quarta-feira, outubro 17, 2012

Pedras Portuguesas X Academia do Idoso - Urgente

Criada pela Vereadora re-eleita Cristiane Brasil e implantada pelo re-eleito Prefeito Eduardo Paes com mais de 60% de aprovação, a Academia do Idoso foi um dos grandes carros-chefes que mantiveram no poder por mais 4 anos os políticos citados acima. Mas os exercícios na Academia da Terceira Idade (Academia dos Idosos) não são os únicos desafios a ser encarados pelos novos atletas das praças públicas. As pedras Portuguesas que tornaram-se famosas nas últimas décadas, já são de longe, uma grande dor de cabeça para muitos que acabam se acidentando com as calçadas irregulares e sem manutenção.

Pedras Portuguesas X (ATI) Academia da Terceira Idade - Foto: Saulo Valley
Por saulo valley - Rio de Janeiro, 17 de Outubro de 2012 - 12:44 GMT-3

À noite a visão ainda é bem mais difícil - Foto: Saulo Valley
A professora aposentada Maria Luiza Bottino de 67 anos lamenta que tenha sido vítima das pedras portuguesas soltas na calçada da Praça Panamericana no Bairro Penha, no Rio de Janeiro.

Ela reclama já ter se acidentado diversas vezes e que precisou recorrer a uma clínica de ortopedia instalada em frente a Praça, no caso da emergência gerada pela queda. Os idosos que visitam a Academia do Idoso reclamam que com os problemas de visão, as pedras soltas nas calçadas são um grande desafio para sua saúde.


Placa de Inauguração da "Academia do Idoso". Uma conquista - Foto: Saulo Valley.



Foto: Saulo Valley
A professora Maria Luzia Bottino ainda precisa levar sua mãe de 92 anos para caminhar. Exercício essencial para a manutenção de sua saúde, no combate à terrível osteoporose, entre outros problemas decorrentes da idade avançada.

Há idosos que ainda precisam do auxílio de muletas e bengalas. Alí na Academia da Terceira Idade um oásis de oportunidades tem sido oferecido aos nossos idosos mas para chegar lá...Uma verdadeira odisséia! Não é incomum que pedestres precisem sair correndo desesperados na tentativa de socorrer um idoso caído no chão, e as vezes desmaiado.

As raízes destroem as calçadas facilmente - Foto: Saulo Valley
Destruída pelo próprio tempo, a Praça Panamericana tem marcas de erosão (o que deixa as pedras portuguesas à deriva) e ainda muitas raízes de árvores expostas. Um outro grave obstáculo para muitos, reclama a senhora Vanda Carvalho de 73 anos, que após diversos acidentes passou a ficar mais em casa, apesar de morar bem pertinho. Ela destaca que as raízes das árvores vão crescendo e empurrando as pedras do calçamento para cima, deixando as calçadas completamente irregulares. Problema este que ainda é ignorado pelas autoridades.


Maquinas da prefeitura dastruiram calçada
Apaixonados pelo projeto da Academia do Idoso, a população na terceira-idade olha com tristeza a situação da praça e ao mesmo tempo com grande receio de que após ter assistido a queda de muitos de seus conhecidos, possam acabar sendo os próximos a ser socorridos em alguma emergência médica.

Os moradores do bairro Penha unem-se aos usuários da Praça Panamericana para pedir à Prefeitura do Rio de Janeiro que tomem providências para que as calçadas voltem a ser um lugar seguro para os pedestres, para aqueles que almejam recuperar a saúde física por meio do programa da Academia de Idoso (que é um grande benefício entregue à terceira idade com sucesso), no mandato passado de Cristiane Brasil e Eduardo Paes.

Solicitamos então que as melhorias acompanhem as demais praças e que os automóveis sejam em fim retirados das calçadas, para evitar estragos como este na foto, que aconteceu logo após tratores da Prefeitura terem apenas estacionado no local, no último feriado de 12 de Outubro.

Assista a matéria em video:



Veja mais fotos do atual estado de conservação da praça Panamericana e arredores:

Artigo em Destaque

EDITORIAL - O Brasil é perfeito para quem não teme o trabalho honesto

Temos que combater os esforços da mídia paga, que visa fazer as pessoas amarem mais o mal que o bem. Se você concorda leia, comente e compa...

Leia também: