domingo, novembro 24, 2013

Síria: Mais de 11.000 crianças morreram como alvos de grupos militares e paramilitares.

Imagem dura e comum na guerra civil síria
Foto divulgada por Nino Fezza
Relatório atualizado divulgado pelo Centro de Pesquisas da Universidade de Oxford revela que a guerra civil síria tem as crianças como "alvo travado" pelos dois lados do conflito.

Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 24 de Novembro de 2013 - 19:27 GMT-3
Atualizacao: 20:02

A crise síria completara 3 anos no dia 15 de Marco de 2014 e um relatório levantado pelo Grupo de Pesquisas da Universidade de Oxford revela que mais de 11 mil crianças sírias foram mortas por franco-atiradores desde o inicio da crise . O relatório destacou que a maioria das crianças foram mortas por bombas ou bombardeios sobre suas casas, em bairros residenciais.

O relatório revela ainda que 389 crianças abaixo dos 17 anos foram assassinadas por snipers. Alem destes cerca de 764 menores foram sumariamente executados e mais de 100 foram torturados de acordo com o relatório, mas a realidade pode ser ainda maior, uma vez que os dados foram colhidos de organizações de Direitos Humanos que atuam no pais. Muitas das ocorrências não puderam ser confirmadas por causa da violência corrente, que impossibilita muitos investigadores de acessar as regiões aonde as batalhas acontecem intensamente.

Sobreviventes

Foto divulgada ha 1 hora pelo fotografo Nino Fezza do hospital em Baba Al Hawa na Siria
O relatório revela que o maior numero de mortes aconteceu na província de Aleppo. O saldo e de 2.223 crianças assassinadas na região e que muitas delas morreram a caminho da escola, em suas casas ou em atividades comuns, como nas filas de pão. Pesquisadores apontaram a guerra civil síria como “A guerra contra a Infância”. Mas o que ainda não foi revelado, e o numero de crianças mutiladas, feridas, abusadas sexualmente, torturadas e que sobreviveram, como esta na foto acima, enviado neste domingo por médicos do Hospital Baba Al Hawa.

Os dados do relatório foram divulgados durante o fim de semana e ainda espera-se que as Nações Unidas se pronunciem a respeito.

A Guerra Contra a Infância

Citando a jornalista Lyse Doucet que e correspondente internacional chefe da BBC, que lembrou bem em seu comentário a respeito deste relatório, que a guerra civil Síria nasceu da prisão de 15 menores que foram levados pelo Serviço de Inteligencia do regime sírio para interrogatório e foram ate torturadas depois de terem grafitado o muro da escola dizendo que Bashar Al Assad seria o próximo líder a cair (obedecendo a sequencia da "Primavera Árabe" que teve seu auge em 2011 derrubando 4 governos tradicionais no Oriente Médio).

Morte de Jornalistas



A violência síria tem tirado a vida ainda de muitos jornalistas. Neste domingo outros dois profissionais foram mortos. Eles sao: Ammar Tabaju e Hassan Harum.

Artigo em Destaque

EDITORIAL - O Brasil é perfeito para quem não teme o trabalho honesto

Temos que combater os esforços da mídia paga, que visa fazer as pessoas amarem mais o mal que o bem. Se você concorda leia, comente e compa...

Leia também: