terça-feira, abril 23, 2013

Itália: repressão e bloqueio de mídia a manifestações populares que pedem o fim da corrupção.

No dia 21 de Abril, uma "pequena" manifestação (disse a mídia italiana) que na verdade levou centenas de milhares à frente do Parlamento italiano para protestar ao lado de Beppe Grillo, um ex-comediante que vestiu a camisa da política em defesa do povo italiano.

Por Saulo Valley - O Observador do Mundo - Rio, 23 de Abril de 2013 - 06:27 GMT-3


   A oposição procurou Saulo Valley Notícias para descrever o tamanho dos esforços do governo italiano para ofuscar a assombrosa mobilização que o "Movimento 5 estrelas" proporcionou em protesto à atual corrupção política nacional.

  A oposição denuncia as fraudes políticas bem como a censura da imprensa que minimizou a manifestação pública. Apesar da pouquíssima cobertura de mídia, Movimento 5 Estrelas liderado por Beppe Grillo se utilizou de recursos próprios e de ferramentas disponíveis na internet para promover o importante ato. O evento foi transmitido ao vivo pela internet via "streaming".


   A ativista que usa o apelido virtual "Tizy Italya" comentou sobre a demanda da oposição à releição de  Napolitano à presidência, logo após sua fácil transição para o segundo turno das eleições presidenciais:

   "Lutamos por uma democracia direta, a democracia do povo, como indicado na Constituição. Em vez disso, os partidos tornaram-se um hall de entrada nitidamente longe das vicissitudes do povo. As pessoas já não são representadas por aqueles que foram obrigados a eleger (eles mudaram a lei eleitoral)." - Disse em nome do Movimento 5 Estrelas.



"LA NUOVA DITTATURA" - O Movimento 5 Estrelas culpa a corrupção política pela profunda crise financeira que o país atravessa desde 2008 e aponta os "velhos políticos" como responsáveis pela sujeirada política toda e Napolitano neste sábado foi re-eleito presidente aos 85 anos. E destaca que a re-eleição de um presidente da república é vetada na vigente constituição do país.

Destaque no texto da constituição italiana que nega  ao presidente eleito para cumprir um mandato de 7 anos,
 o direito à re-eleição.
   A oposição já prevê que o futuro da Itália liderada por Giorgio Napolitano: "será uma nova ditadura".  A re-eleição de Napolitano é duramente rejeitada pela oposição e considerada pela Movimento 5 Estrelas como "Golpe de Estado".

   No dia 6 de Abril passado, a polícia foi citada pelo site italiano "ilfattoquotidiano" que disse que foi até a casa de Beppe Grillo para cumprir uma ordem de segurança do governo que declarou:

"Este país não pode terminar governado por comediantes e bichas ".

 Ao que se sabe, Beppe Grillo é o único ex-comediante no meio político italiano e nota-se que sua atuação política tem sido levada muito a sério. Corrupção e manipulação ao estilo "O poderoso Chefão" não é novidade no país e também não é uma mera ficção cinematográfica.. Romper com estruturas já enraizadas na cultura e subcultura da política italiana é um desafio que o Movimento 5 Estrelas abraçou e segue com milhares de milhares de adeptos. Apesar de a mídia nacional não destacar.


Artigo em Destaque

EDITORIAL - O Brasil é perfeito para quem não teme o trabalho honesto

Temos que combater os esforços da mídia paga, que visa fazer as pessoas amarem mais o mal que o bem. Se você concorda leia, comente e compa...

Leia também: