sexta-feira, dezembro 21, 2012

Outro atirador americano ataca civis e policiais uma semana depois de Sand Hook

A rotina de violência nos Estados Unidos não muda nunca! À cada novo dia novos terroristas americanos legítimos atacam os próprios compatriotas. Desta vez entre os alvos estão civis e policiais.


Armas pesasdas são facilmente distribuídas por toda América e a exigência é apenas a Identidade.
Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 21 de Dezembro de 2012 - 22:59 GMT-3

Frankstown /Pensilvânia - Pelo menos 3 pessoas morreram em consequência de mais um louco que saiu às ruas atirando à esmo, enquanto dirigia sua picape. As vítimas foram atingidas em 3 locais diferentes, já o atirador escolhia seus alvos por onde passava, no pequeno vilarejo de Blair, onde vivem cerca de 7.500 habitantes. Segunda agências a polícia apresentou o relatório informando que o atirador, que não quis identificar publicamente, nem as vítimas, percorreu a Juliata Valley Road por pelo menos 1,5 quilômetros. Matando duas mulheres no trajeto. A terceira vítima, do sexo masculino, é suposto que tenha se chocado contra o carro do atirador, que o executou no local, disse a polícia à imprensa americana nesta sexta.

 3 policiais ficaram feridos mas a polícia local conseguiu parar o atirador (não identificado) foi informado como morto, num total de 4 mortes no incidente. As autoridades afirmaram que o atirador já constituía um perigo para a sociedade, o que justificou a execução sumária em ação do criminoso.

Em meio a uma pesada reavaliação, a introspectiva americana é conduzida a ser mais detalhada, depois que outras 28 pessoas foram assassinadas por outro maníaco na região vizinha de Newton, exatamente há uma semana. Determinado a perseguir a venda livre de armas de grosso calibre, o presidente Barack Obama tem levantado o Senado com propostas que visam impedir que novas tragédias continuem acontecendo no país, eventos que são uma constante, por sinal.

Artigo em Destaque

EDITORIAL - O Brasil é perfeito para quem não teme o trabalho honesto

Temos que combater os esforços da mídia paga, que visa fazer as pessoas amarem mais o mal que o bem. Se você concorda leia, comente e compa...

Leia também: