Pular para o conteúdo principal

Translate this Page

México: Mulheres de Michoacán se armam para enfrentar cartel dos Templários

O governo mexicano anunciou ter ocupado pelo menos  localidades antes controladas pelos próprios populares organizados e armados. Enquanto isto grupos de Direitos Humanos apontam para o equivocado esforço do governo federal mexicano que nunca encontrou forças o suficiente para exercer a mesma pressão sobre os cartéis do narcotráfico ao ponto de "imobilizá-los". Mas ao contrário disto, os cartéis agem livremente e as mulheres de Michoacán, Guerrero, Apatzingán, Tierra Caliente (bem como outras cidades do país) vivem à mercê dos criminosos que praticam livremente o estupro, sequestro entre outros abusos contra as vítimas do sexo feminino.


Por Saulo Valley - O Observador do Mundo - Rio de Janeiro, 19 de Janeiro de 2014 - 11:02 GMT-3

Indefesas seriam se dependesse da vontade do governo. Armadas, as mulheres saem às ruas para realizar suas tarefas mais simples. A mesma pergunta é ainda muito estrondosa na mente de qualquer ser inteligente que assiste o governo atacar as vítimas e deixar livres os agressores. Por esta razão muitos membros da Autodefesa de Michoacán se negam a baixar suas armas, pois a ineficiência, ou o interesse do governo para garantir a segurança da população é algo muito latente.

A visão remete ao tempo do cangaço no sertão brasileiro. Mulheres ocupando suas mãos com baldes de água seguem para o rio, ou transportando cestos de vime seguem para a plantação para mais um dia de colheita. Nas costas, pendurado à bandoleira um amigo inseparável. Uma winchester 22. Armadas com carabinas, shotguns, entre outras poderosas armas de guerra, elas caminham sempre em grupo, temendo o surgimento de algum súbito estuprador ou assassino membro do Cartel que controla a região.

Uma cena chocante e preocupante. Difícil de entender que ao invés de proteger a população, o governo decida persegui-los, sem ao menos criar uma infra-estrutura para oferecer segurança e proteção para os habitantes da região dominada pelos "Cavaleiros Templários". Tantos outros cartéis assolam o país e como é do conhecimento de todos, a corrupção política está ligeiramente ligada à livre permanência dos cartéis no país. O tráfico de armas, drogas e pessoas no país já elevou a violência ao nível de uma guerra completamente desenfreada. Mesmo com a ação conjunta com os Estados Unidos no combate ao crime organizado, a crise só tem se agravado. Medo e revolta é tudo o que o governo mexicano tem de feedback do seu povo, que já enfrenta tanta dificuldade ligada à pobreza e ao abuso de poder político e policial somados ao abuso do crime organizado exercido contra todas as camadas da sociedade mexicana.



Corre um boato de que o governo federal teria assinado um acordo para trabalhar em conjunto com a Autodefesa de Michoacán. Neste sábado último o governo negou o boato, mas ainda sim os chamados revolucionários continuam afirmando. Enquanto as forças do governo lutam para desarmar as milícias de autodefesa, o grupo que atua na região de Tierra Caliente comemorou neste sábado o sucesso da operação armada que resultou num violento tiroteio com meliantes do cartel Los Cavaleros Templarios, recuperando uma fazendo de cerca de 25 mil hectares antes ocupada pela facção criminosa. Apavorados, os proprietários temiam por suas vidas mas o grupo voluntário de autodefesa conseguiu recuperar a terra e devolvê-la para seu legítimo dono.

A região de Apatzingán neste fim de semana foi ocupada pelo exército, o que tem trazido um certo ar de tranquilidade para a população, segundo o repórter Miguel Garcia do jornal televisivo mexicano "C3N". Por outro lado é importante pensar que o governo federal pode estar tentando por em prática o mesmo modelo de pacificação realizado pelo governo brasileiro nas comunidades controladas pelo crime organizado local. É claro que ocupação é uma coisa e combate ao crime é outra. Enquanto a ocupação federal afugenta a bandagem (que só troca de lugar), a polícia evita o confronto direto e as consequentes mortes, mas permite que o crime se mude para regiões antes pacíficas, fazendo novas vítimas.


O estilo dos Grupos de Autodefesa é focado no confronto direto e na expulsão da facção da região. Com isto há maior mortandade mas é uma guerra que pode vencer o lado mais forte. No caso dos grupos civis de autodefesa a pergunta seria: Quem são seus patrocinadores? De onde retiram o financiamento para os carros adaptados, as armas e os uniformes?


Postagens mais visitadas deste blog

A nova vida do Advogado Ércio Quaresma ex-defensor do Bruno Goleiro.

Ele subiu ao topo. Tornou-se um dos defensores mais admirados no cenário jurídico. Por um contrato milionário, foi defensor do Bruno, Goleiro do Flamengo, no caso do assassinato de sua namorada Elisa Samúdio, até que foi pego se drogando em uma cracolândia na região metropolitana de Belo Horizonte.


Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 25 de Novembro de 2011 - 07h26min.
O Dr. Ércio Quaresma foi professor de Direito na UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais). Durante mais de 20 anos de carreira, cometeu deslizes não muito comuns, em se tratando de pessoas do seu nível e de sua formação; Por outro lado foi realizou defesas espantosas, dignas de meste. Se especializou na defesa de acusados de crimes hediondos por assassinato em 1º Grau obtendo bons resultados quase sempre. Isto porque em alguns casos o criminoso era indefensável, digno de toda culpabilidade e nada mais lhe restaria a não ser a pena máxima.

Mesmo assim sua experiência na defesa de criminosos praticamente condenados foi ex…

Tecnologia: Conheça "Psiphon" cryptograma que fura bloqueios de acessos à internet contra ditaduras.

O Psiphon é o programa de código aberto desenvolvido para ser distribuído livremente para permitir que países, cujos governos censuram o uso da internet e monitoram ligações feitas com o Skype não consigam detectar a conexão.


Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 23 de Novembro de 2011 - 07h54min.

Tudo começou quando o Jornalista Ivan Watson da CNN recebeu uma ligação de um jovem ativista sírio de pseudo Musaab al Hussaini via Skype. Além de denunciar a situação no seu país em tempo real, ele descreveu o grau de libertação que o anti-tracker Psiphon lhe proporcionou:



A empresa
A Psiphon Inc. é uma empresa de software que decidiu investir num sistema que pudesse ser adaptado a diferentes situações no mundo. Ele pode ser adaptado de acordo com cada tecnologia de bloqueio e de vigilância utilizado pelos governos, regimes, ditaduras e reinos  no mundo, bastando que desenvolvedores estejam inclinados a utilizar seu código fonte como base da programação.
"Nós da Psiphon acreditamos que a Inter…

Nigéria: Menina de 13 anos escrava sexual de 550 homens.

Um alerta para os pais: A menina "A" tinha 13 anos quando sua tia pediu aos seus pais autorização para levá-la de Akuda, no estado de Akwa Ibom para outra cidade, sob a promessa de que receberia melhor tratamento e teria melhores condições de estudo..
Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 18 de Janeiro de 2012 - 10h17min.
Segundo a fonte nigeriana "PM News", a menina contou para a polícia que após seus pais terem autorizado a sua ida para o estado nigeriano de Lagos com sua tia, esta mesma a levou para um hotel. Lá  acriança contou que ganhou uma mini-saia, vestidos do tipo "tubo" e um quarto. De acordo com o testemunho da menina ainda, sua tia conhecida apenas como "vitória", teria ensinado como se comportar com os homens.
Até então a menina contou que não entendia o que estava acontecendo "até que começaram a chegar os homens". A fonte citando a menina disse que  ela percebeu que cada uma das outras meninas levavam seus "fregueses&qu…

Aliaa Magda ElMahdy nua é desejada, perseguida, processada, linchada e morta. Um símbolo?

Ela nem se considerava bonita, muito menos sexy. Decidiu se expor como forma de denunciar de modo marcante, o abuso sexual que as mulheres egípcias sofrem, espancamentos e indiscriminação, mas no campo da religião, Aliaa Magda é tida como um monstro.


Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 03 de Dezembro de 2011 - 06h50min.
 De adolescente a mulher. De ativista a símbolo sexual. Sua decisão de mostrar sua foto numa numa página de blog chocou o Egito, a comunidade islâmica e o mundo árabe. Adquiriu admiração de muitas mulheres que nunca tiveram coragem para fazer o mesmo, embora tivessem desejo. Seu blog atualmente registra mais de 4.400.000 visitantes embora a impacto inicial tenha passado, sua nudez lhe rendeu muita popularidade e muitos problemas. Aliaa saiu do "Blogger" para as ruas:


Nas ruas foi odiada. Foi linchada, ficando bastante machucada. Mais tarde os linchadores descobriram que haviam espancado a moça errada. Não era Aliaa. O ódio da comunidade islâmica lhe rendeu ameaç…

Blue Whale 1 - O game da morte em nome da Baleia Azul

Blue Whale: O jogo da morte induz adolescentes ao suicídio via Redes Sociais e Skype já fez mais de 130 mortes entre Rússia e Europa, mas já tem adeptos no Brasil - Continue Lendo:


Por Saulo Valley - O Observador do Mundo - Rio de Janeiro, 09/04/2017

Poderia ser uma lenda urbana.. Mas o game "Blue Whale" (Baleia Azul) se tornou viral na Europa e na Rússia (desde 2014) deixando pais e as autoridades locais em completo alerta. O game que usa basicamente as redes sociais também promove encontros e eventos fora da web, reunindo suicidas depressivos adolescentes em espantosa e crescente comunidade.

Nos últimos 3 dias as agências internacionais começaram a alertar ao mundo sobre este jogo de auto-flagelação que culmina no suicídio. Os administradores do grupo exercem grandes pressões para garantir que o grupo seja unido, confiável e fiel aos propósitos malignos a que se propõe sem questionamentos.

Uma adolescente disse ao Saulo Valley Notícias que tem a informação de que quando o …

Brasil: país estarrecido com corrupção presidencial faz silêncio doloroso

Nos últimos 15 anos o povo brasileiro já viu de tudo que não queria ou não esperava ver acontecendo na administração pública. Hoje um silêncio profundo e ensurdecedor ecoa pelos ares, acompanhado de lágrimas secas desesperadas, engolidas pelo choque dos graves acontecimentos da crise moral-política que a nação vive hoje - Continue Lendo e compartilhe


Por Saulo Valley - O Observador do Mundo - Rio de Janeiro,  de Agosto de 2017

O barulho é ensurdecedor. As TVs ligadas em volumes mais elevados que o normal. Todos sintonizam seus aparelhos nos mesmos conteúdos. A reportagem vai derramando, como numa avalanche uma aterrorizante sequência de ondas de notícias trágicas e desesperadoras.

Os debates nas ruas terminaram. As opiniões já não importa. Antigos partidaristas agora não sabem mais o que defender, se direita ou esquerda. Todos estavam errados.. Dolorosa realidade vai formando uma nova onda de reações silenciosas e quase imperceptíveis. São pequenos espasmos pós-trauma. O país virou a…