Pular para o conteúdo principal

Translate this Page

O mundo não quer uma ONU pró-Assad

A verdade precisa vir à tona, assim de mesmo jeito como vem se mostrando por meios próprios. A Organização das Nações Unidas precisa cumprir o propósito a que veio. Defender as minorias e desestimular os conflitos sectários, agindo sempre de forma imparcial, mas esta não parece ser a realidade.


Nações Unidas pelo bem comum?
Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 19 de Dezembro de 2012 - 08:14 GMT-3

Agindo de forma pouco convencional, a ONU não faz qualquer esforço para resolver os massacres diários da Síria. Condenar o assassinato de 22 crianças americanas é fácil, até porque o criminoso não é Bashar Al-Assad e a população afetada não é uma multidão sunita.

Depois de pelo menos 21 meses de repressão e abuso pleno e claro de autoridade armada sobre simplórios civis, incluindo milhares de milhares de homens idosos, jovens trabalhadores, mulheres e crianças,  conflito  armado, que surgiu em consequência de uma reação natural de auto-defesa popular, TAMBÉM OCORREU DEPOIS QUE OS SEIS PRIMEIROS MESES DE OCUPAÇÕES MILITARES, PRISÕES EM MASSA E MASSACRES DIÁRIOS (inicialmente eram 20/30 civis mortos/dia. hoje são mais de 200/300 por dia) FORAM COMPLETAMENTE IGNORADOS PELA COMUNIDADE INTERNACIONAL.

O que levou o regime sírio a aumentar gradativamente o nível de seus crimes, sem que qualquer força ou autoridade no planeta o impeça. Resumindo-se a reuniões, discussões superficiais e declarações pouco válidas, a ONU ainda se mostra cada vez mais tendenciosa, tendo como foco unicamente a condenação de Israel (cumprindo a agenda do Sudão) e ignorando que a migração corrente de palestinos para a Síria está levando-os diretamente para a morte, enquanto milhares de palestinos continuam a fugir do acampamento na Síria depois dos ataques por mísseis do regime sírio. Esta realidade também foi citada pelo Diretor Executivo Hillel Neue da "HRW".

Por meio de uma publicação OnLine, intitulada "Hipocrisia: ONU adota 9 resoluções pelos palestinos e por Golan e ignora o massacre de palestinos na Síria."

 Hillel lamenta que na sessão geral desta última terça, a ONU votou 9 resoluções contra Israel e nenhuma contra a Síria. Ignorados e deixados às moscas, civis inocentes, ativistas, jornalistas e até desertores, são literalmente esmagados por cada vez mais poderosas armas de guerra. Atualmente a síria se utiliza de caças, mísseis, helicópteros equipados com todo tipo de tecnologia moderna, bombas incendiárias como "napalm" e outros violentos métodos de extermínio em massa.

Acusados de terrorismo, 100% da população opositora a Al-Assad vive 21 meses de perseguição e morte, não restando nem mesmo os acampamentos para refugiados da UNHCR que não sejam atacados, pelo menos uma vez por semana.

O silêncio das Nações Unidas tem levado milhares de ativistas a hiperlotarem a internet com vídeos sangrentos, fotos horrendas e clamores desesperados, sem que consigam provocar qualquer resultado positivo, além de citações na mídia.

Ao passo que as ações da ONU revelam-se cada vez mais pró-assad e pró-russia, o jogo político de Al-Assad tem o mantido ainda fortalecido, utilizando as armas da diplomacia, que na verdade consiste em troca de acusações, compra de membros influentes como o ex-oficial "Richard Falk" e a aliança inquebrável com a Rússia e o Irã.

Enquanto os sobreviventes do massacre de mais de 40.000 sírios carregam o título de terroristas, o terrorismo do regime sírio avança em ataques, grau de crueldade e proteção política no seio das Nações Unidas contra as minorias sírias.



Facebook: Numa discussão sobre a crise síria entre ativistas e internautas sobre os ataque a muçulmanos, uma ativista internacional nesta manhã comentou:
"Não pense que a guerra no SÍRIA É UMA QUESTÃO RELIGIÃO ... ASSAD MATA cristãos também."

Outra ativista respondeu:

"Assad mata tudo: cristãos, muçulmanos alauítas, desertores, animais e plantas ... assad é puro mal!"

Por isto é que nós "Observadores do Mundo" e populares de todo o globo terrestre rejeitamos e condenamos nos termos mais fortes:  Não para uma Nações Unidas pró-assad!

Postagens mais visitadas deste blog

A nova vida do Advogado Ércio Quaresma ex-defensor do Bruno Goleiro.

Ele subiu ao topo. Tornou-se um dos defensores mais admirados no cenário jurídico. Por um contrato milionário, foi defensor do Bruno, Goleiro do Flamengo, no caso do assassinato de sua namorada Elisa Samúdio, até que foi pego se drogando em uma cracolândia na região metropolitana de Belo Horizonte.


Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 25 de Novembro de 2011 - 07h26min.
O Dr. Ércio Quaresma foi professor de Direito na UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais). Durante mais de 20 anos de carreira, cometeu deslizes não muito comuns, em se tratando de pessoas do seu nível e de sua formação; Por outro lado foi realizou defesas espantosas, dignas de meste. Se especializou na defesa de acusados de crimes hediondos por assassinato em 1º Grau obtendo bons resultados quase sempre. Isto porque em alguns casos o criminoso era indefensável, digno de toda culpabilidade e nada mais lhe restaria a não ser a pena máxima.

Mesmo assim sua experiência na defesa de criminosos praticamente condenados foi ex…

A implantação e queda do comunismo socialista e o "Decálogo de Lenin"

O "Decálogo de Lenin" é um resumo do pensamento da implantação do comunismo de modo mais "social". Escrito por um brasileiro de Sorocaba, a obra, por incrível que pareça descreve exatamente a tragédia que o Brasil vive hoje sob a luz do Partido dos Trabalhadores - CONTINUE LENDO:

A "Revolução Bolivariana" era ainda um sonho de Chávez de unificar toda a América Latina sob seu comando. Ele pretendia instalar um regime comunista duro, com maior apelo social mas que culminava no empobrecimento de todas as camadas abaixo dele, e o enriquecimento exclusivo do Estado militarizado e de seus líderes.   Para isto Chávez contava com militantes de esquerda em todo o território latino, e depois do fracasso dos anos 60, finalmente nas últimas duas décadas, conseguiu colocar seus "agentes laranja" no poder em diversos países, entre eles Brasil e Argentina.

Quando o Brasil aderiu ao "Comunismo Socialista", por meio da comemorada ascensão de Luis Ináci…

Aliaa Magda ElMahdy nua é desejada, perseguida, processada, linchada e morta. Um símbolo?

Ela nem se considerava bonita, muito menos sexy. Decidiu se expor como forma de denunciar de modo marcante, o abuso sexual que as mulheres egípcias sofrem, espancamentos e indiscriminação, mas no campo da religião, Aliaa Magda é tida como um monstro.


Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 03 de Dezembro de 2011 - 06h50min.
 De adolescente a mulher. De ativista a símbolo sexual. Sua decisão de mostrar sua foto numa numa página de blog chocou o Egito, a comunidade islâmica e o mundo árabe. Adquiriu admiração de muitas mulheres que nunca tiveram coragem para fazer o mesmo, embora tivessem desejo. Seu blog atualmente registra mais de 4.400.000 visitantes embora a impacto inicial tenha passado, sua nudez lhe rendeu muita popularidade e muitos problemas. Aliaa saiu do "Blogger" para as ruas:


Nas ruas foi odiada. Foi linchada, ficando bastante machucada. Mais tarde os linchadores descobriram que haviam espancado a moça errada. Não era Aliaa. O ódio da comunidade islâmica lhe rendeu ameaç…

Rodoviária Novo Rio - Assaltos, insegurança, medo, abandono e caos nas vias de acesso

   A Rodoviária Novo Rio, na cidade do Rio de Janeiro é muito bem policiada, graças a Deus. Mas as vias que levam até ela sofreram mudanças radicais com as últimas obras na região. Um completo abandono absurdo fora do prédio. Veja os pontos mais perigosos:


Atualização: 14/05/2015 - 19:30 GMT-3
   Pra começar a segurança é zero, fora do âmbito da Rodoviária e quem vai viajar de ônibus precisa assumir os riscos. Assaltantes emboscados esperam 24 horas por suas presas que passam com suas bolsas e malas e são abordadas sucessivamente sem que sejam incomodados. A engenharia de trânsito é péssima e a maioria dos pontos de ônibus foram colocados a quase 1 quilômetro de distância da rodoviária e quem depende destas conduções para retornar pra casa, é obrigado a percorrer esta distância arrastando malas, caixas e bolsas, enquanto que os ladrões vão correndo atrás de suas vítimas como leões atacando uma manada de zebras.

   A alternativa forçada pela situação só privilegia os taxistas que fazem …

Nigéria: Menina de 13 anos escrava sexual de 550 homens.

Um alerta para os pais: A menina "A" tinha 13 anos quando sua tia pediu aos seus pais autorização para levá-la de Akuda, no estado de Akwa Ibom para outra cidade, sob a promessa de que receberia melhor tratamento e teria melhores condições de estudo..
Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 18 de Janeiro de 2012 - 10h17min.
Segundo a fonte nigeriana "PM News", a menina contou para a polícia que após seus pais terem autorizado a sua ida para o estado nigeriano de Lagos com sua tia, esta mesma a levou para um hotel. Lá  acriança contou que ganhou uma mini-saia, vestidos do tipo "tubo" e um quarto. De acordo com o testemunho da menina ainda, sua tia conhecida apenas como "vitória", teria ensinado como se comportar com os homens.
Até então a menina contou que não entendia o que estava acontecendo "até que começaram a chegar os homens". A fonte citando a menina disse que  ela percebeu que cada uma das outras meninas levavam seus "fregueses&qu…

Síria - Mapa atualizado mostra que país está sob controle extrangeiro

Mapa militar da Síria atualizado mostra que grupos paramilitares estrangeiros estão dividindo o país.


Por Saulo Valley - O Observador do Mundo


AMARELO - Forças Curdas apoiadas pelos EUA.VERDE - Forças rebeldes (FSA) locais lutando sozinhos contra Assad e o mundo.MARROM - Estado Islâmico representa países islâmicos radicais e Rússia.LARANJA - Regime Sírio - Forças do governo.OUTRAS CORES - Outras Influências estrangeiras.

Alguns países vizinhos enviaram suas forças especiais fantasiadas de  milícias islâmicas para anexar terras sírias. Este fenômeno acontece quando um país fica sem controle e aproveitam-se do "vácuo de poder".

Fonte: FSA News: >>… https://t.co/fsa5BtquL0

#Syria #guerra #invasãoestrangeira #revoluçãosíria #mapa