quinta-feira, maio 09, 2013

Nigéria: Emboscada de Milícia mata mais de dezenas de policiais em Nasarawa.

Milícia conhecida como "Ombatse" é apontada pelas autoridades nigerianas de matar pelo menos 40 policiais em emboscada só nesta semana, quando os profissionais se mobilizavam em comboio para expulsar os criminosos de seus esconderijos.

Por Saulo Valley - O Observador do Mundo - Rio, 09 de Maio de 2013 - 15:47 GMT-3

   Uma mortandade de policiais vem deixando a polícia nigeriana em desespero. Citando o "premiumtimesng" que citou o governo como dizendo que ainda há um número de policiais desaparecidos, após o anúncio de ter encontrado 30 corpos de policiais e 6 viaturas carbonizadas nesta quinta. Milicianos têm declarado guerra à polícia cujo comando anunciou o envio de um contingente de 230 militares, para reforçar a segurança nos locais onde a violência tem se mostrado mais acentuada.

   As autoridades nigerianas listaram um número de praças e oficiais que ainda estão desaparecidos, enquanto que novas fontes revelam que as forças de segurança estão em Nasarawa, localizado na região central da Nigéria. A operação visa prender o chefe da milícia "Ombatse".

Pressão Política

   A orquestrada crise contínua na Nigéria segue padrões que tendem a desestabilizar o governo do atual presidente Jonathan Goodluke, cujo governo sofre uma longa crise pré-eleitoral. A Nigéria é um país com mais de 148 milhões de habitantes, cuja religião oficial é o Islã; em contrapartida, mais de 40% da população é cristã. O governo democrático de Jonathan ainda enfrenta rejeição da comunidade islâmica que tem sido impulsionada por suas lideranças a exigir que o país se torne um estado islâmico.
   A crise dos últimos meses envolvendo o governo nigeriano e o grupo radical islâmico Boko Haram, parece ter dado uma trégua depois de um saldo de mais de 50 igrejas destruídas e mais de 250 cristãos e autoridades políticas mortas só em 2013.
   Pra dificultar ainda mais a situação, o mapa da Nigéria é subdividido em áreas de atuação de grandes milícias, que buscam influenciar (por força armada) mudanças governamentais e comportamentais em suas regiões. Jonathan "Boasorte" Enfrenta ainda o esforço do MEND, a violenta milícia que luta pela independência do Alto do Níger. Região localizada às margens do Rio Níger. Paraíso nigeriano do petróleo.

Artigo em Destaque

EDITORIAL - O Brasil é perfeito para quem não teme o trabalho honesto

Temos que combater os esforços da mídia paga, que visa fazer as pessoas amarem mais o mal que o bem. Se você concorda leia, comente e compa...

Leia também: