quarta-feira, fevereiro 27, 2013

Coréia do Norte: EUA está ao alcance de suas novas armas.

O governo da Coréia do Norte alertou aos Estados Unidos nesta quarta que seus novos mísseis e armas nucleares de longo alcance já são capazes de atingir a América do Norte em cheio e "apagar o país da terra" disse.

Pershing I Nuclear Missile by Celluloid-Acme This work is licensed under a Creative Commons Attribution-Noncommercial-No Derivative Works 3.0 License.

Por Saulo Valley - O Observador do Mundo - Rio de Janeiro, 27 de Fevereiro de 2013 - 21:01 GMT-3

   Seul - A Coréia do Norte está comemorando suas novas conquistas. "Mísseis estratégicos e armas atômicas" que possuem a capacidade de cruzar o Oceano Pacífico e transformar a vida segura dos americanos num verdadeiro inferno. Segundo o site sul-coreano "Yonhapnews" que citou o site "Uriminzokkiri" como fonte, que teria dito que..
 "Se Washington continuar a tentar sufocar a Coréia do Norte como tem feito, que a Coréia e o povo coreano apagarão os Estados Unidos da face da terra" Alertou.
De acordo com a fonte, que citou Pyongyang como dizendo que "qualquer movimento para reforçar as sanções será visto como um ato de guerra."

   De acordo ainda com a fonte os mais recentes testes atômicos foram muito bem sucedidos usando ogivas com capacidade entre 6 e 7 quilotons, quase 7 mil toneladas de explosivos. Ainda citando as autoridades coreanas como dizendo que "Washington e seus seguidores devem perceber a capacidade do Norte de desferir um golpe decisivo para os seus inimigos e evitar novas provocações."

Coréia do Sul

Enquanto mísseis norte-coreanos podem estar apontados para os Estados Unidos, neste mesmo dia o governo americano anunciou confirmou seu plano estratégico de transferir o OPCON (Controle Operacional de Guerra) para a capital sul-coreana Seul em 2015. Também citando ainda o site "Yonhapnews" que citou Washington como dizendo que os Estados Unidos está politicamente envolvido numa discussão que chamou de "dissuasão ampliada"(ou Dissuasão Nuclear Estendida) que ao invés de equipar a Coréia do Sul com armas nucleares, visa criar um sistema de defesa em caso de ataques internacionais iminentes. De acordo com a fonte, o plano de criar este sistema de defesa anti-nuclear deverá estar à disposição de todos os países aliados da América.

Referência e fonte: "yonhapnews"

Artigo em Destaque

EDITORIAL - O Brasil é perfeito para quem não teme o trabalho honesto

Temos que combater os esforços da mídia paga, que visa fazer as pessoas amarem mais o mal que o bem. Se você concorda leia, comente e compa...

Leia também: