segunda-feira, setembro 08, 2014

Aviões desaparecidos nos últimos meses lembram 11 de Setembro e Triângulo das Bermudas

   O dia 11 de Setembro remete a momentos trágicos de uma poderosa e consolidada sociedade.  Foi por meio de 3 aviões sequestrados que supostos terroristas teriam provocado uma das maiores mortandades da história em território americano.  Quase 13 anos depois o pesadelo ressurge com a mais nova arma letal islâmica, o ISIS. As armas ganharam upgrade e aviões cada vez maiores começam a desaparecer no azul celeste sem deixar qualquer vestígio de seus paradeiros.  Desde o Malasya Airlines até o último agora, o Jato particular da Líbia...  Sim eles estão tirando o sono da América mais uma vez.

B-24D's fly over Polesti during World War II - Via Wikipédia Creative Commons
   Por "coincidência" este é justamente o momento que os EUA decidiram percorrer o Oriente Médio perseguindo milícias jihadistas na tentativa de manter a influência americana nestes lugares...    Em nossas mentes ainda ecoa o anúncio realizado pela defesa americana que uma guerra mundial estava sendo esperada para perto de 2035 por causa da hiper população do planeta e a escassez de recursos para o sustento de todos os seres humanos, após a constatação de que hoje a população global já ultrapassou facilmente dos 7 bilhões de habitantes...

   Pesquisas espaciais aceleradas para tentar implantar meios de subsistência humana fora do planeta e neste meio tempo Rússia e EUA iniciaram uma extensa corrida por "território" (que chamam de influência), na verdade querem garantir que aquela região seja ou continue sendo um consumidor em potencial de seus produtos e serviços, nem que sejam militares!

   Em 2013 o governo russo anunciou a instalação de pelo menos 50 postos avançados nos mares europeus e orientais enquanto que EUA correu para reforças suas alianças com países localizados nas mesmas regiões.  Outro passo para a guerra mundial foi a decisão do governo russo de invadir e controlar países que antes compunham a URRS (União Soviética) numa tentativa desesperada de fortalecer suas estruturas e ampliar seu raio de ação. Neste lugares estão sendo disseminados grande quantidade de equipamentos pesados de guerra.  O lado americano consiste agora no envio de tropas militares para países onde detém preferência de seus governantes, cujas batalhas contra o islamismo radical tem sido diária, sangrenta e eternas.   Mídias americanas já admitem que se trata de um ensaio para a III Guerra Mundial e nós estamos festejando, comemorando, sorrindo e bebendo, como se esta realidade fosse apenas um sonho ruim:

   

Tags:
guerra-fria, guerra mundial, operações militares, combate, EUA, URSS, Rússia, União Soviética, III World War, 11 DE SETEMBRO, Jihad Islâmica, ISIS, Obama, Putin, Saulo Valley, O Observador do Mundo, 

Artigo em Destaque

EDITORIAL - O Brasil é perfeito para quem não teme o trabalho honesto

Temos que combater os esforços da mídia paga, que visa fazer as pessoas amarem mais o mal que o bem. Se você concorda leia, comente e compa...

Leia também: