segunda-feira, julho 28, 2014

Ucrânia: Mísseis MRLS Grad russos desabam sobre o centro de Luhansk

A utilização de morteiros e mísseis de ombro por parte das forças russas de guerrilha, já era uma realidade e após a onda de derrubada de aviões por mísseis de médio alcance, agora as cidades ucranianas sofrem com quedas de destroços de aeronaves abatidas e mísseis GRAD russos. SAIBA MAIS

Por Saulo Valley - O Observador do Mundo - Rio de Janeiro, 28 de Julho de 2014 - 09:02 GMT-3
Atualização: 17:34

Russian BM-21 Grad in Saint Petersburg CC BY-SA 3.0  - Robert Wray - Russian Victory Day Preperations (cropped)
A guerra da Ucrânia já é uma realidade. Prova disto é que pontes estão sendo demolidas em todas as zonas do conflito, energia elétrica já ameça ser cortada em algumas cidades do Leste ucraniano e da Criméia, e bombardeios sobre áreas residenciais e centros comerciais civis.

Nos últimos dias pelo menos 17 aeronaves foram derrubadas sobre regiões habitadas do Leste da Ucrânia. A população já bastante insegura já não pode se sentir abrigada dentro de casa. Então mísseis de médio alcance começam a desabar como chuva...

Caças russos já invadem espaço aéreo ucraniano fazendo vôos de observação sobre as posições da ATO. Com o já esperado aumento da violência da guerra russa para anexar a Ucrânia. Em Kyev Ministro da Defesa (Geletey) anunciou nesta segunda que "todos os que não baixarem suas armas serão mortos".  Esta declaração já é um forte indício de que a violência ainda deverá subir nas próximas horas, atraindo mais reforços oriundos da Rússia. Putin que lava suas mãos para a crise da Ucrânia, age como se as forças armadas russas tivessem vidas próprias e não precisassem do alto-comando para decidir quando e onde operar.

Se isto não é uma guerra russa, não sei o que significam estes canhões de artilharia T-72 em posicionados em Kantemirovka, a 5 km ao norte da fronteira ucraniana. 


Apesar da constante reclamação do governo ucraniano sobre a utilização de mísseis GRAD em combate, a agência "Aljazeera" disse nesta segunda em um novo artigo dizendo que tanto as milícias russas quanto as forças ucranianas estão fazendo uso desta poderosa arma. A publicação foi compartilhada pela ONG HRW (Human Right Watch), o Observatório dos Direitos Humanos nas Nações Unidas.

Artigo em Destaque

EDITORIAL - O Brasil é perfeito para quem não teme o trabalho honesto

Temos que combater os esforços da mídia paga, que visa fazer as pessoas amarem mais o mal que o bem. Se você concorda leia, comente e compa...

Leia também: