sexta-feira, maio 17, 2013

Bangladesh: Pode ter chegado a 16 o número de vítimas do ciclone Mahasen

O país entrou em desespero depois que o temido ciclone "Mahasen" despontou em alto-mar seguindo em direção à região da Costa de Bengala. Um alerta foi emitido e mais de 1 milhão de pessoas foi removido de áreas de risco.


Suomi NPP Satellite Views of Tropical Cyclone Mahasen in the Northern Indian Ocean
Imagem cortesia da NASA Goddard Photo and Video (Creative Commons)
Por Saulo Valley - O Observador do Mundo - Rio, 17 de Maio de 2013 - 08:41 GMT-3
Atualização: 10:15

Pelo menos 14 pessoas morreram quando o ciclone tropical "Mahasen" passou pela Costa de Bengala, em Bangladesh. Fontes locais disseram que para alívio da população e das autoridades da área de emergência, o "Mahasen" perdeu força ao chegar na costa com ventos que podem ter chegado a 100 Km/h. Em seguida o ciclone de desviou de sua rota seguindo o sentido do Norte da Índia, deixando um grande rastro de destruição e um saldo ainda incerto de mortos que varia entre 14 e 15.

   Citando o "ittefaq" que disse que 7 das vítimas eram da região de Barguna. Entre elas 2 crianças de 6 anos e 1 de 5. Outras 4 pessoas morreram em Bhola, 1 em Pirojapure e 1 em patuyakhalite John.
   A fonte disse ainda que uma gestante morreu enquanto tentava escapar da tempestade em Hurohuri.    
   Em Talatalira Sul jharakhali 50 cabeças de gado foram enterradas nesta sexta, disse o "ittefaq". A fonte disse ainda que em Abu Kashen 2 pescadores estão desaparecidos ainda. Em análise dos relatórios do site, a maioria das vítimas foram provocadas por quedas de árvores e galhos.

   25 corpos de pescadores foram resgatados de uma praia perto da fronteira com Myanmar por autoridades de Bangladesh. Citando o site local "clickittefaq" que disse que consistia num grupo de pescadores muçulmanos que tentou fugir do ciclone. A fonte disse que os trabalhadores não conseguiram deixar a zona de perigo em tempo e morreram no mar, o site citou as autoridades como dizendo.


   As autoridades ainda disseram que após o desvio e enfraquecimento do ciclone, os milhares de fugitivos que correram para os abrigos anti-tempestades começaram a retornar para suas casas nesta sexta (mais de 200 mil disse o site "Naij"), sendo que muitos encontraram um triste cenário de destruição provocado pelo "Mahasen". As autoridades locais também confirmaram que o número de residências destruídas chegou à casa dos milhares. Citando a AFP que disse que o número de casas destruída ultrapassou a marca de 15.000. Mahasen mudou seu status para tempestade e não oferece mais perigo de destruição como é habitual, disse AFP.


   Fontes locais contam que além do levantamento dos prejuízos, o país começa um período de orações e preces pelas vítimas e seus familiares. O "Saulo Valley Notícias" lamenta a perda de tantas pessoas cheias de sonhos e planos futuros, desejando que suas famílias encontrem conforto nesta hora tão impossível de se descrever.

Artigo em Destaque

EDITORIAL - O Brasil é perfeito para quem não teme o trabalho honesto

Temos que combater os esforços da mídia paga, que visa fazer as pessoas amarem mais o mal que o bem. Se você concorda leia, comente e compa...

Leia também: