domingo, julho 14, 2013

Levantes e protestos em todo mundo: O povo é quem está errado?

Neste sábado por volta das 22:00 em Oakland/São Francisco um grupo de cerca de 100 manifestantes percorreu um longo trecho quebrando vidraças e incendiando lixeiras. Uma viatura policial foi vandalizada pelos revoltados manifestantes. O grupo exibia uma longa faixa xingando a polícia e protestando contra a absolvição de George Zimmerman que assassinou a tiros o jovem Trayvon Martin de 17 anos.


Foto cortesia de occupyoakland.org
Por Saulo Valley - O Observador do Mundo - Rio de Janeiro, 14 de Julho de 2013 - 08:05 GMT-3

   A marcha de destruição e protestos percorreu as principais vias de Oakland e durou até 01:00 da madrugada deste domingo, quando os rebeldes se dispersaram depois que um grande contingente de tropas de choque cercou a pequena aglomeração.

@OccupyOakland3h: "O que aconteceu em #Oakland hoje à noite não foi apenas sobre #TrayvonMartin . Foi também sobre #OscarGrant , #RaheimBrown , #AlanBlueford."

Estes movimentos de protestos tem sido uma realidade marcante nos Estados Unidos liderada pelo grupo autodenominado "OccupyOakland", tem se solidarizado com os manifestantes no Brasil e na Turquia e a reciprocidade tem sido uma constante:

Video: Manifestantes turcos se solidarizam com manifestantes em Oakland.


Video: Manifestantes turcos se solidarizam com manifestantes no Brasil e em Oakland.



   Apesar de o sábado ter sido a data de comemoração do Rock, os jovens não se sentem interligados por estas celebrações midiáticas. Eles estão nas ruas por razões comuns. Por falar das ruas, na Síria as manifestações contra os crimes e corrupção governista estão proibidas. Toda e qualquer manifestação nas ruas do país tem sido severamente punidas e a pena de morte é na maioria das vezes, a correção aplicada pelo regime de Bashar Al-Assad. Por esta razão muitos manifestantes desistiram de ir para as ruas:

Manifestações no Rio Eufrates - foto cortesia  The Syrian Revolution 2011 
   E de volta pra Turquia, que neste sábado fontes disseram que "milhares de manifestantes saíram para protestar contra a nova lei que dá plena autonomia para o Ministério do Meio-ambiente e do planejamento urbano". Citando o site italiano "contropiano" que disse que esta nova lei dispensa toda e qualquer fiscalização para as modificações arquitetônicas nos centros urbanos turcos, que antes eram vigiadas pela "Ordem dos Arquitetos e Engenheiros."  Esta conflitante decisão aumentou a revolta popular que está nas ruas protestando contra a construção de shoppings nas últimas áreas verdes disponíveis nestes grandes centros. Milhares de ambientalistas foram às ruas para tentar protestar, mas segundo diversas fontes na Turquia, a polícia vem utilizando gangues formadas por agentes de seguranças à paisana para formar gangues portando armas brancas e bastões de beisebol para atacar os manifestantes nesta noite de sábado.

   Manifestantes pelo twitter disseram que por volta das 17:30 a polícia organizou um bloqueio que impediu que os manifestantes se movessem até a Praça Taksim. Eles denunciaram a intensa utilização de bombas de gás lacrimogêneo e as "paredes" formadas por jatos de água apontados para o rosto deles. Já nas ruas da Turquia os manifestantes também delatam que as vidraças quebradas, têm sido consequência do excessivo uso de balas de borracha por parte da polícia, que por sua vez acusa os manifestantes de vandalismo.

continua..

sábado, julho 13, 2013

Rio: Vândalo toca fogo em banheiro público e idoso sofre queimaduras graves

Um banheiro público é criminosamente incendiado e um idoso quase morre assado pelo calor das altas chamas de mais de 3 metros e que levantou uma coluna de fumaça tóxica e negra, na Praça Seca na Zona Oeste do Rio.


Por Saulo Valley - O Observador do Mundo - Rio de Janeiro, 13 de Julho de 2013

Nesta noite de sexta, por volta das 20:40 minutos, um suposto usuário de um dos banheiros públicos teria incendiado o local após tê-lo usado (segundo testemunhas oculares). Rapidamente o fogo, que começou no tapete, se espalhou pelas paredes e as chamas lamberam toda a construção que é composta de maior parte de materiais inflamáveis e sintéticos.

   Sentado no canteiro da praça, há cerca de 2 metros da entrada do sanitário, um senhor idoso estava descansando.  



Quando as chamas começaram a se espalhar pelo banheiro, todos rapidamente se afastaram enquanto que o idoso permaneceu imóvel, como se nada estivesse acontecendo. Frequentadores da praça Seca, em Jacarepaguá, Zona Oeste do Rio, não entenderam porque o homem não se movia.

   "Saulo Valley Notícias" estava lá e gravamos o  flagrante e dramática cena. A queima do material tóxico era perceptível, até porque as faíscas que saltavam da madeira eram como se fossem piche. Como o idoso não ouvia os gritos das pessoas que pediam para que saísse de perto do fogo, pedimos que alguém fosse busca-lo. Neste tempo os policiais que patrulham o local chamaram o Corpo de Bombeiros que rapidamente chegou, já apagando o incêndio.



À seguir, a equipe de paramédicos foi socorrer o idoso, que estava deitado num banco de praça, visivelmente afetado pelas altas temperaturas a que se expôs.   Apesar das queimaduras serem visíveis em seu rosto e nos braços e mãos, o homem, que segundo moradores vizinhos da praça, teria recebido alta médica neste dia, estava embriagado e ainda brincava com as pessoas ao redor. Mesmo antes da chegada dos Bombeiros, o idoso tentou acender um cigarro e ofereceu para seus amigos, velhos conhecidos que foram até o local ver seu estado de saúde. Segundo uma testemunha, o idoso é altamente cardíaco.



   Testemunhas disseram que viram quando um homem que aparentava uns 50 anos saiu rapidamente do banheiro depois de tocar fogo no local, mas não quiseram dizer o nome do suposto criminoso por medo.



   De volta para o idoso, descobrimos que ele havia quase sido cozido pelo calor e por pouco não morreu torrado. Seu rosto chegou a ficar preto de fuligem e do vapor quente. Outra surpresa é que horas depois, quando fomos assistir as imagens gravadas descobrimos que enquanto o homem estava sentado de frente para as chamas, algumas daquelas labaredas haviam saltado em sua direção e apesar de seu braço estar em chamas ele parecia não perceber. Ele foi conduzido para o hospital, pelo Corpo de Bombeiros.   Moradores da região ficaram chocados com a ignorância do ato de vandalismo, que poderia ter provocado prejuízos e danos físicos ainda maiores para outras pessoas, inclusive as crianças que corriam ao redor.

sexta-feira, julho 12, 2013

Brasil: A Revolta Popular, o Clamor das Ruas versus a Luta Sindical.

Neste dia 11 de Julho de greve anunciada, os sindicatos contavam com a adesão plena do povo das ruas à sua liderança, mas a decepção veio com a realidade de que pelo menos no Rio de Janeiro, o povo das ruas quer derrubar as velhas e viciadas lideranças, inclusive aquelas chamadas "sindicais".


O clamor das ruas pede mudanças estruturais na política nacional - By 
Por Saulo Valley - O Observador do Mundo - Rio de Janeiro, 12 de Julho de 2013 - 05:37 GMT-3
Atualização 07:03

   O tempo é de mudança. O povo que #vemprarua não está interessado em ingressar em algum tipo de circo armado por políticos ou forças sindicais que lutam para estar no controle de tudo. Toda esta força de rejeição tem ligação com a história do Brasil nos últimos 50 anos. Até mesmo o exemplo de governo gerado por força sindical deixado pelo ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva, refletiu nas ruas neste anunciada greve de pouco efeito no Rio de Janeiro.    A verdade é que este tradicional modelo já não funciona mais. Porque no fundo, todos os que se envolvem nos movimentos de greve, militam por interesses próprios ou interesses isolados, e por qualquer porcentagem de aumento salarial abandonam a luta e acabam dando a causa por encerrada. A classe rodoviária é um exemplo desta realidade. Em alguns estados, que os rodoviários anunciaram a greve, estes foram imediatamente demitidos e suas vozes foram silenciadas. Outras categorias não tiveram tempo de aderir a greve porque o governo se antecipou e atendeu suas pobres exigências, ou atendeu o mínimo de suas propostas e encerrou o assunto.

   Enquanto no Brasil inteiro o foco estava na greve, o Rio que parecia não ter ligação com este movimento nacional, foi ver o que acontece quando as forças sindicais assumem uma luta contra as forças do governo. A realidade é que as pessoas só conseguiram enxergar que a polícia tem sido treinada para encerrar os movimentos populares e a mídia tradicional tem sido proibida de cobrir esta repressão, focando apenas nos vandalismos. A revolta contra a velha estrutura política do país não tem nada a ver com as perdas salariais de uma determinada classe de trabalhadores. Tem a ver com as perdas visíveis e grotescas na qualidade de vida do povo, tendo como agravantes a péssima qualidade do serviço de saúde pública, de administração pública entre outros grandes rombos na gestão Dilma. Este último na verdade é reflexo de tudo o que vem acontecendo nos trilhos da política segmentada que o país vem praticando.

   O povo quer retirar o lixo, mas a polícia veio para proteger toda aquela lama que predomina nos mais profundos antros das vias políticas do Brasil. Falar #vemprarua é fácil. Qualquer um pode usar esta "hastag", mas praticar o conceito de ir por uma mudança estrutural nacional, é outra coisa. É pedir o fim do atual sistema e remodelar com suas próprias dores e clamores, a base que deverá ser a essência do novo mundo político. Este deverá ser mais que utópico. Deverá ser mais "clean", mais transparente, mais humano, mais nacional e mais participativo. Se o Brasil não mudar e se o governo Dilma continuar permitindo que Sérgio Cabral e Eduardo Paes se utilizem da força policial (que não consegue reprimir o crime organizado) para reprimir o povo que clama por uma administração mais justa, então mergulharemos numa profunda guerra civil futuramente.

   Esta leitura vem com a experiência de coberturas de movimentos populares em todo o mundo. Uma coisa é atender a pedidos de mudanças radicais, outra coisa é deixar o poder e permitir que o povo eleja sua própria administração. Porque ninguém aguenta mais ouvir o tamanho do rombo de uma determinada conta pública. Porque a classe política não consegue assumir o poder e aceitar sair quando seu mandato é cumprido? Porque está ligeiramente ligado ao fluxo de capital que emana da luta de cada um de nós, que trabalha dia e noite por uma vida melhor e 30, 40, 50 anos depois vê que nada mudou. Simplesmente patinou e não saiu do lugar. Tudo porque os cofres públicos não passam de buracos sem fundo.

    Nas ruas as massas não se confundem. O manifestantes que lutam por melhorias salarias, que se conformam com seus 0,5% de aumento são assistidos de longe pelos que lutam por mudar a forma como o país é gerido e não se conformam com 50% de mudança.

   A polícia quer que o governo Dilma compre armaduras do tipo "Robocop", para que tenha condições de enfrentar os manifestantes. Enquanto isto os caveirões foram enviados para reprimir os sindicalistas exaltados, com armas cujos canos eram pontados para os manifestantes por quem se mantinha dentro dos blindados. Jatos de água e granadas de gás lacrimogêneo fora do prazo de validade, sprays de pimenta também foram amplamente utilizados nas manifestações do Rio nesta quinta.  A polícia utilizou as armas de choque e exerceu muita pressão sobre os manifestantes. O que poucas pessoas sabem é que houve um ato público do PSOL contra o governo do governador Sérgio Cabral. Isto mesmo. Além da grande força policial repressiva, o que ficou claro nas manifestações do dia 11 de Julho é que os partidos foram às forras e tiveram seu dia, para exibir suas bandeiras e suas camisetas, o que disto em absoluto com a realidade do movimento #vemprarua.

Acredita-se que cerca de 10 milhões foram às ruas nesta tarde fria de 11 de Julho. A mídia não vai dizer isto porque está associada à prefeitura e ao estado. A globo é uma estatal?

Pelo twitter:

Rafael Pablo ‏@faeupablo30m
Não precisamos de partidos e muito menos de sindicatos!! #vemprarua.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 DrDalvoMaia ‏@ RT@InfoStuffinder: AO VIVO POLICIA JOGA BOMBA DENTRO DO HOSPITAL RJ ow.ly/mT0Wp #ogiganteacordou #vemprarua".
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Informações RJ ‏@InformeRJO9h
#ManifestaçõesRJ #VemPraRua - Marques de Abrantes pic.twitter.com/k9w7WcvrX0" O Cabral esta armado contra a população.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Jorg B Jorge ‏@realjbj10 Jul
A Dilma e o salário da PM #MudaBrasil #vemprarua twitpic.com/d1wdvb
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Alves ‏@alves4841m
No País das "bolsas", não poderia faltar a "bolsa manifestante". #VemPraRua #ForaPT
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

quarta-feira, julho 10, 2013

Greve Geral ganha força nas últimas horas e Brasil quer parar nesta quinta 11 de Julho.

O governo Dilma está abalado com a corrente demonstração de insatisfação do povo brasileiro. Uma surpreendente onda de manifestações contrárias à corrupção e injustiça, que apontam para inúmeras falhas da gestão pública nacional.


Por Saulo Valley - O Observador do Mundo - Rio de Janeiro, 10 de Julho de 2013 - 22:37 GMT-3

   As histórias não são novas e muito menos os escândalos que envolvem grandes somas de capital público escoando pelo ralo, indo parar nas contas privadas de pessoas ou grupos que pertencem ao governo. Desde sempre se ouve falar em corrupção no Brasil, mas este é o tempo em que as pessoas literalmente  não aguentam mais!

   Nunca um governo foi tão rejeitado como a presente liderança. A Presidenta Dilma, apostou todas as suas fichas na classe pobre, e investiu pesado nas valorização das mulheres. Com certeza as mulheres brasileiras nunca tiveram uma vida melhor em toda sua existência, mas a realidade é que, o governo só investiu nas classes-chaves e só resolveu problemas que considerava fundamental para dar continuidade a expansão de sua popularidade. Enquanto isto a corrupção foi ganhando mais força e nem mesmo com a implementação da "Ficha Limpa", a administração brasileira não pode ser retirada de mãos corruptas e manipuladoras.  Até mesmo Eike Batista, que era o mais idolatrado empresário do país acabou caindo em descrédito ao ser exposto em diversas fraudes governamentais que o tornaram um bem-sucedido empresário de empresas de fachada.


   A última é a incriminação do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso em fraudes envolvendo a privatização da Vale do Rio Doce. Sérgio Cabral tem sido perseguido há pelo menos 2 anos de seu mandato, não conseguindo encobrir suas complicações com a saúde pública e a administração bastante falha e corrupta que vem sustentando, culminando numa grave crise durante os preparativos para a Copa do Mundo de Futebol. No mesmo barco, Eduardo Paes tem sido encontrado diante de uma tremenda rejeição, depois de grande esforço em agradar a classe pobre, edificando hospitais sem médicos, praças, pontes elegantemente vistosas. Ainda se complica mais do que nunca com a falsa recuperação da Baía de Sepetiba que tem sido uma deslavada vergonha nacional.


Nestes tempos de grande contestação do sistema político nacional, é preciso mais que palavras para lançar na cadeia todos os que tem explorado o dinheiro público para enriquecimento próprio. Este ato não é um exagero, é uma necessidade para que a vida no Brasil alcance o patamar que deveria ter chegado há 1500 anos atrás. O Brasil precisa mudar, e as pessoas que se dizem brasileiras precisam esquecer as novelas globais e o futebol por um tempo para se dedicar à reconstrução de um modelo administrativo mais enxuto, mais honesto, mais justo e menos corrupto. O Brasil não quer ocupar a cadeira do Presidente da República. Se faz necessário que o Presidente da República eleito trabalhe para o crescimento do Brasil e para o crescimento de TODOS OS BRASILEIROS. Nunca em crescimento próprio. Se isto realmente vir a acontecer, o Brasil deverá influenciar o mundo e mudar a forma como as pessoas fazem política.

Brasil: #Vemprarua tem imagens que a mídia paga nunca vai mostrar - Video Inédito Saulo Valley Notícias

Abusos por parte da polícia não são registrados pela mídia global, muito menos pela mídia local que recebe ajuda do governo para manter suas portas abertas, então há muito em jogo. Numa hora dessas não dá pra arriscar. Eles preferem NÃO MOSTRAR o que nós queremos que O MUNDO VEJA!

Índia: Estupros continuam sendo uma prática popular, como o futebol

A Índia vem se esforçando para mudar o curso da triste histórias da mulheres indianas, que não sabem mais o que fazer para escapar dos abusos sexuais. Os estupros acontecem dentro de casa, ou quando vão às compras, ou quando saem para trabalhar, ou quando voltam do trabalho. A mulher indiana não tem como se esconder desta tão humilhante realidade que a cerca, oprime e mata.

Por Saulo Valley - O Observador do Mundo - Rio de Janeiro, 10 de Julho de 2013 - 07:01 GMT-3

Enquanto que no mundo inteiro o raciocínio lógico de uma vítima de estupro seria buscar a polícia para alcançar apoio e proteção legal, na Índia as mulheres temem pedir ajuda a policia, já que o estupro é uma pratica quase desportiva dos militares.

Os turistas quando chegam na Índia são vistos como uma espécie de bônus. Uma comida atípica e não há quem não pense em ser o felizardo que vai se deliciar com aquela genitália estrangeira. E nesta sociedade de estupradores certamente há um submundo onde é possível classificar o nível dos abusos cometidos contra as mulheres, uma vez que a prática do estupro em veículos em movimento tem sido visto entre eles como uma ação de grande status.

Se a Índia fosse um país africano poderíamos pensar que estes homens imitam os hábitos dos animais selvagens já que eles é quem determinam se a vítima serve ou não para a prática. Como a rotina de um leão ou uma matilha de hienas que sai à procura de caça, todos os dias milhares de indianos vão para as ruas individualmente ou em bando à procura de uma presa fácil.

Normalmente os estupradores são seletivos. Eles procuram as mulheres mais bonitas, mais sensuais e que se encontrem em lugares que facilitam o ataque, sem oferecer perigo para eles.

Esta dura realidade tem se mostrado difícil de combater, devido à profundidade do enraizamento desta cultura. Deixando a prática do estupro de lado por um instante, vale a pena destacar que este ato violento e abusivo é apenas a consequência de um conjunto de ações de toda a sociedade, voltadas para a sexualidade e o sexo aleatório. Enquanto o casamento tradicional é tomado por regras e minúcias, ainda as barreiras que separam os apaixonados quando estão em lados opostos, socialmente falando.   Enquanto o casamento é uma realidade difícil de ser orquestrada, o sexo é uma prático muito desconectada, pois além de tudo é alimentado dentro de várias camadas do setor religioso. As orgias sexuais são de fato uma realidade também religiosa que ganhou força há milhares de anos, talvez antes da criação do famoso Kama Sutra.

A maioria das pessoas  estão tendo a oportunidade de estudar em universidades estrangeiras, e esta pode ser a base para que tantas indianas consigam ver o estupro com olhos diferentes de quem está na Índia em sua rotina cega.  São estas pessoas que acabam conseguindo perceber, de um ponto de vista exterior, que as mulheres devem ser tratadas de modo igual no mundo inteiro. Infelizmente não há notícias de que os homens indianos tenham sofrido qualquer mudança neste sentido. Se você se lembra do caso "Nirbhaya", percebe que entre os agressores havia um jovem que (por via de regra) deveria ter sido interpretado como "menor" e não enfrentaria o tribunal de justiça. Mas nesta terça-feira a côrte se reuniu para dar o primeiro veredito para 1 dos 6 estupradores da gangue que violentou brutalmente a linda jovem em um ônibus pirata em Nova Dhéli. Este fato terrível que aconteceu no dia 16 de Dezembro de 2012 foi o último milímetro do estopim aceso.

Continua...

terça-feira, julho 09, 2013

Egito: Exército mata 51 insurgentes ligados a Irmandade Muçulmana - Crise Política

    Adly Mansour é o novo presidente interino do Egito e para encerrar a violenta crise que se alastra, as eleições estão sendo preparadas à toque de caixa.  Por outro lado a irmandade Muçulmana que se mostrou amável e moderada durante toda a campanha de 2012, agora declara guerra armada contra seus oponentes políticos chegando ao feroz confronto contra o exército nesta segunda matou 51 pessoas.

Por Saulo Valley - O Observador do Mundo - Rio de Janeiro, 09 de Julho de 2013 - 07:23 GMT-3

   A violência é sem sombra de dúvida, o grande ponto fraco da proposta islâmica. A maioria dos egípcios já não aguenta mais tanta tragédia e busca por um padrão de vida mais europeu.  Com isto a corrente secularista ganha força e provoca o ódio dos religiosos ligados à Irmandade Muçulmana.

   Mas há aqueles que apesar de professar a fé islâmica, aceitam compartilhar o espaço físico com pessoas de outros credos, sem qualquer ressentimento. Estas pessoas estão mais ao lado dos seculares do que da Irmandade, pelo simples fato de a liderança da Irmandade estar visando interesses próprios e em nome da revolução islâmica que acontece no Oriente Médio e na África, e é uma campanha pró-alqaeda.
   O governo russo enviou mensagem de apoio para as novas eleições em caráter de emergência, enquanto que a Irmandade continua a se opor. Mas a cúpula militar no poder já advertiu que "não há diálogo com a Irmandade".

   O governo malasiano está pronto para enviar uma equipe das forças armadas para a retirada de seus estudantes do Egito, com o agravo da crise política e o crescimento acelerado da violência.

No dia 04 de Julho, a Conselho Supremo das Forças Armadas do Egito publicou uma constituição de emergência com com 33 parágrafos, enquanto que a constituição lançada depois da eleição de Al-Morsi, ficou congelada.

Membros dos EAU (Emirados Árabes Unidos) anunciou que nas próximas horas um delegação estará chegando ao Cairo.

sábado, julho 06, 2013

Nigéria: Boko Haram inicia campanha de ataques a escolas deixa 21 vítimas neste Sábado.

Confirmadamente 20 alunos do ensino fundamental e 1 professor foram mortos quando terroristas atacaram uma escola em Mamudo, região próxima a Potiskum em Yobe.


Outro ataque massivo do Boko Haram que em 19 de Março deixou 25 cristãos
mortos em ataque a um ônibus lotado em Kano.
Por Saulo Valley - O Observador do Mundo - Rio de Janeiro, 06 de Julho de 2013 - 18:18 GMT-3
Atualização: 19:06

   Segundo diversas fontes os terroristas teriam pego as crianças dormindo e teriam ateado fogo no prédio em seguida iniciaram um processo de execução com tiros na cabeça das vítimas em chamas ou as que tentavam escapar com vida. Citando o "Naij" como fonte que disse que outras 4 crianças estão internadas em estado grave, mas ainda estão lutando para sobreviver.  No dia 16 de Junho outro ataque a uma escola em Borno teria deixado 9 estudantes mortos e outros 7 estudantes e 2 professores assassinados em Damaturu.

   Associated Press está acompanhando os familiares que chegam ao Hospital Central em Postikum para reconhecer as crianças que eram quase todos adolescentes. "AP" também disse que o professor morto lecionava inglês e foi executado com 1 tiro no peito.

Política no jogo da morte.

   Jogo violento entre o Boko Haram e o governo da Nigéria que usa atentados a grupos escolhidos aleatoriamente como forma de pressionar o governo de Goodluke Jonathan a desistir de concorrer às próximas eleições presidenciais, para que possibilite a criação de um estado islâmico no Norte do país.

   No dia 15 de Maio o Presidente Jonathan decretou Estado de Emergência em 3 estados do norte nigeriano, sob suspeita de uma tentativa de golpe de estado pelo grupo radical islâmico Boko Haram. Este, segundo revelou a inteligência do governo pretendia declarar que os estados sob seu domínio seriam oficialmente islâmicos.  Deste dia em diante forças conjuntas foram enviadas para perseguir o grupo terrorista e libertar as regiões sob seu controle.

Referência: - naij - gidilounge - AP - 

sexta-feira, julho 05, 2013

Egito: pelo menos 30 mortos e mais de 400 feridos em confrontos entre manifestantes.

Pelo menos 30 pessoas foram mortas e outras mais de 400 se feriram durante os confrontos desta sexta entre manifestantes que apoiam Al Morsi e os que são contra. Uma crise que vem, se agravando enquanto as forças armadas assumem o controle político do país.

Protesters at Al Tahrir square

Por Saulo Valley - O Observador do Mundo - Rio de Janeiro, 05 de Julho de 2013 - 22:28 GMT-3
Atualizações 06-07-2013 as 05:58 GMT-3

   O Egito tem enfrentando uma difícil crise política em circunstâncias muito comuns a países árabes e africanos: A diversidade de grupos étnicos que preservam suas culturas e lutam por uma vaga no governo. Assim como a Líbia, a população do Egito não é tão homogênea como parece e os interesses diferem de tribo para tribo. Por esta razão atender aos pedidos de todos os grupos é uma tarefa nada fácil.

   A crise é ainda maior já que desde a queda do líder Rosni Mubbarack, o país se viu dividido entre a instauração de um estado islâmico ou um estado laico. Na verdade não impor qual dessas decisões sejam tomadas no país. Neste momento qualquer um dos lados que assumir o poder, será derrubado pelo lado oposto.   Isto porque não tem sido possível criar um sistema de governo que atenda a tantas variadas agendas e o povo egípcio precisa agora é encontrar um líder que represente a todos de forma natural. É claro que enquanto um grande grupo pede uma constituição com base nos decretos islâmicos, há outro grupo tão grande quanto este pedindo maiores liberdades sexuais, religiosas e sociais, como namorar em praça pública, por exemplo. A mesma demanda que move os protestos na Turquia hoje, alimenta os israelenses e tem influenciado o Brasil a exigir mudanças políticas profundas.

   Uma mudança brusca de governo não é algo que se deva ignorar, numa situação destas. Quando uma grande massa está insatisfeita com a administração do seu governo, o primeiro lugar a sentir a magnitude dos sismos é a presidência. Então a queda de Morsi, Mubbarack, Kaddafi, entre outros, é apenas uma consequência natural de uma reprovação popular. Mas os confrontos no Egito ganham forças enquanto a população permanece rachada e não encontra um representante legal para erguer as duas bandeiras mais fortes da atualidade no país.

   Neste momento de descontrole geral, o Estado Maior egípcio pede que os grupos procurem manter a calma e evitar mais confrontos, e para muitos estas palavras podem soar até como um: LUTEM!

   Na verdade o Egito tem conseguido manter os tanques longe das ruas, apesar da violenta crise. A prisão da liderança da Irmandade Muçulmana é uma realidade depois que líderes da Irmandade ordenaram que manifestantes muçulmanos permanecessem nas ruas. Além disso nesta quinta-feira haviam sido presos pelo menos 300 membros do governo deposto de Al Morsi.

Rapidinhas...

  •  Pra piorar a situação, a população muçulmana está ameaçando atacar os cristãos no pais.
  • Muçulmanos atacaram a maior igreja cristã em Qena na cidade de Dabayia perto de Luxor. Além da igreja, casas foram incendiadas e muitas pessoas correram para pedir ajuda à polícia local.
  •  A ONU pediu aos militares no poder para garantir a proteção dos manifestantes
  •  Enquanto isto o governo de Barack Obama vem sofrendo pesadas acusações de ter apoiado a criação de um estado islâmico disfarçado em democracia no Egito e empossado Morsi que é chamado de "fantoche americano".
  • Agora há pouco o Supremo Líder da Irmandade Muçulmana pode ter ganho liberdade da prisão.
  • Barack Obama pediu a Irmandade Muçulmana para desistir de tentar controlar o Egito, disse ainda nesta sexta que "o governo americano está de olho na Irmandade." Isto aconteceu depois que a membros da Irmandade Muçulmana atacaram forças de segurança do governo.
  • Até agora os confrontos continuam deixando vítimas nas ruas do Cairo.
  • Após assumir o controle do país militares congelaram a nova constituição e há notícias ainda não-confirmadas de que os militares acabaram de dissolver o parlamento.
Atualizações 06-07-2013 as 05:58 GMT-3
  • A grande massa muçulmana continua pressionando os militares a estabelecer um governo islâmico, usando a violência como forma de protesto e exigir a volta de Morsi para o governo.
  • Testemunhas contam que os manifestantes estão lutando entre si com facas e pedras. 
  • Já há dezenas de vítimas por armas de fogo durante os confrontos que duraram toda noite.
  • Pelo menos 4 soldados da Guarda Republicana foram mortos em tiroteio com muçulmanos.
  • Jihadistas pró-morsi ameaçam iniciar séries de atentados suicidas.
  • Durante discurso de posse do Líder Supremo Militar, este teria dito que "O Egito é militar por essência".
   A crise se agravou porque os muçulmanos reclamam que venceram as eleições democraticamente, não aceitando neste caso, a derrubada de Morsi.

quinta-feira, julho 04, 2013

Presos 2 suspeitos da morte de Cida, a Índia do Pop Bazar.

A Divisão de Homicídios Santa Cruz informou a prisão de dois suspeitos do assassinato da empresária Maria Aparecida em Sepetiba. De acordo com a fonte além dos suspeitos já encarcerados há ainda outro suspeito que está foragido.

Por Saulo Valley - O Observador do Mundo - Rio de Janeiro, 04 de Julho de 2013 - 12:22 GMT-3

   Segundo as informações, os 3 suspeitos são ou foram funcionários do "Índia Pop Bazar".

Continua.

terça-feira, julho 02, 2013

Sepetiba está abalada com a morte de Maria Aparecida "Índia Pop Bazar"

Invejada, explorada, roubada muitas vezes por pessoas de sua inteira confiança, também era assaltada e assediada por pessoas que planejavam tirar proveito de seu sucesso profissional. "Cida", como gostava de ser chamada teve uma morte trágica e o bairro está em desespero com a onda de assaltos que vem infernizando a pacífica região.

Por Saulo Valley, O Observador do Mundo - Rio de Janeiro, 02 de Julho de 2013 - 10:10 GMT-3
Atualização: 19:35

   Até o fim de 2012 Maria Aparecida morava num cômodo dentro da loja "Índia Pop Bazar". Tudo porque se sentia insegura na questão das inúmeras tentativas de roubos, assaltos e golpes que tinha que conviver todo santo dia.

   Prosperidade perseguida

   Maria Aparecida era uma mulher de origem muito pobre e não tinha sequer a 4ª série do ensino fundamental. Mas sua dedicação ao trabalho, fez com que abrisse uma pequena loja de artigos de R$ 1,99.  No início poucas pessoas acreditaram, mas ela era divertida. Chamava atenção com seu jeito berrante de ser e atraia muitos para si.

   Há cerca de 10 anos Maria Aparecida havia comprado uma loja de duas portas na estrada São Tarcísio em Sepetiba onde parecia ser um grande salto em sua carreira profissional. A loja não tinha boa aparência mas "Cida" tinha muito zelo quanto ao estoque. Ela investia tudo o que possuía para manter a maior variedade de produtos nas prateleiras, o que fez com que seu comércio se tornasse um serviço de 1ª necessidade para a comunidade.

   Seus rendimentos começaram a ser mais cobiçados ainda depois que começou a comprar carros novos e a aquisição de um novo espaço desta vez com 5 portas e agora com um visual mais atraente, levou muita gente a acusá-la de lavagem de dinheiro, por não acreditar que uma pessoa tão leiga pudesse crescer tanto... Casa cheia, prateleiras abastecidas e na porta, a mesma mulher louca, com um fone de ouvido gigante preso entre as orelhas e as maçãs do rosto. Ela disse para para o Saulo Valley Notícias que era para "evitar rugas". Sabe porque?  Maria Aparecida, mais conhecida como Índia, tinha um grande sonho: Se casar e viver um amor parceiro. ter uma pessoa pra ajudá-la na difícil tarefa de administrar o Pop Bazar.

   Cansada de morar dentro da empresa, a empresária arriscou quase tudo na compra da casa cujos fundos coincidem com os fundos da loja. Assim estaria mais perto do seu patrimônio e ao mesmo tempo longe de toda aquela tralha com a qual conviveu cerca de 10 anos. Para Aparecida, a aquisição da casa lhe permitiria se manter mais segura, caso alguém tentasse invadir a loja à noite.      O Saulo Valley Notícias esteve lá durante o processo da compra.  Justamente foi após a compra da casa é que passou a ser mais visada e recentemente havia sofrido uma primeira tentativa de assalto. A foto ao lado é um exemplo do sonho que Maria Aparecida tinha de se casar novamente e ter um marido somente seu. Se sentindo solitária na administração do Pop Bazar, a corajosa empreendedora estava perdendo as forças e buscava a qualquer custo um parceiro.  "Cida" chegou a namorar alguns rapazes jovens, que se declaravam "loucamente apaixonados", mas na verdade eram apenas mais um monte de pessoas de uma vasta lista de interesseiros e exploradores que pretendiam sugar a solitária administradora.

Crise financeira

Apesar da aparente prosperidade e a casa cheia de clientes, o Pop Bazar não estava dando muito lucro nos últimos meses.  Já no fim do ano de 2012, Aparecida reclamava que o dinheiro mal dava para pagar as faturas e que precisaria em Janeiro de 2013 reduzir drasticamente no quadro de funcionários. Hora contratava. Hora demitia, como forma de se adaptar à difícil crise.

Mesmo assim, o "Índia Pop Bazar" era um dos comércios mais visados da região e sua proprietária já estava cansada de ser assediada por muita gente que tentava lhe aplicar golpes financeiros. Por esta razão "Cida" queria deixar o comércio, mas não teve tempo.

   Todo aquele aparente status não lhe poupava de fortes dores de cabeça que lhe obrigava a frequentar médicos especialistas para garantir um tratamento que fazia desde os 19 anos. Era muito estresse receber faturas não menores que 8.000,00 reais uma após a outra até no mesmo dia, mas as pessoas não enxergavam esta realidade. "Cida" acreditava que se encontrasse um homem rico poderia ser socorrida por ele, mas ela espera encontrar um homem que a amasse loucamente.

   "Loucamente apaixonados" (mas por seu dinheiro) eram os muito jovens de 17, 18, 19, 20, 30, 40, 50 que apareciam fazendo chorosas declarações mas não eram suficientes para convencê-la. Maria Aparecida então decidiu ter alguém mesmo que não gostasse. Ao menos queria "tirar onda" desfilando com um garoto novo. Aos 42 anos com um garoto de 20? Esta era sua rotina e a variedade de garotos estranhos que apareciam em sua loja se declarando era grande. Mesmo que a empresária nunca os tivesse visto.

   A triste vida levada por Aparecida era invejada por maioria das pessoas do bairro que acreditava que seu salário era mesmo uma grande coisa, como a troca de carro que aconteceu recentemente... Mas quem a conhecia de perto sabia que se ela estivesse em boas condições teria comprado o carro à vista e já no ano de 2012. Mas por causa da crise, teve que adiar a troca e ainda parcelar em dezenas de mensalidades.

   Por esta razão entendemos que seu envolvimento sentimental e profissional com jovens estranhos abriu a brecha para que sua vida chegasse ao ponto que chegou. Rapazes que vinham sondar a sua vida e depois davam todo o recado para seus comparsas fora da li. Sem falar que a rotatividade de funcionários era grande e Aparecida não checava os antecedentes destes jovens.

   Seu corpo foi encontrado juntamente com seu namorado novo. Ambos estavam amarrados e apresentavam sinais de tortura. Possivelmente foram assassinados a base de marteladas e pauladas, diz a imprensa, e há outro detalhe: a caixa registradora foi encontrada ao lado do corpo do casal. Isto porque os assaltantes não conseguiram o que foram procurar e eles não eram profissionais. Estavam desesperados para encontrar o dinheiro que na verdade não havia...

   O caso está sendo investigado pela DH Divisão de Homicídios.


Última Homenagem

   Para aqueles que não sabiam, Maria Aparecida, a "Cida" ou a "Índia" gostava de se identificar na internet como "Silvia" justamente por questões de segurança.  Então se você quer prestar uma homenagem a sua família e à sua memória, acesse ao link de seu perfil pessoal no Facebook e deixe sua mensagem. Pedimos que este ato seja de seriedade, respeito e responsabilidade. As mensagens consideradas desrespeitosas ou abusivas serão deletadas.

Maria Aparecida
https://www.facebook.com/silvia.silva.50552338?fref=ts

Também o perfil do seu namorado:
Álvaro R. Gomes
https://www.facebook.com/alvaro.gomes.946

Artigo em Destaque

EDITORIAL - O Brasil é perfeito para quem não teme o trabalho honesto

Temos que combater os esforços da mídia paga, que visa fazer as pessoas amarem mais o mal que o bem. Se você concorda leia, comente e compa...

Leia também: