quinta-feira, março 07, 2013

India celebra o Dia Internacional da Mulher em meio ao desafios do estupro.

No Dia 08 de Março comemora-se o Dia Internacional da Mulher, bem como as conquistas da comunidade feminina em todo o mundo. Enquanto as mulheres de todo mundo celebram grandes avanços, a mulher indiana comemora suas primeiras ações para que seja respeitada e valorizada quanto ser humano em seu meio social e familiar, e visualiza os enormes desafios que se seguirão daqui pra frente.


Cortesia: "internationalwomensday"

Por Saulo Valley - O Observador do Mundo - Rio de Janeiro, 07 de Março de 2013 - 06:26 GMT-3
Atualização: 15:42

   No Dia Internacional da Mulher a Índia já conta com 71 eventos que exaltarão a importância do sexo feminino na sociedade, no mercado de trabalho e na vida familiar. Enquanto que na prática a comunidade masculina encontra muita dificuldade para aceitar a realidade dos novos tempos.
Média de 18 crianças estupradas em 1 único dia na Índia "the Guardian"

   Diariamente grupos de homens indianos reúnem-se para iniciar uma caçada desumana por mulheres que se encontrem em condições favoráveis de segurança para que sejam abusadas sexualmente.

"Gangue estuprou uma mulher de 20 anos que trabalha num Call Center, no interior de um carro em movimento"
Novas ocorrências policiais de mulheres e crianças que foram abusadas por grupos formados especialmente por pessoas do sexo masculino, chegam a ser uma rotina diária. Para as mulheres indianas, um pesadelo.

"5 policiais são acusados de formar uma quadrilha de estupro em Bengalore - Índia."
   Com esta terrível ameaça iminente em todos os tipos de ambientes, a mulher se encontra completamente indefesa, uma vez que as políticas, as polícias e a justiça ainda não encontraram meios eficientes de penalizar homens que praticam estas atrocidades como simples hobby. Leia atentamente este "tweett" enviado nesta quinta há cerca de 37 minutos:
Uma menina de 3 anos está se recuperando após ter sido sequestrada e estuprada na Índia. Na Capital Nova Déli, 4 casos de estupro estão sendo relatados por dia.
   A situação é desesperadora já que em média apenas 10% da rotina de um país são relatadas nos veículos de mídia internacional. E a mulher globalizada precisa agora de muita coragem e força para enfrentar a todos os desafios para que seja (não igualada ao homem, porque é criatura muito oposta em sua essência) mas respeitada como ser humano, protegida, amada e valorizada.
Assim como a Índia se mobilizou após a gangue de estupro que assassinou uma jovem em dezembro, assim também é a África do Sul: http:// ow.ly/hUa4R
Tecnologia à serviço da mulher indiana

   A novidade está sendo bastante comentada nos meios de tecnologia e informação. Com base num aplicativo desenvolvido para smartphones, que oferece mapeamento e o compartilhamento deste mapa com informações detalhadas descritas por cada usuário, as mulheres indianas (que possuem smarthphones e são poucas ainda) podem indicar as ruas, esquinas, linhas de ônibus, trens e níveis de abusos que são praticados com detalhes, inclusive os horários. Até mesmo descrição facial dos criminosos. Observe o gráfico abaixo:


   Com a omissão de muitos dos policiais em serviço, uma vez que eles mesmos praticam o estupro, assim como os homens brasileiros praticam futebol, O aplicativo "Safecity.in" passa a valer mais do que uma ocorrência policial (no sentido da auto-defesa feminina). Um verdadeiro mutirão da mulher contra a humilhação e a vergonha, e até mesmo a morte, já que muitos desses casos acabam em óbito.

   A "cultura do estupro" é tão popular na Índia que um escândalo anunciado nesta quinta-feira pelo site indiano "Times of India" revela que "Suriyanelli" é um caso de estupro recente que foi prestada uma queixa policial hoje ainda contra o vice-presidente do partido da chefe de Governo Sônia Ghandhi, PJ. A população batizou o PJ de: "O Partido do Estuprador".

  O "colapso cultural" indiano tem tirado milhares de vidas inocentes e as escolas estão infestadas de estupradores. Por esta razão, as autoridades estão trabalhando para implantar sistemas de vigilância eletrônica no ambiente estudantil, só resta saber se as câmeras serão instaladas nos banheiros também.... (Já que policiais também estupram...) O pior é que é nos banheiros aonde acontecem quase 100% dos estupros escolares.

A repórter Sonia Singh (@soniandtv) do canal NDTV disse que entrevistou o líder religioso Dalai Lama no dia 21 de Fevereiro de 2013 e fazendo alusão à crise na índia:
"A Índia deve atentar para a perda de seus valores morais - Dalai Lama foi citado com dizendo."

Cortesia: "internationalwomensday"
   E foi mais uma vez "Times of India" a fonte que revelou que nesta quarta-feira, em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, o governo americano fez uma homenagem especial à jovem Jyoti Singh (23) popularmente conhecida como "Nirbhaya", estuprada e morta por 5 homens e uma barra de ferro num ônibus pirata em 19 de Dezembro de 2012. Ela foi homenageada pelo esforço que fez para sobreviver. Se submeteu a fisioterapias, retirada de diversos órgãos que iam sendo dominados por uma infecção generalizada, levando-os à falência múltipla. Duas semanas de batalha pela vida, respirando por aparelhos, enquanto ela se esforçava para continuar lúcida, dizia que não queria morrer e que queria que todos os seus agressores fossem queimados vivos em praça pública para servir de exemplo a todo o país. Infelizmente não deu. Faleceu no dia 26 de Dezembro de 2012, deixando uma multidão incontável de revoltados no lado de fora do hospital em Singapura e nas praças públicas da Índia. Nirbhaya tornou-se o símbolo da luta da mulher indiana pela liberdade de ir e vir e pelo direito à vida! Por esta razão sua família ficou muito feliz ao receber a tão merecida homenagem de "Honra Ao Mérito" do governo dos Estados Unidos da América!

Apesar que a impunidade ao estupro ainda é uma realidade muito pulsante no país.

Artigo em Destaque

Julian Assange periga ser extraditado para os EUA

O fantasma da extradição de Julian Assange volta a assombrar e podemos dizer que processar e condenar o fundador da Ong Wikileaks pelo cr...

Leia também: