sábado, fevereiro 23, 2013

Síria: FSA mobiliza 1000 homens na tomada do Aeroporto de Aleppo

Numa ofensiva de grande vulto, e talvez a maior já realizada, pelo menos 1000 homens foram reunidos num ataque massivo ao aeroporto internacional de Aleppo neste sábado ocupando completamente a posição confiscando poderosas e destruidoras máquinas de guerra do regime. Disse FSA.


Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 23 de Fevereiro de 2013 - 12:07 GMT-3
Atualizações: 13:28

   Citando o Alarabyia que disse que neste momento o FSA está cercando o odiado batalhão de mísseis Scud, que só na noite passada demoliu 70 residências em Aleppo. Os bairros humildes de "al-Ard al-Hamra" e "Tariq al-Bab" e o bairro "al-Maadi" que fica mais próximo do centro. Foram arduamente castigados pelos mísseis Scud.

  Em protesto, membros da Coalizão Nacional boicotaram o encontro promovido por Moscow e Washington para um diálogo pelo fim da violência. A oposição se mostra revoltada pelo fato de que Assad realiza bombardeios abertos sobre bairros residenciais utilizando mísseis Scud enquanto a comunidade internacional finge que não vê.

Assad - Falsificação de ataques terroristas para disfarçar os ataques com mísseis Scud sobre bairros residenciais
   No meio de tantos ataques com armas de curto médio e longo alcance os sobreviventes que ainda resistem na Síria saíram às ruas para protestar contra os bombardeios e o silêncio da comunidade internacional. Ontem foram contados 133 vítimas dos mísseis Scud só em Aleppo. Em Damasco o FSA disse que 41 pessoas foram mortas pelo regime, entre elas 2 pessoas que foram torturadas até a morte.


Castigo Nacional

   Testemunhas oculares revelaram há pouco que as forças de ataque do regime sírio estão se agrupando no bairro de Tortous e em Daara. Novas fontes disseram que as forças de Assad iniciaram o bombardeio da cidade de Daara. Em Homs o tiroteio começou e os civis são alvos travados destes cruéis atiradores do regime.  Atualizações feitas pelo FSA que disse que pelo menos 10 pessoas morreram em Daara, após o início dos bombardeios nas residências neste Sábado.

SNN

A Agência independente SNN, disse que o FSA está num confronto direto com as forças do regime agora, relatando a morte de muitos dos soldados regulares.  Serviço de comunicação do FSA disse há 3 horas que pelo menos 50 pessoas morreram entre elas 25 crianças após a queda de 2 mísseis Scud na cidade de Aleppo.

Atualizações

13:28   Com a invasão da base de mísseis do regime, FSA constatou que o regime possuía um estoque de mais de 100 mísseis Scud e foguetes que alcanças até 700 km de distancia de fabricação própria.

Artigo em Destaque

EDITORIAL - O Brasil é perfeito para quem não teme o trabalho honesto

Temos que combater os esforços da mídia paga, que visa fazer as pessoas amarem mais o mal que o bem. Se você concorda leia, comente e compa...

Leia também: