quinta-feira, março 14, 2013

ONU enfraquecida não consegue recursos para refugiados sírios.

   A crise na síria tem elevado o sofrimento do povo, que espera por dias melhores, enquanto vem sendo esmagado por ataques massivos e criminosos do governo, levando dezenas de milhares à morte, ao passo que a ONU não convence aos estados-membros a enviar recursos para proteger os refugiados carentes, que segundo a UNHCR chega a 1 milhão.

Por Saulo Valley - O Observador do Mundo - Rio de Janeiro, de Março de  2013 - 08:53 GMT-3
Atualização: 10:18

   A ONU está tão desgastada com as manobras políticas, que aliás ajudam a manter Assad protegido de ser referido ao Tribunal Penal Internacional pelo conselho de segurança. Ao mesmo tempo que se mostra preocupada com os aclamados milhares de refugiados e desabrigados, a Organização não dá um passo sequer para encerrar o conflito, apenas cria meios de gerenciá-lo. Alertas com mensagens expressivas e assustadoras, apelam para o prenúncio de uma possível tragédia humanitária. Quer apelação pior que depois de ter anunciado que a Síria já tem alcançado o número de 1 milhão de refugiados, agora anuncia que este número pode triplicar a curto prazo?

   Então a ONU quer levantar 1.5 bilhões para socorrer 1 milhão de sírios, mas reclama que só conseguiu arrecadar 20% do esperado. Porque tanto esforço desesperado, se bastaria uma única semana de reuniões e a emissão de uma resolução com texto suficiente para impedir os aliados Iran, Iraque, Rússia e China de continuarem fomentando a crise? Porque ninguem se esforça para limitar estes estados-membros que estão organizando a verdadeira colonização da ONU, para "cegar" a cúpula das Nações Unidas para não ver o intenso envio de recursos aliados utilizados exclusivamente para a perseguição armada ao povo que quer o fim do regime militar autocrata dos Assad?

   Porque ninguém quer um confronto político real. Afinal, isto seria ruim para os negócios de todos. Ok. Então pedir dinheiro para socorrer mutilados e feridos, famintos e desabrigados é mais eficaz que impedir a razão para tantos efeitos colaterais sobre a população? Ah já entendi: Quando se fala em "levantar fundos" a ONU funciona melhor... Quanto a ONU lucra com as arrecadações? Porque deve haver uma razão muito boa para preferir sair pelo mundo atrás de dinheiro para socorrer os necessitados, se poderia impedir que viessem a sofrer necessidade durante os últimos 24 meses, não é verdade?

  Particularmente (não espero que todos os queridos leitores compartilhem da minha reação), sinto nojo ao ver estes alertas de possível "colapso humanitário" recaindo sobre o povo sírio. Qual é o lado da ONU? Porque a Síria tem o direito de acusar um país de crimes contra os Direitos Humanos e a ONU aceita?

 Na verdade, eles o povo sírio não merece passar por todo este sofrimento, em detrimento do lucro, ou da recuperação econômica de alguns países semi-falidos com a crise global. Na verdade os países mais pobres, são os que estão mais preocupados com o povo sírio, ao passo que os mais poderosos, estão tentando explorar a crise política dramática que o país atravessa agora.

   Se os governos nada fazem, muito menos a ONU pode fazer, pequenas ONG e ativistas estão se esforçando para enviar ajuda. Estas ofertas independentes são feitas com muitos amor e tenho acompanhado uma campanha não-governamental para socorrer o povo sírio, sem retirar absolutamente nada deles, nem de seu país ora devastado.

PASSEATA

   No dia  15 de Março (nesta sexta) as 15:00 haverá uma manifestação na Avenida Paulista, na cidade brasileira de Sao Paulo. Pedir para que a comunidade internacional pare de explorar a crise síria e encerre de vez com a manipulação desta tragédia é o mínimo que podemos fazer, para devolver a paz ao Oriente Médio e restaurar os mais de milhões de sírios afetados pelos abusos de poderio militar e político nacional e internacional.

Artigo em Destaque

EDITORIAL - O Brasil é perfeito para quem não teme o trabalho honesto

Temos que combater os esforços da mídia paga, que visa fazer as pessoas amarem mais o mal que o bem. Se você concorda leia, comente e compa...

Leia também: