quinta-feira, março 27, 2014

Corrupção na política ucraniana quase vendeu o país para a Rússia, junto com a Criméia.

A Ucrânia está juntando os caquinhos do que restou de sua Marinha. Mais caquética ainda se encontra a política nacional. Enquanto as forças russas aumentam a pressão na fronteira de Dotnetsk, o país se divide em quatro tarefas simultaneamente urgentes: Restruturar a economia, Restaurar as Forças Armadas e as defesas do país, Evitar mais ações separatistas russas e restruturar a política nacional mediante a tamanha corrupção que deixou o governo nas mãos de seu pior "inimigo".

#RedCardRussia promo free use.
COPA DO MUNDO
Uma campanha de protestos batizada de "Red Card" (Cartão Vermelho) começou neste dia 27 de Março na Ucrania, pedido à FIFA que congele a participação da delegação russa até que remova suas tropas das fronteiras do país.

   A corrupção ´predominante na Ucrânia tem sido a causa de praticamente todas as atuais crises que o país atravessa. Corrupção política que tem levado a administração nacional à beira da falência, se não fosse o socorro dos Estados Unidos e da União Européia. Mesmo assim, a "Caça aos Marajás" tem sido uma realidade do atual governo que precisa correr para impedir que o país seja vítima de uma ameaçadora intervenção estrangeira. Em entrevista para a TV ucraniana 112UA, o ex-chefe da Inteligência Mykola Malomuzh, disse que a invasão russa está sendo esperada para "estes dias". Disse também que para evitar a invasão seria necessário o país se manter firme nas metas traçadas e descreveu a comparando com um acontecimento "depois da curva". Disse ainda que a inteligência já conhece todos os passos russos ao longo da fronteira do país e que Putin "deverá atacar a ucraniana russa."  Disse ainda as fontes que "Tudo será decidido nos próximos dias" e acrescentou que "o mais grave na história da Ucrânia a partir do momento da sua independência." estaria para acontecer, dentro deste contexto:


Artigo em Destaque

EDITORIAL - O Brasil é perfeito para quem não teme o trabalho honesto

Temos que combater os esforços da mídia paga, que visa fazer as pessoas amarem mais o mal que o bem. Se você concorda leia, comente e compa...

Leia também: