quarta-feira, fevereiro 18, 2015

Carnaval na Freguesia marcado pela violência das brigas, assaltos e furtos

A população de Jacarepaguá bem que tentou se divertir, fazendo jus ao direito de colocar seus blocos nas ruas, mas a criminalidade não pode deixar eventos públicos passar em branco LEIA MAIS:

Av. Três Rios - Preparação para as festas do Carnaval da Freguesia - Foto: Saulo Valley 14-02/2015
Desde o Domingo do dia 08 de Fevereiro os blocos cariocas saíram às ruas para festejar o carnaval. Milhares de pessoas vestiram suas fantasias e caíram na folia. Mas a segurança não foi suficiente para cobrir todas as festas distribuídas ao longo da cidade. Infelizmente o acúmulo de pessoas num só lugar tem atraído uma grande gama de bandidos que lucram facilmente com golpes, roubos e assaltos dessas pessoas.

Enquanto a polícia vigia o entorno, no meio do bolo a malandragem fica solta. Se passam por foliões e com extrema frieza saqueiam pessoas de qualquer idade, tamanho ou sexo.

Enquanto a polícia diz que o contingente foi dobrado, a segurança redobrada e "o nível de violência foi baixo neste carnaval"...  Na prática, os assaltos à bancos foram reduzidos enquanto que a ideia de colocar os blocos só foi perfeita na teoria.

Milhares de pessoas equipadas com celulares, carteiras, relógios e cartões  de banco tentaram se divertir com o mínimo de riscos, mas mesmo assim a polícia não poderia vigiar cada canto das ruas do Rio. Isto fez da cidade um verdadeiro curral de presas fáceis para os bandidos que mergulharam no meio da multidão e roubaram muito e a muitos.

Na Freguesia foliões disseram que marginais de comunidades vizinhas teriam descido para a Estrada Três Rios e tornado a festa em completo desespero. Assaltos e roubos de celulares, dinheiro e relógios ocorreram também na Geremário Dantas desde o Largo da Freguesia seguindo sentido Linha Amarela.


Com tantos pontos salientes lotados de turistas pela cidade, a Polícia Militar não poderia dar conta. Isto porque o acesso à Marquês de Sapucaí não é para qualquer um.

Ingressos caros deixam populares sem lugar e estes saem pela cidade em busca de diversão. Só que não foi tão divertido para muitos..  Agora cabe à Secretaria de Segurança Pública repensar a segurança dos blocos de rua e já pensar em como será quando as festas juninas voltarem para o lugar de onde saíram...

A marginalidade crescente vem sendo ampliada em função do recrutamento intenso de jovens, adolescentes e crianças para o crime organizado, enquanto isto as escolas públicas e estaduais, continuam na crise da remuneração baixa e da falta de recurso no trabalho. A categoria segue protestando e se submetendo a situações perigosas, enquanto assiste a evasão escolar como uma forte tendência. Com isto o crime organizado tem sido o rumo preferido da molecada dos bairros carentes e pra piorar, não há qualquer punição para seus crimes inclusive de assalto seguido de assassinato. Bandidos com muito poder e a polícia com muitas contas para pagar. Acorda Brasil!!

Tags:

caso de polícia, assaltos, bandidos, crime organizado, tráfico de drogas, roubo, polícia militar, Saulo Valley, O Observador do Mundo, Freguesia, Três Rios, Geremário Dantas, carnaval, Bloco, #JPA

Artigo em Destaque

EDITORIAL - O Brasil é perfeito para quem não teme o trabalho honesto

Temos que combater os esforços da mídia paga, que visa fazer as pessoas amarem mais o mal que o bem. Se você concorda leia, comente e compa...

Leia também: