Pular para o conteúdo principal

Translate this Page

Crise: Porque Brasil é melhor sem Dilma

Desde que Dep. Cunha aprovou o pedido de impeachment, iniciou-se uma série de reações positivas com a notícia. Porque a notícia atenuou em parte a crise que conduz o país ao caos - LEIA MAIS:


"Dilma Rousseff comenta os protestos de 15 de março de 2015" por José Cruz/Agência Brasil - Agência Brasil. Licenciado sob CC BY 3.0 br, via Wikimedia Commons - Via Wikipedia
Por Saulo Valley - O Observador do Mundo - Rio de Janeiro, 03 de Dezembro de 2015 - 15:10 GMT-3

O país está um caos desde a eleição de Dilma no primeiro turno. Na verdade até o governo Lula tudo parecia bem. Quando Dilma foi eleita, notou-se que nos primeiros 5 meses de governo nada acontecia. Ela demonstrou inexperiência e falta de expressão política para liderar um governo formado por lobos e raposas velhas.

Mas com a ajuda de Lula, seu fiel "suporte técnico", seu governo parecia deslanchar, principalmente no segundo ano. Mas até o final do mandato o país estava mais uma vez à deriva. Concentrada em se reeleger, muitos problemas que ela deveria ter resolvido pessoalmente ficou na responsabilidade de pessoas que pouco fizeram.

O que enfraqueceu seu governo desde o início, foram os escândalos e as intensas disputas políticas; e por esta razão a presidente não conseguia organizar um corpo que pudesse liderar e chamar de governo. Demite ministro, indica outro. Demite chefe disto, indica outro. Inicia governo e congela uma pasta para demitir outro membro.. Um verdadeiro caldeirão.

Surpreendentemente sua reeleição aconteceu com uma estatística de votos bastante oposta à realidade, o que gerou suspeitas de que Dilma havia utilizado de recursos escusos para se eleger "legitimamente".

Com 52% dos votos Dilma continuou no poder, mas desta vez parecia mais perdida que nos primeiros meses após a posse do primeiro mandato. Governo parado. País parado e agora mais uma tempestade de corrupção política em seu governo. Com isto o Brasil voltou a ficar ingovernável. Estagnado, com economia morna e moeda se desvalorizando, o Brasil ainda tinha uma notícia ruim para receber: Desde 2012 que o país não atinge a meta do PIB e fecha no vermelho. O planalto sempre buscando renovar meios de evitar a prestação se contas.

Mas Dilma continuou lutando para distribuir dinheiro e casa para o povo, como um show televisivo de auditório. Descontos de IPI iniciados na era Lula foram continuados, com intuito de movimentar a economia e manter a população consumindo. A ideia era enfrentar a crise mundial que se deflagrou em 2008, usando consumo interno, já que as exportações estavam quase paradas.

Daí à longo prazo a arrecadação dos impostos foi à pique, terminando por mergulhar o país num grande fosso. O mais profundo dos últimos 29 anos!

A aparente estabilidade estava com os dias contados, porque estávamos gastando literalmente todas as nossas reservas e o ano de 2015 ainda nem havia se encerrado, e seu orçamento não havia sido votado. Por esta razão, desde o governo Lula eram praticadas as famosas "pedaladas fiscais". Estratégia que Dilma continuou explorando ao invés de gerar novas fontes de renda. Continuou gastando, distribuindo recursos e abrindo mão de receber os impostos sobre de muitos e diversificados mercados, como automóveis, eletrodomésticos, eletrônicos etc.

Na verdade muita gente tem carro, casa e mobília nova, em consequência destas pedaladas, mas não deveria ser uma base de governo. Não havia sustentabilidade neste recurso.

Outro grande erro praticado nos governos Lula e Dilma:

Todos os escândalos políticos desde 2008 pra cá, passaram a ser resolvidos com compra de silêncio. Falta de apoio  de cada proposta a ser votada, era sempre resolvida com mais pagamentos e distribuição de cargos.

Dizem os políticos que "o povo tem memória curta". Você já se esqueceu destes escândalos todos que foram simplesmente silenciados, porque Dilma ofereceu dinheiro extra e cargos importantes como pagamento?

A última negociação que foi bem comentada, foi a cessão de ministérios importantes  para o PMDB, em troca de apoio na reforma ministerial, que encerrou uma temporada de quase seis meses de escândalos.

Logo após este período, iniciaram-se as bombásticas notícias de Dilma que o país já estava mergulhado no vermelho (sem saber) e crises envolvendo a Petrobrás e desvios... BNDES... Vale... assim vai até hoje.

Na prática Dilma não deveria ter continuado no poder em 2015. Mas precisava escapar da prestação de contas com a União. Contas estas que deveriam ter sido prestadas de 4 em 4 anos mas não aconteciam desde 2012.

Como um administrador gerencia uma empresa assim sem que leve à falência?

A tragédia de Mariana serviu para mostrar que falta em Dilma a governabilidade. A capacidade de gerir uma crise e transformar pesadelo em solução. O Secretário Geral da ONU, Ban Ki-moon descreveu a atitude do governo brasileiro sobre a tragédia da narragem como "inaceitável".

Se fosse nos Estados Unidos ou num país europeu, o governo teria tomado a frente do problema e usado todos os seus recursos para impedir que a lama seguisse rio à baixo. Reestruturaria a região e já teria socorrido os desabrigados. Teria feito de tudo para controlar a situação e depois disto enviar a conta para a Samarco e à quem mais de direito. Esta deveria ter sido a atitude de um governo que tem liderança e atitude.

Ainda hoje vemos que a tragédia não terminou e que a lama segue por meios próprios e que alguns paliativos são feitos para esperar, quem sabe o dia que a lama tóxica deixe de fluir. Quem sabe evapore e vire chuva... o que provocará maiores problemas à saúde de milhares de milhares de pessoas, animais e agriculturas.

A boa notícia após a aprovação do pedido de impeachment

O lado bom com a aprovação do documento se deu na esfera econômica. Com a notícia o dólar recuou de 3,85 para 3,80. A bolsa de valores deu o maior salto no ranking global, desde que déficit foi oficialmente anunciado pelo governo, e as pessoas começaram a respirar com maior alívio. Com aquela sensação de que não vamos terminar os próximos 3 anos como se estivesse-mos na situação econômica do pós Segunda Guerra Mundial.

Ruim mesmo é só para a Dilma e sua equipe. Porque para quem não lucra com o governo atual, o horizonte começa a surgir do meio da neblina.

No fim das contas, os Jogos Olímpicos estão às portas e enquanto o Rio de Janeiro passa fome com mega desemprego, ou morre tentando um atendimento médico. À dispeito disto os estrangeiros serão muito bem recebidos e terão a sensação de que estiveram numa cidade realmente maravilhosa. Um país incrível e uma administração impecável!

Quando um casamento não dá certo o divórcio consentido e amigável é a melhor solução para os dois lados. Persistir na relação é fomentar o agravamento da relação e dar oportunidade para tragédias inesperadas. Aprende a pensar Brasil.


Leia também,:
Reforma de Dilma é manobra - isolar-se de opositores e proteger corruptos

Tags:  crise econômica, déficit, GOVERNO, BRASIL, crise política, DILMA ROUSSEF, Samarco, Saulo Valley, O Observador do Mundo, impeachment, 

Postagens mais visitadas deste blog

A nova vida do Advogado Ércio Quaresma ex-defensor do Bruno Goleiro.

Ele subiu ao topo. Tornou-se um dos defensores mais admirados no cenário jurídico. Por um contrato milionário, foi defensor do Bruno, Goleiro do Flamengo, no caso do assassinato de sua namorada Elisa Samúdio, até que foi pego se drogando em uma cracolândia na região metropolitana de Belo Horizonte.


Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 25 de Novembro de 2011 - 07h26min.
O Dr. Ércio Quaresma foi professor de Direito na UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais). Durante mais de 20 anos de carreira, cometeu deslizes não muito comuns, em se tratando de pessoas do seu nível e de sua formação; Por outro lado foi realizou defesas espantosas, dignas de meste. Se especializou na defesa de acusados de crimes hediondos por assassinato em 1º Grau obtendo bons resultados quase sempre. Isto porque em alguns casos o criminoso era indefensável, digno de toda culpabilidade e nada mais lhe restaria a não ser a pena máxima.

Mesmo assim sua experiência na defesa de criminosos praticamente condenados foi ex…

Aliaa Magda ElMahdy nua é desejada, perseguida, processada, linchada e morta. Um símbolo?

Ela nem se considerava bonita, muito menos sexy. Decidiu se expor como forma de denunciar de modo marcante, o abuso sexual que as mulheres egípcias sofrem, espancamentos e indiscriminação, mas no campo da religião, Aliaa Magda é tida como um monstro.


Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 03 de Dezembro de 2011 - 06h50min.
 De adolescente a mulher. De ativista a símbolo sexual. Sua decisão de mostrar sua foto numa numa página de blog chocou o Egito, a comunidade islâmica e o mundo árabe. Adquiriu admiração de muitas mulheres que nunca tiveram coragem para fazer o mesmo, embora tivessem desejo. Seu blog atualmente registra mais de 4.400.000 visitantes embora a impacto inicial tenha passado, sua nudez lhe rendeu muita popularidade e muitos problemas. Aliaa saiu do "Blogger" para as ruas:


Nas ruas foi odiada. Foi linchada, ficando bastante machucada. Mais tarde os linchadores descobriram que haviam espancado a moça errada. Não era Aliaa. O ódio da comunidade islâmica lhe rendeu ameaç…

Sahar Tabar jamais fez 50 cirurgias acabem com a Fake News - O Observador do Mundo

A jovem iraniana Sahar Tabar vem sendo ridicularizada por internautas do mundo inteiro desde que um site publicou que a "mulher iraniana teria feito 50 cirurgias pra se parecer com Angelina Jolie" mas seu rosto teria ficado deformado. Seria isto mesmo? Saiba a verdade a seguir:

Por Saulo Valley - O Observador do Mundo - 03 Dezembro de 2017

Sahar Tabar é uma jovem iraniana comum, que aos 19 anos vive numa ditadura islâmica radical, em que as mulheres são vistas pela maioria dos homens como apenas objeto sexual, maldição, lixo ou objeto de muitas punições e castigos em todas as áreas. Mulheres jovens bonitas nestes lugares não são apenas assediadas ou violentadas, são escravizadas e forçadas a ficar em silêncio já que não há lei que permita que ousem abrir suas bocas diante das autoridades. Muitas destas jovens são abusadas sexualmente pelos pais, pelos irmãos, vizinhos, colegas de escola, professores, colegas de trabalho e patrões, policiais e políticos. São vítimas de um siste…

A implantação e queda do comunismo socialista e o "Decálogo de Lenin"

O "Decálogo de Lenin" é um resumo do pensamento da implantação do comunismo de modo mais "social". Escrito por um brasileiro de Sorocaba, a obra, por incrível que pareça descreve exatamente a tragédia que o Brasil vive hoje sob a luz do Partido dos Trabalhadores - CONTINUE LENDO:

A "Revolução Bolivariana" era ainda um sonho de Chávez de unificar toda a América Latina sob seu comando. Ele pretendia instalar um regime comunista duro, com maior apelo social mas que culminava no empobrecimento de todas as camadas abaixo dele, e o enriquecimento exclusivo do Estado militarizado e de seus líderes.   Para isto Chávez contava com militantes de esquerda em todo o território latino, e depois do fracasso dos anos 60, finalmente nas últimas duas décadas, conseguiu colocar seus "agentes laranja" no poder em diversos países, entre eles Brasil e Argentina.

Quando o Brasil aderiu ao "Comunismo Socialista", por meio da comemorada ascensão de Luis Ináci…

Rodoviária Novo Rio - Assaltos, insegurança, medo, abandono e caos nas vias de acesso

   A Rodoviária Novo Rio, na cidade do Rio de Janeiro é muito bem policiada, graças a Deus. Mas as vias que levam até ela sofreram mudanças radicais com as últimas obras na região. Um completo abandono absurdo fora do prédio. Veja os pontos mais perigosos:


Atualização: 14/05/2015 - 19:30 GMT-3
   Pra começar a segurança é zero, fora do âmbito da Rodoviária e quem vai viajar de ônibus precisa assumir os riscos. Assaltantes emboscados esperam 24 horas por suas presas que passam com suas bolsas e malas e são abordadas sucessivamente sem que sejam incomodados. A engenharia de trânsito é péssima e a maioria dos pontos de ônibus foram colocados a quase 1 quilômetro de distância da rodoviária e quem depende destas conduções para retornar pra casa, é obrigado a percorrer esta distância arrastando malas, caixas e bolsas, enquanto que os ladrões vão correndo atrás de suas vítimas como leões atacando uma manada de zebras.

   A alternativa forçada pela situação só privilegia os taxistas que fazem …

Tecnologia: Conheça "Psiphon" cryptograma que fura bloqueios de acessos à internet contra ditaduras.

O Psiphon é o programa de código aberto desenvolvido para ser distribuído livremente para permitir que países, cujos governos censuram o uso da internet e monitoram ligações feitas com o Skype não consigam detectar a conexão.


Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 23 de Novembro de 2011 - 07h54min.

Tudo começou quando o Jornalista Ivan Watson da CNN recebeu uma ligação de um jovem ativista sírio de pseudo Musaab al Hussaini via Skype. Além de denunciar a situação no seu país em tempo real, ele descreveu o grau de libertação que o anti-tracker Psiphon lhe proporcionou:



A empresa
A Psiphon Inc. é uma empresa de software que decidiu investir num sistema que pudesse ser adaptado a diferentes situações no mundo. Ele pode ser adaptado de acordo com cada tecnologia de bloqueio e de vigilância utilizado pelos governos, regimes, ditaduras e reinos  no mundo, bastando que desenvolvedores estejam inclinados a utilizar seu código fonte como base da programação.
"Nós da Psiphon acreditamos que a Inter…