sábado, fevereiro 07, 2015

Aviso de Tempestade: Preços de alimentos disparam e Bolsa Família vai cobrir?

O governo Dilma tem empurrado o país para uma crise que vem se aprofundando dia após dia. As notícias não são animadoras e a previsão é de pesada turbulência com aumento progressivo do desemprego, diminuição da contratação de mão de obra, desvalorização clara da moeda corrente e crise energética - LEIA MAIS:

Por Saulo Valley - O Observador do Mundo - Rio de Janeiro, 07 de Fevereiro de 2015 - 00:00 GMT-3

"Lange-MigrantMother02" por Dorothea Lange, Farm Security Administration
Creative Commons - **Vide informações no roda-pé da postagem.
Quando assumiu o segundo mandato, Dilma Roussef prometeu continuar investindo em programas sociais de sua administração anterior. Mas a realidade antes era outra. Os cofres públicos estavam sendo esvaziados para proporcionar a espantosa distribuição de dinheiro para as famílias identificadas como "carentes". Hoje a situação complicada pelo excessivos gastos da gestão anterior, alerta quanto ao risco de muitas regiões do Brasil ficarem gravemente sem água, energia elétrica e recursos para comprar alimentos.

Então, se o governo não apresentar uma solução, estaremos a continuar a distribuir dinheiro dos cofres públicos para os mais pobres, enquanto conduz a população financeiramente estável para a pobreza.
Enquanto o governo continua investindo em casas populares, a crise imobiliária se faz presente e crescente. Inflação atingindo o setor já à beira de pôr na rua quem tem onde morar.

A moeda corrente vinha estável desde o governo Lula, mas hoje se percebe que as pessoas estão andando com os bolsos cheios de notas de cinquenta e de cem, enquanto as demais moedas desapareceram praticamente do mercado. O que significa? Que valores abaixo dos 50 reais já não importam muito e que as pessoas estão guardando em casa os trocadinhos para pequenos gastos posteriormente. Revela também que a insegurança popular no sistema financeiro está fazendo com que não utilizem mais o dinheiro em espécie, preferindo os cartões de débito e de crédito. Sem falar que com tanta crise a corrida pelo dinheiro é crescente e a violência alastrada assusta ao correntista que não quer se expôr transportando valores à partir da agência bancária.

Então o que estamos vivendo? É possível que estejamos voltando a experimentar a crise que o país atravessou na era Sarney, Collor e se amenizou na era da administração Fernando Henrique.

Então o que aconteceu que o Brasil superou a crise mundial e caiu neste fosso?
Na verdade a campanha publicitária do governo Lula simplesmente mascarou a estratégia petista que já era de esvaziar os cofres públicos com generosas ajudas aos mercados mais afetados pela avalanche comercial que abalou os mercados do mundo todo. Com isto, estes setores continuaram aquecidos mas não puderam devolver o investimento para o bolso do Brasil. Muito pelo contrário, a eterna carência destes setores acabou se transformando num tipo de dependência e até hoje carecem de injeção de recursos federais. Entre estes mercados, o comércio de veículos novos, eletro-eletrônicos e até a agricultura anda de pernas bem quebradas...

A outra pergunta seria: Como o Brasil vai resolver esta situação assustadora?
Esta dúvida sem resposta convincente por si só já é suficiente para desestabilizar o mercado de ações e a confiança dos investidores estrangeiros caminha para o lixo.

Pra piorar, Dilma vai passar o mandato inteiro à sombra do fantasma do impeachment e o rombo da casa dos 3 trilhões dos últimos 12 anos de PT no poder.

O Brasil precisa para de votar e se continuar a votar deve cortar pelo menos 80% o salário dos novos candidatos eleitos e dos atuais políticos no poder. Só assim a corrida pelo ouro acaba e esta turma vai arranjar um emprego, ou assumir de vez o crime organizado, de onde a maioria já faz parte.

**Foto:

"Lange-MigrantMother02" por Dorothea Lange, Farm Security Administration / Office of War Information / Office of Emergency Management / Resettlement Administration - Esta image está disponível na Divisão de Impressos e Fotografias da Biblioteca do Congresso dos Estados Unidos sob o número de identificação digital fsa.8b29516.Esta marcação não indica o status de direito autoral da obra aqui mostrada. Uma marcação normal de direitos autorais ainda é necessária. Veja Commons:Licenciamento para mais informações.العربية | čeština | Deutsch | English | español | فارسی | suomi | français | magyar | italiano | македонски | മലയാളം | Nederlands | polski | português | русский | slovenčina | slovenščina | Türkçe | 中文 | 中文(简体)‎ | 中文(繁體)‎ | +/−(cropped to removed negative frame, mild retouching to remove worst dust and scratches from scan);. Licenciado sob Domínio público, via Wikimedia Commons - http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Lange-MigrantMother02.jpg#mediaviewer/File:Lange-MigrantMother02.jpg

Tags: crise financeira, corrupção política, BRASIL, DILMA ROUSSEF, corrupção política, PT, Partido dos Trabalhadores, Saulo Valley, O Observador do Mundo, 

Artigo em Destaque

EDITORIAL - O Brasil é perfeito para quem não teme o trabalho honesto

Temos que combater os esforços da mídia paga, que visa fazer as pessoas amarem mais o mal que o bem. Se você concorda leia, comente e compa...

Leia também: