sábado, novembro 21, 2015

"Dia da Consciência" deveria não ter acepção de cor nem raça

No dia 20 de Novembro o Brasil celebra e desperta atenção para a "Consciência Negra", destacando os direitos dos negros e suas liberdades. Mas há de ter um tempo (não um único dia) que a consciência em si, será celebrada em todas as raças e línguas? - CONTINUE LENDO:

Autor Desconhecido - via wikipedia

Por Saulo Valley - O Observador do Mundo - Rio de Janeiro, 21 de Outubro de 2015 - 22:13 GMT-3

O mundo vive hoje uma gigante carência de consciência. Este tempo devasso em que todos os protocolos e tabus estão sendo quebrados, estamos vendo a humanidade se perdendo juntamente com suas vidas e valores.

Um tempo em que toda forma de ética tem sido abolida em detrimento do enriquecimento individual. Cada um por si. O fim do idealismo humano e o nascimento do anarquismo generalizado como modo de vida.

Mas o detalhe é que nos bastidores deste extremo liberalismo, o tradicionalismo vem crescendo sistematicamente. E a consciência?

A consciência humana parece estar descansando em algum lugar cada vez mais inalcançável.

Falta consciência política para que o país volte a respirar como "pátria amada idolatrada salve, salve".
Falta consciência ao povo brasileiro que busca seu próprio interesse e nunca o interesse coletivo, vivendo como uma manada num cercado à espera de pasto.
Falta consciência ao povo brasileiro como nação de que o político é um funcionário do povo e não o contrário.
Falta consciência entre brancos de que o racismo existe em todas as esferas, independente da cor e da raça, e que o Brasil é tão grande e rico que há recursos para todos (ao contrário de muitos países até desenvolvidos no mundo inteiro).
Falta consciência entre os negros que se jugam inferiores e ao mesmo tempo são os que mais hostilizam outros de suas próprias raças.
Falta consciência entre os ricos que querem todos os recursos do planeta para si em exclusivo, enquanto as classes menores são exploradas ao extremo.
Falta consciência entre os pobres que muitos não lutam para melhorar de vida e ficam esperando que os ricos ou o governo se movam para que tenham vidas melhores.
Falta consciência aos filhos do tanto que muitos pais se sacrificam para que sejam homens e mulheres melhores no futuro.
Falta consciência aos religiosos que a fé é individual e a religião deve ser sempre facultativa, e que ninguém pode ser pressionado por medo ou pressão psicológica.
Falta consciência aos líderes internacionais que estão sempre buscando uma desculpa para invadir terras alheias e matando os nativos buscam retirar muito de seus recursos vitais...
Falta consciência branca, indígena, negra, amarela, verde, azul, e branco etc.

Em fim falta muita consciência em tantos aspectos que não cabem num simples artigo.
Que os anos que se seguirão deste novo milênio a consciência nos caia como chuva e nos traga o que há de melhor na humanidade.

Artigo em Destaque

EDITORIAL - O Brasil é perfeito para quem não teme o trabalho honesto

Temos que combater os esforços da mídia paga, que visa fazer as pessoas amarem mais o mal que o bem. Se você concorda leia, comente e compa...

Leia também: