terça-feira, maio 14, 2013

Síria: Família de curdos morre afogada ao tentar chegar na Grécia com barco pequeno.

Uma família identificada apenas como de natureza curda, se aventurou pelas águas do mar Egeu, como um esforço de alcançar solo grego, mas sem sucesso. Breve relatórios sobre a guerra síria no terreno.

Forças regulares da Síria bombardeiam um minarete, um símbolo do Isã.
Cortesia:  "Página de We are all Hamza Alkhateeb no facebook"
Por Saulo Valley - O Observador do Mundo - Rio, 14 de Maio de 2013 - 09:12 GMT-3


O Observatório Sírio para os Direitos Humanos disse que no dia 08 deste mês, um homem de natureza curda, sua esposa e seu filho de 10 anos decidiram migrar da Turquia para a Grécia tendo um barco simples como meio de transporte, na tentativa de cruzar o Mar Egeu.
   De acordo com as informações divulgadas pelo Observatórios Sírio para os Direitos Humanos, a família teria morrido afogada na tentativa. 

Conflito

  Com as forças de ataque renovadas, o regime sírio despeja exageradas quantidades de barris de TNT, mísseis e foguetes em diversas regiões do país, visando a devastação das cidades ocupadas pelos rebeldes. Intenso bombardeio relatado nas montanhas de Quasir, área aonde se localiza o quartel-general regular sírio, de acordo com a "CCLS" (Coordenação de Locais da Síria).

  A agência independente Ugarit disse que um intenso bombardeio aéreo acontece neste momento na região de Zamalka destacando "diversas incursões na cidade de Nelson" além do uso feroz de lançadores de foguetes em suporte aos bombardeio aéreo.

   A "Coordenação de Locais da Síria" disse ainda que o 93º Regimento de Artilharia tem despejado bombardeio pesado na saída da cidade de Al-Raqqa e nos vilarejos de Maalaq. Disse ainda que nesta mesma ofensiva militantes do FSA (Freee Syrian Army) mataram um número de soldados do regime utilizando foguetes. 
   Relatório atualizado há 5 minutos pelo CCLS revelou que nesta manhã de terça-feira já 28 pessoas morreram como consequência dos violentos ataques armados nas regiões rebeladas. Entre as vítimas o CCLS destaca que 4  pessoas morreram submetidas a torturas, além de 1 criança.

Crise interna

O Observatório Sírio para os Direitos Humanos relatou há pouco que em Aleppo tem havido confrontos entre dois grupos rebeldes. De um lado os Batalhões afiliados a "Ghuraba Al-Sham" e de outro os batalhões ligados ao "Segundo Conselho de Sharia". De acordo com a fonte, a crise entre os grupos aconteceu a partir da prisão do líder da milícia "Ghuraba" por parte do "Segundo Conselho de Sharia".
  Os combates foram percebidos nas estradas de acesso aos Aeroporto de Aleppo, entre Tariq Al-Bab e os bairros de Jabal.

Video: Outro jornalista morre na tentativa de registrar a crise no país. O cinegrafista sírio Maamoun Mohammed Al-suwaidan conhecido como Abu Omar, foi ferido durante confrontos armados na região oriental de Karak. Seu corpo foi sepultado na cidade oriental de Ghariya.

Artigo em Destaque

Julian Assange periga ser extraditado para os EUA

O fantasma da extradição de Julian Assange volta a assombrar e podemos dizer que processar e condenar o fundador da Ong Wikileaks pelo cr...

Leia também: