segunda-feira, fevereiro 18, 2013

Índia: 1 mulher é violentada por 4 homens e outra pelo cunhado.

Na Índia a violência contra o sexo feminino ainda é corrente e assombrosa. Após intensos protestos que marcaram o fim do ano de 2012, as autoridades buscaram melhorar as condições e leis, para que a condenação de criminosos por estupro seja mais efetiva. Com a nova lei criada e aumento do contingente policial, o governo da Índia espera dar os primeiros passos no processo de erradicação do estupro aleatório no país, mas a enxurrada diária de ocorrências policiais em todo país é uma realidade árdua.

"Garotas no Forte Vermelho, na Índia - Foto: "etrenard" (creative Commons)
Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 18 de Fevereiro de 2013 - 08:44 GMT-3

Por causa da cultura milenar, as mulheres indianas nunca tiveram voz. Dirigir a palavra em sua própria defesa já seria uma violação imperdoável em praticamente todas as tribos do país. Hoje a mulher indiana se inspira nas mulheres de todo o mundo e buscam ser respeitadas de modo igual e querem ser protegidas por leis internacionais. Enquanto as negociações políticas (que só funcionam impulsionadas por pressões dramáticas) vão se arrastando, homens de todo os país, e de todas as idades abusam do antigo direito de soberania sobre a mulher indiana.

Por esta razão, as denúncias de estupro não param de acontecer e a população masculina, ainda não consegue assimilar esta nova ordem internacional, que alíás o Governo da Índia é brigado a se submeter ao entrar para o Conselho de Segurança da ONU.

Casos recentes

De acordo com o site "indianexpress" uma mulher de aproximadamente 30 anos denunciou que sua casa fora invadida por 4 homens, após seu marido ter saído para o trabalho. Segundo ela, os estupradores tinham uma arma de fogo apontada para ela e ainda filmaram o ato. A fonte revelou que apesar de terem sidos identificados, os acusados permanecem foragidos.

Outro caso foi denunciado por uma mulher de 28 anos que após seu marido ter falecido, passo a morar na casa dos sogros há 5 anos. A mulher entrou com uma denúncia por estupro contra seu cunhado, que na cultura indiana ocupa a posição de "irmão-de-lei". De acordo com o "indianexpress" que citou relatórios policiais locais recentes como fontes, os dois casos estão sendo investigados.

Artigo em Destaque

EDITORIAL - O Brasil é perfeito para quem não teme o trabalho honesto

Temos que combater os esforços da mídia paga, que visa fazer as pessoas amarem mais o mal que o bem. Se você concorda leia, comente e compa...

Leia também: