começou a entrar nas casas em busca dos responsáveis.

Com tantos vídeos vazando pelo Youtube e fotos enviadas para as principais potências e organizações de Direitos Humanos e agências de notícias, Bashar Al-Assad foi convidado a se explicar à ONU. Mas agiu com frieza e disse estar tendo "problemas isolados com grupos extremistas". Enquanto dava explicações por meio de seu representante Chefe das Relações Exteriores na época, Walid, o "professor".

A foto de Assad no tanque era para aumentar o terror dos manifestantes, pois sabiam que a morte estava chegando
para eles, quando as forças do governo se dirigiam às regiões de maioria opositora ao regime. Imagem cedida pela
Revolução Síria 2011.
28 de Novembro de 2011 - as 12:49 Min - A Síria deu maior impulso depois que percebeu que suas lamúrias não convencem mais às autoridades internacionais. Se cansou de acusar a Liga Árabe, e voltou-se para seu ritual de rotina que é sitiar, perseguir e executar a população síria ao máximo que puder, antes que seja retirado do poder. Al-Assad jurou persistir no genocídio até a sua própria morte.

O Observatório Sírio para os Direitos Humanos, é uma ONG muito respeitada pelas autoridades internacionais e suas informações são tidas como bastante confiáveis. As nossas fontes são as mesmas, o que torna nossa página uma fonte inesgotável de informações verídicas e inquestionáveis.
Esta fonte acredita que cerca de 320 mil pessoas já foram mortas no conflito desde Março de 2011. As Nações Unidas por sua vez só contabiliza 220 mil. Mesmo assim até agora ainda não havia sido feito nada efetivo para encerrar a mortandade no país. 

A decisão do Conselho de Segurança das Nações Unidas até então parece não mudar os rumos da oposição síria no terreno. A maioria que atua direto no front acredita que o caminho da diplomacia só tem levado Assad a matar cada vez mais, e neste momento este acordo para eles pode significar um esforço para desfazer o "Exército Livre" (força armada rebelde), bem como o "Conselho Sírio" (força política) rebelde.

Sobre as eleições previstas para daqui a 18 meses, os sírios só entendem como mais uma estratégia de Assad,e Rússia que já tentava convocar o povo para as urnas desde 2010. E é neste momento que o Serviço Secreto de Assad vai agir para enquadrar todos os acusados de participar da revolta. Por outro lado, se os envolvidos no conflito não forem votar por medo, o ditador vencerá por maioria esmagadora dos votos. E... volta tudo à estaca zero.

Com 4 milhões de sírios fora do país, e apenas 7 milhões dos que viviam na região atacada pelo regime, como a ONU acha que será possível as eleições justas serem uma realidade?
Com a família Assad ainda na Síria para dar continuidade ao terror, no pós Assad... Quando o povo vai voltar para viver em seus logradouros de origem?

Para os rebeldes, nada parece ter mudado ainda. A maioria acredita que apenas uma intervenção militar internacional impediria Assad de continuar matando a todos os que rejeitam suas regras. Eles afirmam sem pestanejar.


Link adicional:

Conselho de Segurança adota por unanimidade a Resolução 2254 (2015), Endossando o Roteiro para a Paz na Síria Processo, Cenário Calendário para Talks

Brasil: A gravidade da crise política nacional exige que tudo seja reformado.

O caos político nacional está longe de ser uma simples crise. A situação é difícil e mais profunda que se tem notícias. Do esgoto entupido só vemos o que transborda e a contaminação está tão aprofundada que cada dia fica mais claro que todo o governo tem urgência de ser reformado por completo - CONTINUE LENDO:

Valores Transformadores - Desfile Estudantil na Penha - 01 de Setembro 2011 - Foto: Saulo Valley

Por Saulo Valley - O Observador do Mundo - Rio de Janeiro, 19 de Dezembro de 2015 - As 16:13 GMT-3

A descrença popular é algo assustador. Vemos as pessoas desanimadas nas ruas. Desanimadas de acreditar que numa manhã dessas vamos acordar com um dia lindo de sol sem escândalos políticos, notícias de corrupção, fraudes, desvios, nem a desmoralização de serviços que deveriam ser de extrema lisura.

Manifestação contra Corrupção - 2009
Foto Saulo Valley
A pior situação vem agora: Com tantos políticos ficha suja no poder, quem poderá substituí-los? Quem em condição moral, cível e idoneidade deveria acumular votos de confiança da grande maioria dos brasileiros, ao ponto de ocupar com segurança e tranquilidade o cargo mais elevado da nação?

Semelhante frustração sentimos ao olhar em volta e percebemos que não encontramos nenhuma pessoa sequer que possamos apostar todas as fichas (ao menos para dar o ponta-pé inicial) na transformação que o Brasil tanto precisa.

Em meio à crise de moralidade, um país dominado por espertos e malandros, que usam de velhos golpes enquanto empossados. Estes abusam do poder que lhes fora conferido para facilitação de suas próprias ambições.

O Brasil que queremos requer uma renovação política, rejeitando esta velha seleção de criminosos, bem como seus familiares. O Brasil que queremos, precisará "resetar" a constituição ao ponto anterior ao momento em que inúmeros decretos criminosos foram adicionados, para favorecer bandidos e empresários predadores cruéis.

A pergunta é: Como se faz uma restauração completa da administração do país, banindo a corrupção e impedindo novos assaltantes no poder? De qualquer forma o Brasil precisa pensar no assunto. Precisa se mobilizar para lavar o governo e jogar para fora toda a lama. Isto inclui os poderes legislativo, executivo e judiciário.

Só nós que não temos compromisso político, moral, nem financeiro com ninguém, podemos fazer isto, sem 

sexta-feira, dezembro 18, 2015

Sem WhatsApp: Cartas abertas de Dilma para seu eleitorado e de Renan para Temer

Vamos lavar a roupa suja na internet Brasil? Não sabemos se a moda vai pegar. As chamadas "Cartas Abertas" estão começando a formar um padrão de conduta política nacional? LEIA MAIS:

By Senado Federal (Solenidades. Homenagens) [CC BY 2.0 (http://creativecommons.org/licenses/by/2.0)],
via Wikimedia Commons
Por Saulo Valley - O Observador do Mundo, Rio de Janeiro 18 de Dezembro de 2015 - 13:56 GMT-3

Depois da comentada "Carta aberta do vice-presidente da República Michel Temer" para a sua chefe, a presidente da República Dilma Roussef, chegou a vez de Dilma escrever para o Brasil. Ela abriu o coração num desabafo dramatizado e motivador, falando sobre sua certeza de que não cometeu crime. Seu texto bastante liso fala para um povo agora mais aproximado por causa da explosão das Redes Sociais, que o próprio governo facilitou em obediência às influências da ONU.
Agora as armas tradicionais de mídia, incluindo as caríssimas veiculações de vídeos e as mensagens em cadeia nacional, estão sendo trocadas por simples postagens nas páginas oficiais das autoridades.

Mesmo assim, as "Cartas Abertas" podem ainda ganhar maior utilidade com os últimos acontecimentos em Brasília.

Diga-se de passagem nosso próprio blog "O Observador do Mundo" publicou uma "Open Letter". Uma carta aberta literalmente em inglês à fim de desmentir o discurso em que Dilma Roussef, em sessão da ONU disse que o "Brasil não passava por crise." E esta nossa publicação se deu no dia 27 de Novembro enquanto a carta de Michel Temer se tronou pública em 08 de Dezembro. Portanto, nós é que iniciamos esta fase, certo?

Continuando:  Em sua postagem pública Dilma repetiu que entende que o "processo de impeachment" é constitucional, mas quis ressaltar que não se enquadra neste tipo de condenação. Por isto ela mesma afirmou:

E é isso, a falta de razão, que nós chamamos de golpe. Não é justificativa para não ser golpe o fato da Constituição prever que pode ocorrer casos em que haja um processo de impeachment . A Constituição brasileira prevê, sim, esse processo. O que ela não prevê é a invenção de motivos. Isso não está previsto em nenhuma Constituição.



Neste momento, usando todos os instrumentos que o Estado Democrático de Direito me faculta, lutarei contra a interrupção...
Posted by Dilma Rousseff on Quarta, 16 de dezembro de 2015


Por outro lado sua audiência não parece muito convencida e há uma disputa acirrada entre os que a apoiam e os que não acreditam em sua inocência. Para isto a classe eleitora não abriu mão de publicar suas opiniões nos comentários da mesma publicação.

É claro que o povo entende que se Dilma Roussef fosse inocente como se apresenta, não usaria de tantas manobras, por exemplo para retirar pessoas de cargos onde fatalmente seria comprovada sua culpa.

A própria saída de Joaquim Barbosa do STJ e a infiltração de Dias Tóffoli (Ex advogado do PT) no comando da mesma instituição (sem concurso público e por nomeação direta da presidência)  já se faz uma decepcionante manobra para irritar o povo brasileiro. Tudo porque as manobras de Dilma nunca são favoráveis para o Brasil. É o caso de ter decretado "tragédia natural" o rompimento da Barragem de Mariana, que destruiu o Rio Doce e seus estragos ainda não cessaram e nem podem ser contabilizados tão cedo.

Dilma poderia ser retirada do cargo pelo simples fato de demonstrar completa imperícia na administração do país. Por irresponsabilidade administrativa. A prova de que ela não tem mesmo noção do que faz, é que nesta semana prometeu "recuperar completamente a região de Mariana e o Rio Doce. Humanamente impossível!

Mas voltando novamente às "Cartas Abertas", a estratégia melosa, sentimental de se escrever uma carta política pública é um dos destaques feitos por este fiel "Observador do Mundo".  A #CartasdoTemer por exemplo, chamam a atenção de todos por serem tristes e chorosas. Por isto os internautas apontam o excesso do popular "Mi mi mi".


A classe política não entende muito assim. Para a maioria, o conteúdo é "pessoal. Apenas um desabafo"...






Aí oito dias depois de enviar sua primeira "carta bomba" chegou a vez de Renan Calheiros fazer Temer provar do próprio veneno:

Na carta que a imprensa afirma que Calheiros mostrou a um grupo de senadores, o destaque é que Temer é chamado de "Mordomo de Filme de Terror". Mas desta vez a carta ainda parece não ter sido entregue nem tornada pública. De acordo com a "Folha", Calheiros foi aconselhado pelos senadores a pensar bem à respeito da entrega desta nova "carta bomba" no meio político.

Pra fechar esta matéria, uma novidade de mais uma ferramenta para tentar manter Dilma mamando no poder até 2018 e não ser enviada pra Suprema Côrte por tudo o que se deu em seus dois mandatos na presidência da república. Ela anunciou mais um gasto público usado na criação de um portal para mudar a opinião pública em seu favor, é o "fatos-e-boatos". Alí você vai trocar todas as mentiras que surgem na internet por todas as mentiras que o governo quer que você abrace. Pode ser que hajam respostas verdadeiras, mas com a credibilidade de quem erra o tempo todo e vive se justificando, jurando de pés juntos. Boa leitura para os corajosos, afinal democracia é isto. 

quarta-feira, dezembro 16, 2015

O lado dos "Direitos Humanos" que o Brasil desconhece:

"Eleanor Roosevelt and Human Rights Declaration"
por http://www.fdrlibrary.marist.edu/photos.html.
Licenciado sob Domínio público, via Wikimedia Commons
Por Saulo Valley - O Observador do Mundo - Rio de Janeiro, as 12:16 GMT-3

O Brasil vive momento difícil, principalmente porque (por força da mídia) aceitou a quebra de todos os padrões, em quase todos os preceitos que serviam para balizar as pessoas. Com a quebra das regras de um modo geral, o país se vê agora dominado pelo caos, um inferno do qual ele já quer se livrar mas não sabe como.

Pra começar a defesa dos Direitos Humanos se tornou banalizada, distorcida e rejeitada. Isto é um grande crime, já que se aplicada corretamente o país (possivelmente) não estaria sofrendo a crise política e econômica que vive hoje.

Isto por que na maioria dos países comunistas e outras ditaduras, até mesmo islâmicas, os defensores dos Direitos Humanos são odiados por todas as autoridades. Aqui no Brasil eles são amados. Sabe porque? Porque os corruptos conseguiram inverter os verdadeiros valores dos Direitos Humanos.

Citando um texto do Wikipédia que descreve os Direitos Humanos como:

Direitos Humanos são os direitos básicos de todos os seres humanos. São direitos civis e políticos (exemplos: direitos à vida, à propriedade privada, liberdades de pensamento, de expressão, de crença, igualdade formal, ou seja, de todos perante a lei, direitos à nacionalidade, de participar do governo do seu Estado, podendo votar e ser votado, entre outros, fundamentados no valor liberdade); direitos econômicos, sociais e culturais (exemplos: direitos ao trabalho, à educação, à saúde, à previdência social, à moradia, à distribuição de renda, entre outros, fundamentados no valor igualdade de oportunidades); direitos difusos e coletivos (exemplos: direito à paz, direito ao progresso, autodeterminação dos povos, direito ambiental, direitos do consumidor, inclusão digital, entre outros, fundamentados no valor fraternidade). A Declaração Universal dos Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas afirma que "Todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e em direitos. Dotados de razão e de consciência, devem agir uns para com os outros em espírito de fraternidade."

Note que a atividade "defesa de prisioneiros" não é citada como foco principal dos Direitos Humanos. O ponto é que nós jornalistas dedicados aos Direitos Humanos focamos, na defesa dos povos contra "abuso de poder, abuso de autoridade ou de força". Por esta razão citamos os Direitos Humanos, e quando o brasileiro ouve estas palavras, sente-se ligeiramente irritado, porque só conhece esta atividade como defesa dos bandidos presos por seus crimes.

Na verdade o preso não deve ser mantido enclausurado de modo desumano. Nisto os DH se encaixam. Também na aplicação injusta da lei. Mas também há o lado do povo.

 Os Direitos Humanos existem para trazer à luz os crimes cometidos por políticos, policiais, e outras autoridades corruptas. Crimes que fragilizam, ferem, lesam, afetam, agridem uma pessoa, comunidade ou nação.
Esta parte o Brasil nem ouve falar, e as ditaduras sempre fazem o possível para desmerecer esta atividade, a fim de que as pessoas não procurem a defesa de seus direitos, contra injustiças praticadas por pessoas que se  colocam acima de todos, até mesmo em função do cargo que ocupam. São os Direitos Humanos, ferramentas importantes para que nós usemos contra políticos que nos matam e nos roubam, como acontece hoje no país, incluindo os desvios financeiros dos cofres federais e tragédias como a do Rio Doce.

Se o projeto "Minha Casa Minha Vida" parece ser uma forma do governo de combater as injustiças no âmbito habitacional, muitos dos terrenos utilizados, foram tomados de pessoas que estavam tentando pagar suas dívidas com o IPTU, mas não encontraram recursos financeiros. Assim como as ações do MST, que parecem justas, mas em sua maioria não passam de invasão de propriedade privada, destruição de patrimônio privado e posse ilegal de bens de terceiros. Isto é injustiça e fere gravemente aos Direitos Humanos.

Nós que observamos os Direitos Humanos entendemos que está na hora do Brasil usar deste recurso para reaver seus direitos e pressionar a ONU para que o Brasil seja um país melhor. Não desista de seus direitos. Lute! Não deixe tudo o que há de bom neste país, ser propriedade dos saqueadores. Defenda o que te pertence!

Dwayne Rock cada vez maior

segunda-feira, dezembro 14, 2015

Conheça o drama da primeira mulher famosa por exibir bumbum grande no ocidente

Hoje em dia as mulheres gastam horas diárias de musculação para ficar com bumbum exagerado. Mas uma mulher que chocou a Europa e foi no século XIX - LEIA MAIS:

Por Saulo Valley - O Observador do Mundo - Rio de Janeiro, 14 de Dezembro de 2015 - as 04:58 GMT-3

A mulher moderna quer ser cada dia mais saudável, pratica esportes radicais, dança, ginásticas variadas, ciclismo e gasta muitas horas semanais nos salões de embelezamento. No meio feminino reina a eterna disputa pela beleza invejável, que arrebate suspiro de uma grande multidão de homens e inveja ou admiração de uma legião de mulheres. Algumas conseguem ir muito além da região em que moram, as cantoras e dançarinas Beyoncé, Valesca Popozuda, Mulher Melancia, Kim Kardashian, Nick Minaj, Ariana Grande, Anitta e até a Ivete Sangalo tornaram-se as mais invejadas, desejadas e imitadas nas duas últimas décadas.

Enquanto algumas já nasceram com bumbum protuberante,  há aquelas que precisam recorrer às próteses de silicone para conseguir um bumbum digno de admiração geral.

Mas se nós voltarmos na máquina do tempo iremos encontrar a história de uma das duas mulheres que ganharam a Europa com seus enormes bumbuns, mas suas histórias não foram cercadas de tanto glamour como parece:

19th century French print "La Belle Hottentot" of Saartjie Baartman. - Domínio Público via Wikipédia

Saartje Baartman (Sarqui) nasceu em 1789 numa tribo sul-africana chamada "Khoisan". Sarqui ela uma mulher negra, com quadris exorbitantes e causava todo tipo de reação nas pessoas. Ainda jovem ela era apenas uma escrava que servia a seu senhor, irmão do holandês Hendrik Cézar, que a convenceu a ir para o Reino Unido com a promessa de fama e riqueza. De acordo com a história ela partiu de Londres em 1810 numa série de exibições pelo Reino Unido rachando todo o lucro em meio-a-meio com Cézar.

Assim como aconteceu no Brasil, quando o termo "Poposuda" foi usado para definir uma mulher de bumbum grande. Havia possibilidade de um admirador tocar na modelo, caso pagasse um valor extra. Baartman era vista como um aberração. A exposição da grandeza de bumbum de Sarqui causou polêmicas e ocasionou em processos judiciais. Tamanha perseguição a impediu de continuar se exibindo em Londres.

4 anos mais tarde Sarqui foi vendida (pasme) para um domador de animais! Um francês que a explorou não mais como objeto de exibição, mas como objeto de exploração sexual. Agora na França, Baartman foi levada a ser exibida, tocada e desenhada e pintada de todas as formas nos dias e nas noites parisiense. Segundo Wikipédia a farra dos franceses durou até 1815 quando Napoleão Bonaparte foi derrotado e Sarqui, depois de ter sido ridicularizada pelo grande público de padrão físico europeu, depois de ter sido alvo das mais bizarras caricaturas e comparações, ficou impedida de se exibir. Conta-se então que a mulher começou a consumir álcool compulsivamente e se dedicou à prostituição propriamente dita.

Baartman teve o seu corpo tão explorado que tornou-se objeto de estudos em que pesquisadores da época buscavam classificar as diferentes raças humanas conhecidas.  Para alguns cientistas ela (por seu biotipo) caracterizava uma "mulher selvagem", "negra" e até comparada a um "orangotando".

Ao falecer no final deste mesmo ano, seu corpo foi dissecado e passou a ser publicado em diversos estudos de anatomia. E foi assim que se elegeu que Nelson Mandela (1994) pediu formalmente ao governo francês os restos mortais de Sarqui. Depois de muitas disputas judiciais, os restos da mulher mais poderosa vista pelos europeus foi finalmente devolvida a seu povo em 2002.

Hoje reconhecida e reverenciada em seu país, Saartjie Baartman tem seu nome lembrando em diversos órgãos governamentais de apelo social e sua passagem marca a era da exploração dos africanos e o preço que pagaram pelo duro racismo ocidental.

Hoje em dia muitas mulheres buscam sua própria exposição física por meio de selfies, vídeos, show business e etc. Agora pense, que se hoje nem todas as mulheres que são convidadas a se exibir em troca de riquezas chegam ao fim que esperavam, imaginem esta mulher africana que foi a primeira..

Baartman morreu em decorrência de inúmeras doenças. Alguns estudiosos acreditam que por DST mas não há confirmação.

Brasil: O povo em casa, bandidos nas ruas e corruptos no poder - Até quando?

Nos últimos 3 anos, os brasileiros vêm se mostrando temerosos e cada vez mais evitam ir às ruas. Isto acontece desde a era "Black-Block", passando pelos arrastões ordenados pelo crime organizado e o uso abusivo de força das polícias. Enquanto o brasileiro mede os riscos de protestar nas ruas, crescem as reclamações concentradas na internet. LEIA MAIS:

Foto de Rafaela Ely - Creative Commons Rafaela Ely

Por Saulo Valley - O Observador do Mundo - Rio de Janeiro, 14 de Dezembro de 2015 - 09:52 GMT-3

Ao mesmo tempo que o povo se fecha em casa fortalece a cultura do pensamento "Deixe que os políticos corruptos se entendam entre eles..." A política do "o que tiver que ser será". Escândalos e mais escândalos em forma de cascata chegam a esgotar mentalmente os brasileiros, que de tão cansados das seguidas notícias ruins, estão preferindo se abster de falar ou pensar no assunto. Este é o ponto em que o Brasil se diferencia do resto do mundo: "Os brasileiros sabem se adaptar aos tempos difíceis facilmente". Mas com isto o conformismo é sempre generalizado e o nacionalismo é uma questão de.. Seleção Brasileira!

Mergulhado em como resolver sozinho seus próprios problemas, o povo brasileiro ignora a origem de seus problemas e volta-se apenas para buscar suas próprias soluções. Se cai uma tempestade ou se faz um calor extremo, cada um busca resolver a seu modo.

Esta característica silenciosa e intimista leva o povo a aceitar viver com o que sobra das mesas dos poderosos. Faz com que nós nos sujeitemos sem esboçar reação aos abusos dos poderosos, armados de mandatos políticos ou mesmo com armas de fogo. Quer seja bandido ou político, todos têm suas margens de aceitação na sociedade e o gigante prefere hibernar enquanto suas reservas são roubadas em plena luz do dia.

Pessoas que odeiam política, não participam das discussões elegem corruptos - Saulo Valley

O Brasil do conformismo, que tem aversão a embates violentos abre assim uma lacuna no modo de vida nacional. Aí este enorme abismo é preenchido por quem quer se arriscar e lucrar enquanto houver chance. Caso seja descoberto, este criminoso deverá aceitar seu destino. Melhor sorte têm os que não são visto enquanto se fartam dos incontáveis meios de enriquecimento ilícito que o país oferece em sua ausência voluntária.

Enquanto cada um vive em sua caverna, esperando o verão (para curtir uma boa praia..) os ladrões que seriam capazes de roubar até o ouro da bandeira do Brasil, estão muito bem acordados e disputam entre si, o que há de mais precioso deste maravilhoso e abençoado lugar.

Ao acordar é normal ver que as pessoas são capazes de deixar a cama com os semi-cerrados de sono, para raspar algumas migalhas que ficaram em cima da mesa (que os ladrões por ventura tenham deixados para trás). Assim após se saciar com o que pode vão se recostando novamente em seus leitos de preguiça até dormir um longo sono. Afinal, no dia seguinte estas pessoas vão precisar gastar todas as suas energias para trabalhar duro e reconquistar tudo outras vez!

Mudar este siclo é mesmo uma tarefa difícil. Qualquer mau-hábito demanda grande esforço para ser vencido. Os protestos violentos passados afugentaram as pessoas das ruas. As pessoas que não entenderam que "BlackBlock" é uma organização internacional que recebe dinheiro de gente (anarquista/comunista) poderosa pra provocar o caos e te fazer achar que nas ruas não é o teu lugar, e pra perpetuar o Brasil debaixo do monopólio dos bandidos!

Todo mundo sabe que as facções criminosas existem por causa dos políticos e empresários corruptos. São pessoas poderosas e muito ricas que alimentam esta máquina que seduz e mata nossos jovens enquanto que eles permanecem invisíveis e cada vez mais ricos!

E nós (brasileiros) estaremos aqui assistindo nossos bens serem roubados, nossos filhos serem assassinados (quer como policiais, quer como bandidos) e nosso país refém destes saqueadores, até que todos os seus recursos sejam aniquilados. Então irão embora para outras bandas e apenas nós ficaremos aqui, já que somos acostumados à miséria e exploração de sempre.

sexta-feira, dezembro 11, 2015

Porque nem os negros, nem os GLBTS, nem os pobres precisam de Dilma e Lula

Porque nem os negros, nem os GLBTS,  nem os pobres precisam de Dilma e Lula - Leia Mais:

Causa GLBTS em Brasília - Creative Commons via Wikipedia 

Por Saulo Valley - O Observador do Mundo - Rio de Janeiro, 11 de Dezembro de 2015 -  as 11:29 GMT-3

Todo mundo sabe que quando um candidato quer se eleger, a primeira coisa que os picaretas fazem é carregar uma criança pobre nos braços  (como se cuidasse dela). Após as filmagens e seção de fotos para a mídia, os caras nunca mais voltam ao local, nem pra agradecer à família que emprestou uma criança para exposição de mídia ainda lactante. Sobre este tipo de exposição  os Conselhos Tutelares nunca abriram a boca em defesa do menor.

Ao fazer ensaios de falsa bondade e falsa compaixão em suas visitas raras numa comunidade carente, sabe-se que mesmo eleitos só retornam quando forem concorrer novamente a um cargo ainda mais lucrativo.

Lula e Dilma foram além disto.  Ergueram diversas bandeiras em suas campanhas onde se comprometeram com as classes pobres, as crianças,  os menores de 16, as mulheres, os negros e por fim os gays.

Os dois governos que usaram a palavra "sustentabilidade " como palavra chave  entregam agora um país em condições impossíveis de se sustentar.

Assim como todas as suas promessas sobre as defesas de grupos e minorias mais afetados pelas barreiras sociais do mundo moderno.

Passado o primeiro choque, até os mais conservadores hoje em dia já sabem lidar com estes temas.

Agora resta a cada um de nós saber que independente de qual seja a razão para que nos sintamos desrespeitados, estamos todos debaixo do mesmo teto e pisando no mesmo chão.

Não há como o governo proteger uma camada da sociedade e deixar todas as outras desprotegidas. São mentiras pregadas por quem está em desespero e crise aguda de rejeição nacional.

O povo brasileiro precisa saber que não precisa colar uma identificação na testa "eu sou negro", ou "eu sou pobre" ou mesmo "eu sou GLBTS" para seguir vivendo uma vida normal.

E nem por isto vai ter tratamento diferenciado da parte do governo.
Até porque quando há aumento de impostos, preço das passagens, dos derivados de petróleo,  dos alimentos, das roupas, dos eletrodomésticos,  do desemprego, da inflação, da corrupção política,  da impunidade, da criminalidade e da falta de atendimento médico, não há como proteger um grupo em específico.

São mentiras que na prática todo brasileiro já caiu. Mesmo assim, após inúmeras manobras para se manterem populares, Lula e Dilma apelam para as classes sociais que... "mais se sentem abandonadas"? Será que todo gay ou todo negro, ou todo pobre se sente menosprezado?

Enquanto Dilma luta para manter o programa "Minha Casa Minha Vida", ela já te disse que para isto desapropria terrenos e imóveis de quem já está tendo dificuldade para pagar os postos, inclusive o IPTU? É justo você passar anos da sua vida ajuntando recursos para comprar  terreno ou imóvel para o governo tomar e dar de presente para um pessoa que não pagou nada por ele?

Ninguém deve aceitar este tipo de sugestão. Querem que você se sinta inferior para te usar como tema base de campanha. Nada é real.

Real mesmo são os números que dizem que Lula e Dilma precisam prestar conta de 3.2 trilhões desviados dos cofres públicos nos últimos 12 anos, enquanto emocionavam as pessoas com campanhas em defesa das mulheres, dos pobres, dos menores delinquentes, dos traficantes condenados no exterior... É por aí vai.

Estamos invertendo as verdades. Por isto temos que ser realistas e atentar parar as manobras. Aliás tentam nos tornar em suas verdadeiras e ingênuas "massas de manobra", como o gado num curral.

Não importa como você seja. Importa quem você é! Foque na superação de suas dificuldades e não se deixe manipular por pessoas tão inferiores a você.

Brasil: Areia movediça no planalto e os embaraços políticos

O povo brasileiro vive um drama político-econômico cada vez mais intenso, e é nesta areia movediça das estratégias do governo Dilma que nossas vidas estão depositadas - CONTINUE LENDO:

Monumento dos Guerreiros - Fonte: AG.  Senado
Domínio Público via Flickr 


Por Saulo Valley - O Observador do Mundo, Rio de Janeiro 11 de Dezembro de 2015 - 04:36 GMT-3

O ano de 2015 está com suas forças esgotadas e a presidente Dilma mal começou a exercer seu segundo e último mandato conturbado. Conturbado por falta de liderança e responsabilidade de menos com respeito aos gastos do governo. Despesas e mais despesas que só favorecem amigos estrangeiros, "aliados" políticos e a população finaceiramente mais próxima do que os comunistas chamam de "proletariado". Ou seja, a exploração política da classe mais miserável, isolada e pouco culta, para estabelecer uma prolongada vida no poder. Poder no caso da atual presidente representa gastar livremente sem prestação de contas e publicar decretos aleatoriamente, sempre que uma situação mais complexa surja no caminho e precise de solução imediata. Assim por meio de emissão de decretos aleatórios o governo dá a falsa sensação de que está fazendo algo pelo país.

Assim vemos o Brasil afundando na areia movediça do Planalto, que antes era apelidada apenas de "lama".

A verdade é que se fosse lama apenas os envolvidos com ela se sujariam.  Neste caso tudo o que está relacionado às contas do país está sendo puxado para o fundo sem piedade.

Especialistas especulam que o Palhaço Tiririca seja um forte substituto de Dilma Rousseff no governo da nação. Isto porque ele é o quinto suplente na ordem de sucessão do pós Impeachment de Dilma, se acontecer.


Se me lembro bem no ano que o palhaço Tiririca se candidatou, o fez com forma de protesto ao cenário político sujo e irresponsável (que por azar perdura até hoje). Ainda satirizou com o povo brasileiro que nunca se importa com os assuntos comuns da nação. Diante da falta de opções, até porque o macaco Tião (do zoológico do Rio) havia falecido,  o eleitorado brasileiro preferiu votar num palhaço. A imagem de Tiririca representava a sensação que o país sentia diante do governo mentiroso e fraudulento que encontramos até hoje no poder.

O tema de campanha deste artista era:

"Vote em Tiririca. Pior que está não fica!"

Mas infelizmente o Brasil ficou muitas vezes pior que quando se elegeu. Eleito como o mais votado congressista da história do Brasil, Tiririca foi à Brasília mostrar que lá os deputados eleitos e muito bem pagos com nosso sangue, suor e lágrimas, nada faziam pelo povo que o sustenta neste milionário emprego de mordomias.

O Brasil na mão de um bando de vagabundos que não perde uma chance para tirar alguma vantagem pessoal de sua função, que nem de longe é exercida para o povo.

Falsas CPIs que escoaram muito dinheiro dos cofres públicos na multiplicação dos escândalos de corrupção e máfias inteiras surgindo do fosso com bilhares de reais desviados de nossas estatais.

As investigações federais constantemente atrapalhadas pela própria presidente da república que vira e mexe interfere nos processos para salvar seus aliados políticos, que figuram entre os membros do governo...

 As trocas de acusações recíprocas e mútuas, mostrando que neste governo todo mundo tem rabo preso com todo mundo e que o sinismo é sim a maior ferramenta política utilizada no país.

Com nossa imagem internacional manchada e desvalorizada à vésperas de uma celebração milenar olímpica, estamos pavimentando a estrada para o golpe final,  quando após este suntuoso evento nos encontrarmos completamente afundados em dívidas, com a economia estagnada, recessiva e o resto do país morto.
Assim como estão todos os países que abraçaram o comunismo socialista como estratégia de governo e seus aliados e falidos líderes da ditadura bolivariana.

Uma tragédia há muito anunciada.

sexta-feira, dezembro 04, 2015

Brasil: Instalação de UPPs entre Planalto e Congresso - Saulo Valley Blog

O Brasil está em guerra contra a corrupção e entre trocas de acusações e violentos confrontos entre as facções partidárias, uma ou mais UPPs poderiam devolver a paz em Brasília? - LEIA MAIS:

Por Saulo Valley - O Observador do Mundo - Rio de Janeiro, 04 de Dezembro de 2015 - 10:09 GMT-3

A disputa por território está cada vez mais pesada. Diversas milícias políticas estão se digladiando neste momento em busca do controle da região do Palácio do Planalto. Outra comunidade em polvorosa é a região conhecida como " Congresso Nacional". De acordo com as investigações da Polícia Federal, as quadrilhas lutam em batalhas sangrentas pelo poder. Os confrontos diários já causaram vítimas inocentes.

Neste momento milhares de brasileiros estão sem poder sair para trabalhar em função do conflito. Estes gentilmente apelidados de "desempregados" já se acotovelam nas agências esperando uma oportunidade de retornar.

Mas apesar da região estar fortemente cercada por forças da Segurança Nacional, integrantes da comunidade do "Congresso Nacional" liderados por Cunha, tentam assumir o controle do Planalto que atualmente é comandado por Dilma, (Uma ex-guerrilheira com passagem por roubo de armas do Exército Brasileiro e assaltos a bancos nos anos 60). Conhecida como "presidenta" ela também é investigada pelo desfalque de pelo menos 120 Bilhões dos cofres públicos. Com o andar das investigações as autoridades esperam que outros crimes possam ser atribuídos à ela.

Ambos estão sob investigação da justiça federal que busca meios de formalizar novas denúncias que comprovem e levem à prisão dos suspeitos.

"ABr17062013JFC2558" por Jose Cruz/ABr - Agência Brasil. Licenciado sob CC BY 3.0 br, via Wikimedia Commons - https://commons.wikimedia.org/wiki/File:ABr17062013JFC2558.jpg#/media/File:ABr17062013JFC2558.jpg
Enquanto isto a situação fica mesmo difícil para os moradores da região do Brasil, como que com as mãos atadas, aguardam o fim do tiroteio para retornar a vida cotidiana. Moradores de reclamam o ágio sobre os serviços essenciais. De acordo com as fontes os grupos estão cobrando altas taxas de energia elétrica, água, gás, alimentos e remédios. Situação caótica com vários centros comerciais baixando as portas com medo. Ainda em Mariana/SP população Já sofre com falta de água,

De acordo com diversas fontes oficiais e não-oficiais, a disputa se iniciou há muitos meses atrás e tende a piorar com os constantes embates sem hora para terminar. Desesperados há muitos moradores que já estão se mudando e há quem busque asilo em outros países. "Saulo Valley Notícias" entrevistou diversas pessoas que já estão procurando um lugar mais seguro e tranquilo para viver, longe desta intensa crise que atinge a região.

Líderes militares já formaram diversos conselhos para discutir a situação da população mas ainda não anunciaram uma estratégia oficial. Autoridades militares puseram à disposição da população "O disque-denúncia das forças armadas", para que por meio desta ferramenta seja possível chegar até os criminosos e efetuar as devidas prisões.

Militares da Força Aérea Brasileira (FAB) participam de Missão de Paz da ONU no Haiti.
Creative Commons via Flickr
As investigações lideradas pelo juiz Sérgio Moro, estão sendo estendida também a outros grupos ligados à comunidade do "Planalto" como MST, PMDB e PSDB (entre outros) que deverão ter seus sigilos telefônicos e bancários quebrados no momento oportuno.

De frente com a legislação

De acordo com policiais militares que atuam no caso, uma das maiores dificuldades para a finalização das investigações está no "Foro Privilegiado", na "Imunidade Parlamentar" dos principais líderes destas organizações.

Impunidade e Recorrência

Segundo especialistas em segurança, muitos deles já foram presos e acabam retornando para as ruas. Mesmo assim o povo brasileiro tem demonstrado total apoio e confiança na justiça, para em fim levar todos os criminosos para a cadeia e devolver a paz e a segurança para os moradores.

Saulo Valley direto de Brasília - DF.

quinta-feira, dezembro 03, 2015

Crise: Porque Brasil é melhor sem Dilma

Desde que Dep. Cunha aprovou o pedido de impeachment, iniciou-se uma série de reações positivas com a notícia. Porque a notícia atenuou em parte a crise que conduz o país ao caos - LEIA MAIS:


"Dilma Rousseff comenta os protestos de 15 de março de 2015" por José Cruz/Agência Brasil - Agência Brasil. Licenciado sob CC BY 3.0 br, via Wikimedia Commons - Via Wikipedia
Por Saulo Valley - O Observador do Mundo - Rio de Janeiro, 03 de Dezembro de 2015 - 15:10 GMT-3

O país está um caos desde a eleição de Dilma no primeiro turno. Na verdade até o governo Lula tudo parecia bem. Quando Dilma foi eleita, notou-se que nos primeiros 5 meses de governo nada acontecia. Ela demonstrou inexperiência e falta de expressão política para liderar um governo formado por lobos e raposas velhas.

Mas com a ajuda de Lula, seu fiel "suporte técnico", seu governo parecia deslanchar, principalmente no segundo ano. Mas até o final do mandato o país estava mais uma vez à deriva. Concentrada em se reeleger, muitos problemas que ela deveria ter resolvido pessoalmente ficou na responsabilidade de pessoas que pouco fizeram.

O que enfraqueceu seu governo desde o início, foram os escândalos e as intensas disputas políticas; e por esta razão a presidente não conseguia organizar um corpo que pudesse liderar e chamar de governo. Demite ministro, indica outro. Demite chefe disto, indica outro. Inicia governo e congela uma pasta para demitir outro membro.. Um verdadeiro caldeirão.

Surpreendentemente sua reeleição aconteceu com uma estatística de votos bastante oposta à realidade, o que gerou suspeitas de que Dilma havia utilizado de recursos escusos para se eleger "legitimamente".

Com 52% dos votos Dilma continuou no poder, mas desta vez parecia mais perdida que nos primeiros meses após a posse do primeiro mandato. Governo parado. País parado e agora mais uma tempestade de corrupção política em seu governo. Com isto o Brasil voltou a ficar ingovernável. Estagnado, com economia morna e moeda se desvalorizando, o Brasil ainda tinha uma notícia ruim para receber: Desde 2012 que o país não atinge a meta do PIB e fecha no vermelho. O planalto sempre buscando renovar meios de evitar a prestação se contas.

Mas Dilma continuou lutando para distribuir dinheiro e casa para o povo, como um show televisivo de auditório. Descontos de IPI iniciados na era Lula foram continuados, com intuito de movimentar a economia e manter a população consumindo. A ideia era enfrentar a crise mundial que se deflagrou em 2008, usando consumo interno, já que as exportações estavam quase paradas.

Daí à longo prazo a arrecadação dos impostos foi à pique, terminando por mergulhar o país num grande fosso. O mais profundo dos últimos 29 anos!

A aparente estabilidade estava com os dias contados, porque estávamos gastando literalmente todas as nossas reservas e o ano de 2015 ainda nem havia se encerrado, e seu orçamento não havia sido votado. Por esta razão, desde o governo Lula eram praticadas as famosas "pedaladas fiscais". Estratégia que Dilma continuou explorando ao invés de gerar novas fontes de renda. Continuou gastando, distribuindo recursos e abrindo mão de receber os impostos sobre de muitos e diversificados mercados, como automóveis, eletrodomésticos, eletrônicos etc.

Na verdade muita gente tem carro, casa e mobília nova, em consequência destas pedaladas, mas não deveria ser uma base de governo. Não havia sustentabilidade neste recurso.

Outro grande erro praticado nos governos Lula e Dilma:

Todos os escândalos políticos desde 2008 pra cá, passaram a ser resolvidos com compra de silêncio. Falta de apoio  de cada proposta a ser votada, era sempre resolvida com mais pagamentos e distribuição de cargos.

Dizem os políticos que "o povo tem memória curta". Você já se esqueceu destes escândalos todos que foram simplesmente silenciados, porque Dilma ofereceu dinheiro extra e cargos importantes como pagamento?

A última negociação que foi bem comentada, foi a cessão de ministérios importantes  para o PMDB, em troca de apoio na reforma ministerial, que encerrou uma temporada de quase seis meses de escândalos.

Logo após este período, iniciaram-se as bombásticas notícias de Dilma que o país já estava mergulhado no vermelho (sem saber) e crises envolvendo a Petrobrás e desvios... BNDES... Vale... assim vai até hoje.

Na prática Dilma não deveria ter continuado no poder em 2015. Mas precisava escapar da prestação de contas com a União. Contas estas que deveriam ter sido prestadas de 4 em 4 anos mas não aconteciam desde 2012.

Como um administrador gerencia uma empresa assim sem que leve à falência?

A tragédia de Mariana serviu para mostrar que falta em Dilma a governabilidade. A capacidade de gerir uma crise e transformar pesadelo em solução. O Secretário Geral da ONU, Ban Ki-moon descreveu a atitude do governo brasileiro sobre a tragédia da narragem como "inaceitável".

Se fosse nos Estados Unidos ou num país europeu, o governo teria tomado a frente do problema e usado todos os seus recursos para impedir que a lama seguisse rio à baixo. Reestruturaria a região e já teria socorrido os desabrigados. Teria feito de tudo para controlar a situação e depois disto enviar a conta para a Samarco e à quem mais de direito. Esta deveria ter sido a atitude de um governo que tem liderança e atitude.

Ainda hoje vemos que a tragédia não terminou e que a lama segue por meios próprios e que alguns paliativos são feitos para esperar, quem sabe o dia que a lama tóxica deixe de fluir. Quem sabe evapore e vire chuva... o que provocará maiores problemas à saúde de milhares de milhares de pessoas, animais e agriculturas.

A boa notícia após a aprovação do pedido de impeachment

O lado bom com a aprovação do documento se deu na esfera econômica. Com a notícia o dólar recuou de 3,85 para 3,80. A bolsa de valores deu o maior salto no ranking global, desde que déficit foi oficialmente anunciado pelo governo, e as pessoas começaram a respirar com maior alívio. Com aquela sensação de que não vamos terminar os próximos 3 anos como se estivesse-mos na situação econômica do pós Segunda Guerra Mundial.

Ruim mesmo é só para a Dilma e sua equipe. Porque para quem não lucra com o governo atual, o horizonte começa a surgir do meio da neblina.

No fim das contas, os Jogos Olímpicos estão às portas e enquanto o Rio de Janeiro passa fome com mega desemprego, ou morre tentando um atendimento médico. À dispeito disto os estrangeiros serão muito bem recebidos e terão a sensação de que estiveram numa cidade realmente maravilhosa. Um país incrível e uma administração impecável!

Quando um casamento não dá certo o divórcio consentido e amigável é a melhor solução para os dois lados. Persistir na relação é fomentar o agravamento da relação e dar oportunidade para tragédias inesperadas. Aprende a pensar Brasil.


Leia também,:
Reforma de Dilma é manobra - isolar-se de opositores e proteger corruptos

Tags:  crise econômica, déficit, GOVERNO, BRASIL, crise política, DILMA ROUSSEF, Samarco, Saulo Valley, O Observador do Mundo, impeachment, 

Artigo em Destaque

EDITORIAL - O Brasil é perfeito para quem não teme o trabalho honesto

Temos que combater os esforços da mídia paga, que visa fazer as pessoas amarem mais o mal que o bem. Se você concorda leia, comente e compa...

Leia também: