Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março 2, 2014

Translate this Page

Silêncio: Russia invade espaço aéreo ucraniano com aviões e helicópteros e toma bases militares ucranianas

A força de ocupação russa na Criméia agora corresponde a 50% do total de soldados da Ucrânia. Com a ocupação de toda a Criméia em andamento e a disseminação sem precedentes de militares russos por todas as regiões vizinhas, a Ucrânia precisa decidir se luta ou fica alheia à invasão iminente. Vale a pena ressaltar que antes de iniciar a operação de invasão da Criméia, Putin havia se consultado do o governo chinês, que supostamente seria sua força de apoio caso outros países decidam socorrer a Ucrânia como os Estados Unidos e a União Européia estão avisando.


Por Saulo Valley  - O Observador do Mundo - Rio de Janeiro, 08-Mar-2014 as 21:09 GMT-3 Atualização: 21:36
Há uma informação segura de que uma pequena tropa da OSCE tentou entrar da Criméia mas foi repelida por forças russas nesta sexta. Com a invasão russa na Criméia, governo ucraniano ordenou que suas tropas ficassem nos quartéis, mas forças russas nesta sexta e sábado invadiram todas as unidades militares e expulsaram seus ocupantes…

Criméia ocupada, quartéis sendo esvaziados e população triste protesta ocupação russa

O clima na Criméia é de angústia e temor. A tensão corrente na região é cada vez maior, com relatos da chegada de número cada vez maior de tropas russas e, tropas de elites, armamentos cada vez mais pesados e navios transportando centenas de veículos militares nas últimas 48 horas. CONTINUE LENDO


Por Saulo Valley - O Observador do Mundo - Rio de Janeiro, 08-Mar-2014 - 12:13 GMT-3
Atualização: 13:37
No dia Internacional da Mulher as mulheres da Criméia saíram às ruas para protestar a ocupação russa (Ver video a seguir) mas contatos locais informaram que logo após as manifestações de apoio à Ucrânia, um comboio russo de exatos 87 veículos passou no local em direção a Smiferopol.



   Relatórios enviados por contatos nossos na Criméia ocupada revelam que mais de 200 carros militares russos seguiram em comboio da Chechênia em direção ao porto da Criméia. O sentimento de traição é muito grande no momento. Os ucranianos e locais se sentem magoados pelos russos que estão por toda parte e muito…

ONU confirma: Homens armados repelem enviado especial à Criméia

O enviado especial da Onu para assuntos da Ucrânia, especialista em Direitos Humanos Robert Serry, foi para a região com a missão de observar a situação da crise na Ucrânia "no terreno". Segundo o assessor sênior da Secretaria Geral da ONU Jan Eliasson, homens armados abordaram  o especialista enviado fora do âmbito da sede naval principal, que o aconselharam a ir para a Criméia e retornar para o aeroporto. CONTINUE LENDO:

Por Saulo Valley - O Observador do Mundo - Rio de Janeiro, 06 de Março de 2014 - 09:16 GMT-3
Robert Harry Serry é coordenador especial da ONU para processo de paz no Oriente Médio e tem vasta carreira diplomática, sendo ele natural de Holanda. Atuou como Secretário-geral para assuntos de crise e operações da NATO/OTAN e também foi embaixador da Holanda em Kyev.

   Tudo isto e muito mais dentro desta pessoa aparentemente simples que chegou na Ucrânia com importante missão de avaliar a forma como os Direitos Humanos são respeitados no desenvolvimento desta …

Síria: Boatos da morte do filho do Coronel Sírio Riad Asaad na Turquia persistem

Um boato ainda não confirmado da morte do filho do Coronel Riad Alassaad, fundador do FSA (Exército Sírio Livre). Segundo corre a informação pelas redes sociais ligadas e pessoas do Oriente Médio, o rapaz teria sofrido um acidente automotivo uma estrada de Stambul a Ankara, na Turquia.  Nenhuma agência internacional tem comentado a respeito, apenas alguns sites independentes e blogs no meio árabe. CONTINUE LENDO:

Ucrânia: Igrejas pedem socorro e orações pelo fim da invasão Russa.

Um pool de igrejas cristãs e judaicas de diversas denominações religiosas publicou um comunicado de imprensa pedindo as orações de todo o povo ucraniano. A mensagem desesperada foi assinada por diversas autoridades eclesiásticas do país e pede ao governo russo para desistir de "interferir nos assuntos internos do país."
Por Saulo Valley - O Observador do Mundo - Rio de Janeiro, 06 de Março de 2014 - 06:32 GMT-3
 A declaração divulgada em 01 de Março pede a desistência do governo russo de ocupar a Ucrânia e mais ainda a mensagem pede à comunidade internacional, citando em destaque a União Européia, aos Estados Unidos, à Grã Bretanha, as Nações Unidas e à OSCE...

Para saber mais CONTINUE LENDO.