quarta-feira, março 18, 2015

Ucrânia: União Européia recebe pedido oficial de Forças de Paz para intermediar crise

O Governo da Ucrânia disse nesta quarta que enviou uma equipe em missão especial portando um documento para a União Européia, solicitando o envio de Forças de Paz para ajudar a resolver a crise que já completa 1 ano e já deixou mais de 6.000 militares e civis mortos. 

By Senior Airman JoAnn S. Makinano [Public domain], via Wikimedia Commons
Por Saulo Valley - O Observador do Mundo - Rio de Janeiro, 18 de Março de 2015 - 22:35

De acordo com a Embaixada da Ucrânia, o autoridades do governo ligados à segurança se reuniram no último dia 17 para chegar a uma resolução que desse à União Européia as condições para "resolver adequadamente" a situação do leste do país. O pedido também foi enviado para as Nações Unidas que teve a imediata rejeição da Rússia, conforme divulgou a ONG ucraniana "Resistência da Informação".

A violência crescente na região é palco de tentativa de indexação por parte do governo russo, que apóia milícias de civis russos locais e estrangeiros que militam pela separação dos ucranianos de língua russa dos ucranianos de língua nativa. Como no caso da crise síria, a interferência russa é sempre uma realidade no seio das Nações Unidas. Por estatuto da ONU uma resolução só pode ser emitida com a aprovação unânime de todos os estados-membros.

Comentário do autor:

Como todo o planeta sabe que a Rússia está atuando diretamente no conflito esta deveria perder este poder de veto. Uma regra que deveria estar contida nos estatutos da ONU, mas ninguém quer votar uma regra desta.

Artigo em Destaque

EDITORIAL - O Brasil é perfeito para quem não teme o trabalho honesto

Temos que combater os esforços da mídia paga, que visa fazer as pessoas amarem mais o mal que o bem. Se você concorda leia, comente e compa...

Leia também: