segunda-feira, dezembro 09, 2013

Siria: O numero de crianças mortas pelo regime chega a 90 em 24 horas

A mortandade que assola a Síria coincide com os preparativos para o tão falado encontro de Genebra, que em 22 de Janeiro de 2014 "pretende trazer o regime de Al-Assad e a oposição síria para a mesa do dialogo", enquanto a ONU se mostra otimista, no terreno Bashar Al-Assad impetra uma violenta caçada a opositores e seus familiares. Idosos, mulheres e crianças têm sido considerados alvos prioritários por forças pró-assad. O Objetivo é abater moralmente seus opositores na linha de batalha e impedir seu progresso.


Velorio realizado nesta segunda em Al-Nabek
Por Saulo Valley - O Observador do Mundo - Rio de Janeiro, 09 de Dezembro de 2013 as 19:48 GMT-3

A cidade de Al-Nabek tornou-se um mar de sangue neste domingo, quando forcas aliadas pro-assad (presentes na região há 19 dias), iniciou uma varredura pelas casas em busca de opositores.

Organizações de Direitos Humanos disseram nesta segunda, que milicias xiitas iraquianas realizaram as buscas utilizando facas, para humilhar, mutilar, torturar e matar civis que vivem na região que atualmente é conhecida como "reduto da milicia islâmica Al-Nuzra", considerada adversária do FSA, mas que faz também oposição ao regime de Bashar Al-Assad.

A verdade é que o Al-Nuzra tem sido acusado de explorar a população, cobrando pedágios, altas tarifas e ágios em tudo o que pode ser vendido, e todo serviço alternativo que pode ser oferecido para a população em substituição ao serviço público do governo sírio, que foi retirado na maioria das cidades rebeladas, como forma de punição coletiva.

Velorio realizado nesta segunda em Al-Nabek
Ao invés de sair em socorro do povo, que se tornou vitima da milicia que chegou oferecendo "libertação do ditador Bashar Al-Assad", o próprio regime sírio iniciou uma segunda sequencia de castigos violentos e mortais contra a população já sofrida. Desta vez, enviando tropas armadas, milicias estrangeiras de mercenários e muitos bombardeios diários sobre a região desmilitarizada e habitada por civis.

O pais que tem  11 níveis de inteligencia, utiliza a força bruta para retirar os rebeldes do meio da população, não medindo esforços para isto. Esta investida desesperada para "exterminar os insurgentes" tem feito o governo sírio ficar mais cego à cada novo dia e não reconhecer a população civil como um fator a se considerar. Cego pelo poder, Al-Assad tem decidido matar, (custe o que custar) a qualquer que apareça em seu caminho. Mesmo que seja uma criança inocente, ainda nos seus primeiros anos, ou dias de vida...

1000 Dias de Mortandade Desenfreada

Nesta segunda, a Revolução Síria completa 1000 dias cujos dados estatísticos e arquivos de imagens são tão assustadores que fazem estremecer qualquer ser que se considere de "estomago forte".

No ultimo sábado o numero de mortes chegou perto dos 150. No domingo sangrento mais de 50 pessoas foram mortas em Al-nabek, sem contar com o restante do pais. Difícil entender esta conta que as Nações Unidas fazem já que a mortandade diária não muda as estatísticas que estão congeladas há pelo menos 3 meses.

Artigo em Destaque

EDITORIAL - O Brasil é perfeito para quem não teme o trabalho honesto

Temos que combater os esforços da mídia paga, que visa fazer as pessoas amarem mais o mal que o bem. Se você concorda leia, comente e compa...

Leia também: