terça-feira, abril 02, 2013

Irã quer que Armênia condene ataque com armas químicas na Síria

   O Ministro das Relações exteriores do IRÃ enviou uma mensagem ao governo armeno para que condene o ataque realizado no dia 19 de Março que levou a morte de 25 pessoas, entre elas crianças e mulheres. Mas os rebeldes acusam o regime pelo ataque.



Por Saulo Valley - O Observador do Mundo - Rio, 02 de Abril de 2013 - 10:04 GMT-3
Atualização 11:43

   Nesta domingo o Ministro iraniano Ali Akbah Salehi pediu ao governo da Armênia que condene o ataque com míssil contendo carga química lançado contra a aldeia de Khan na cidade de Aleppo em Março passado. O incidente também foi denunciado pelo regime sírio, que acabou pedindo uma investigação por parte das Nações Unidas. A ONU por sua vez, no dia 27 de Março conseguiu a aprovação do Conselho de Segurança, presidido pela Rússia, para o envio de uma missão de investigação para as áreas atingidas pelo suposto ataque, do qual ninguém assumiu a responsabilidade ainda. Mas as trocas de acusações entre o regime sírio e a oposição síria permanece.   No dia 26 de Março Ban Ki-moon, o Secretário Geral das Nações Unidas anunciou o especialista Sellström Åke. A Missão já está nos preparativos para dentro de uma semana estar pronta para a investigação.

   A mensagem foi entregue pelo embaixador iraniano Yerevan Mohammad Raeesi, que segundo o "Trend", encontrou-se com o ministro armeno Eduard Nalbandian.

Artigo em Destaque

EDITORIAL - O Brasil é perfeito para quem não teme o trabalho honesto

Temos que combater os esforços da mídia paga, que visa fazer as pessoas amarem mais o mal que o bem. Se você concorda leia, comente e compa...

Leia também: