segunda-feira, março 11, 2013

Síria: Rebeldes controlam principal estação petrolífera - Atualizações

   BREAKING NEWS - Rebeldes do FSA disseram há alguns minutos que assumiram o controle de uma estação de petróleo em Hasaka, enquanto lutam pelo controle total de Rastan e Idleb, regiões atualmente devastadas pelos bombardeios aéreos da Síria. Pelo menos 84 pessoas foram relatadas como mortas nesta manhã de segunda, entre as vítimas 8 mulheres e 5 crianças.

Por Saulo Valley - O Observador do Mundo - Rio de Janeiro, 11 de Março de 2013 - 13:27 GMT-3
Atualização: 13:51

   Rebeldes informaram que a brigada 313 de Operações Especiais assumiram o controle das instalações da principal estação de petróleo bruto que fica em Hasaka. As forças rebeldes estão assumindo controle de maior parte de Rastan e estão conseguindo repelir as pesadas investidas do regime sírio, que apesar de superioridade numérica, tecnológica e armamentista, está perdendo gradativamente o controle das principais cidades do país.

Vídeo: Homs: Cenário de desolação e miséria. Devastação e desespero.


   Deir Al-Azour - Um massacre foi relatado na região rural de Deir El Zour, mais exatamente na Vila de Bariha. O número de cítimas não foi informado ainda, devido aos pesados bombardeios. De acordo com testemunhas que informaram que o cenário na região é de devastação.

   Al-Rastan - Um batalhão de engenharia do regime tem sido apontado como responsável pela destruição da região rural de Rastan.

   Damasco - Em Damasco operações nas residências estão levando terror para as famílias sobreviventes nos subúrbios da capital síria.

   No vídeo abaixo, FSA atira contra bases do regime para repelir suas forças de ofensiva.


Mais de 30 soldados alauítas foram capturados pelo FSA e deverão ser utilizados para troca de reféns, informou fonte.



Atualizando...

Artigo em Destaque

EDITORIAL - O Brasil é perfeito para quem não teme o trabalho honesto

Temos que combater os esforços da mídia paga, que visa fazer as pessoas amarem mais o mal que o bem. Se você concorda leia, comente e compa...

Leia também: