segunda-feira, março 25, 2013

Riad Alassad, chefe do FSA sofre atentado e sobrevive.

Fundador e membro do comando do FSA (Free Syrian Army), o Coronel Riad Alasaad foi o primeiro oficial superior a desertar das fileiras do regime sírio, quando se viu obrigado a assistir as atrocidades que os soldados sírios eram forçados a cometer contra civis indefesos, durante a revolta popular contra o governo sírio que já passa de 2 anos.


Por Saulo Valley - O Observador do Mundo - Rio, 25 de Março de 2013 - 11:43 GMT-3
Atualização: 12:41

   Uma bomba instalada debaixo do assento do veículo ocupado pelo coronel Riad Alasaad, foi responsável por impedir que chegasse numa reunião de cúpula onde continuaria seu trabalho de articulação sobre a implantação do novo governo da síria, nos locais controlados pelas forças rebeldes, das quais é líder-fundador.   No início da manhã, havia boatos de sua morte se espalhando pela internet.  

Imagem do banco do veículo onde o Coronel Asaad estava sentado.
   No incidente que aconteceu na noite deste domingo, e o militar foi submetido a procedimentos cirúrgicos que fontes íntimas do FSA dizem ter retirado uma de suas pernas, enquanto agências de notícias afirmam que a autoridade perdeu apenas o pé.


   Mas o certo sobre tudo é que o Coronel comandante do FSA sobreviveu ao atentado e que apresenta sinais estáveis de saúde, apesar do ferimento. Riad Alasaad está agora sendo atendido num hospital no Sul da Turquia e goza de relativa boa saúde, dentro do possível. A informação foi confirmada na última hora pelo Alto Comando do Exército Livre.

Artigo em Destaque

EDITORIAL - O Brasil é perfeito para quem não teme o trabalho honesto

Temos que combater os esforços da mídia paga, que visa fazer as pessoas amarem mais o mal que o bem. Se você concorda leia, comente e compa...

Leia também: