terça-feira, agosto 26, 2014

Aalia Magda Elmahdy publica foto nua menstruada sobre bandeira do ISIS terror iraquiano

   A jovem ativista egípcia Aalia Magda Elmahdy ganhou os noticiários do mundo mais uma vez após pousar para mais uma ousada exposição de nudez. Desta vez a primeira árabe da história a se expor nua na internet, provoca a ira da milícia mais cruel da atualidade, o ISIS.

Detalhe da segunda foto mais odiada na história do mundo árabe publicada por Aalia Magda em 23-08-2014
A foto exibe Aalia menstruada manchando a bandeira da milícia ISIS com sangue menstrual ao lado de uma outra ativista que aparece na foto de costas (usando burca) defecando também sobre a bandeira. A imagem por si é impactante e arremete todo o mundo islâmico mais uma vez contra a jovem que atualmente tem 23 anos. Tudo porque na bandeira da milícia jihadista ISIS encontra-se a seguinte frase: "Não há outro Deus senão Alah". Texto retirado do Alcorão, o livro sagrado islâmico.

Última entrevista de Aalia falando sobre sua campanha feminista pela libertação da mulher árabe dos preceitos religiosos:


   Enquanto milhares de milhares de pessoas buscam informações sobre a suposta fotografia, internautas pró-Isis enviam mensagens ameaçadoras decretando sua pena de morte simplesmente apelidada de "suicídio". Aaliah rebate as ameaças de morte com certa naturalidade. Enquanto que mensageiros do movimento ISIS apostam que a jovem prontamente responde:

"Não, querido, eu vivo normalmente, ando em qualquer lugar, a qualquer hora, e nunca me aprisiono por motivo de segurança." Aalia Magda Elmahdy

ISIS/ISIL

Várias lendas já giram ao redor desta terrível milícia formada no Iraque e que tem levado terror ao reduto rebelde da Síria perseguindo e matando cristãos, muçulmanos, jihadistas pró-revolução síria, e até membros da organização Alqaeda. Apesar do ódio que muitos árabes sentem pelo ISIS, é Aalia Elmahdy que eles odeiam mais. Tudo porque em 2012 a moça protagonizou o maior escândalo de nudez árabe da história. Perseguida, ameaçada, mas intacta, Aalia dá mais um passo em seu plano de maldizer todas as religiões, seitas e organizações baseadas na crença. Para ela (que é laica) já sofreu todo tipo de humilhação como mulher sob o regime pesado do Islã, as mulheres precisam destas exposições como forma de quebrar paradigmas e conduzir as mulheres árabes à liberdade.

Tags:

Aalia Magda Elmahdy, escândalo, ativismo, protesto pacífico, sexualidade, perseguição, milícias, terrorismo, ISIS, EGITO, SÍRIA, iraque, Saulo Valley, O Observador do Mundo, ISIL

Artigo em Destaque

EDITORIAL - O Brasil é perfeito para quem não teme o trabalho honesto

Temos que combater os esforços da mídia paga, que visa fazer as pessoas amarem mais o mal que o bem. Se você concorda leia, comente e compa...

Leia também: