terça-feira, junho 04, 2013

Brasil: Demissões em massa deverão levar 20 mil trabalhadores ao desespero em 2013

Desde que a Rede Record de Televisão anunciou a possível demissão de pelo menos 400 funcionários nesta semana, a Rede Globo decidiu seguir pelo mesmo caminho, disse uma fonte. Ainda nesta segunda a empresa Zynga de games sociais anunciou demissão de pelo menos 520 funcionários.


Por Saulo valley - O Observador do Mundo - Rio, 04 de Junho de 2013 - 09:20 GMT-3
Atualização: 12:22

   Com as aceleradas mudanças comportamentais no mundo do entretenimento, a TV vem sendo seriamente atingida e as empresas se vêm forçadas a uma "reestruturação" de emergência. Mexer no time quando se está perdendo é a primeira proposta de toda grande equipe que depende de uma série de estratégias para sobreviver, levando em conta as variáveis mercadológicas e as altas taxas de impostos.

Farmaville/Zynga

   De acordo com o jornal "Folha de São Paulo" a economia de 80 milhões no orçamento da companhia Zynga vem da proposta anunciada de demissão de 18% de seu quadro de funcionários que hoje é de cerca de 2900 trabalhadores, além do fechamento de um número de 3 filiais nos EUA. Como simulado no seu próprio game "Farmaville", a estratégia administrativa não é coisa de criança e o jogo é muito perigoso, porque não há "reload".

RecNov/Record

   Ainda com a proposta de "restruturação" a Rede Record iniciou o processo de demissões de pelo menos 400 funcionários, sendo que cerca de 200 trabalhadores já foram demitidos nesta segunda, de acordo com funcionários da própria empresa. De acordo com a mídia brasileira, esta tem sido a maior onda de demissões desde a criação da "Recnov" (Central de Novelas) no ano de 2005.  De acordo com a página "natelinha" as equipes que mais sofrerão baixas serão: "Produtores, cenógrafos, maquiadores e especialistas em arte". A fonte disse que o objetivo da emissora é diminuir as contratações para dar lugar às terceirizações. Citando o site "rd1" que disse que a Rede Globo de Televisão está se preparando para seguir o mesmo caminho da "reestruturação" administrativa da concorrente.

   Em maio cerca de 250 pessoas já foram demitidas da Record.


Outras demissões em massa

   Além das anunciadas demissões no setor bancário há inúmeros problemas com massivas demissões ou excessiva falta de contratações denunciadas por sindicatos contra o Bradesco, o Santander, Banco do Brasil...   Apesar de liderar o ranking de vendas entre as montadoras neste bimestre só a GM pretende demitir 15.500 trabalhadores em São José dos Campos. O mês de Junho será marcado pelas volumosas demissões em massa já anunciadas inicialmente em Maio pelas empresas: Eletrobrás, Rede Globo (extra-oficialmente), Rede Record, Zynga, OSX (Eike Batista), Seara, HSBC, Prefeitura de Brumado... entre outras. O mercado de comestíveis industrializados, agricultura, saúde, metalurgia já respira terríveis ameaças.

Artigo em Destaque

Julian Assange periga ser extraditado para os EUA

O fantasma da extradição de Julian Assange volta a assombrar e podemos dizer que processar e condenar o fundador da Ong Wikileaks pelo cr...

Leia também: