quinta-feira, maio 31, 2012

Síria: Imagens via-satélite sobre Massacre de Hula

O massacre de Hula foi um ponto culminante na revolução síria. Enquanto o regime sírio acusa grupos terroristas de matam pelo menos 108 civis, sendo 80% delas esfaqueadas e degoladas e o restante esmagado por bombardeio. As imagens de satélite foram utilizadas para revelar a posição das forças síria e os locais exatos das execuções.




Por Saulo Valley para JIRABH (Jornalismo Internacional da Revolução Árabe do BlogHumans)
Rio de Janeiro, 31 de Maio de 2012 - 09h36 GMT-3

A análise, é assinada por uma empresa privada que presta serviços de inteligência, a Mckenzie Intelligence Services, com sede na Ucrânia. Descreve as posições até da artilharia, com base em depoimentos de testemunhas oculares e outras investigações sigilosas.

Exibindo a bandeira da Rússia e a China, a agência SANA (Síria) comemorou a declaração do presidente russo Vladimir Putin, que disse que "a Rússia não considera mudar de posição em relação à crise na Síria" e chamou de inadequadas as pressões internacionais para que a Rússia apoie as Nações Unidas na tentativa de parar o genocídio, levando em conta o massacre em Hula.

A Síria ainda vem negando qualquer participação do exército regular no massacre, enquanto as Nações Unidas tem sido informada dos continuados bombardeios em Hula, logo depois do massacre das 108 pessoas de maioria mulheres e crianças. Para acalmar os ânimos, o regime sírio disse que foram libertadas mais 500 dos mais de 4000 presos anunciados pela agência do governo SANA. De acordo com a publicação os presos libertados não tinham qualquer acusação. Por outro lado a revolução síria reclama um número muito diferente: 212.000 detidos e ainda os 65.000 desaparecidos (A maioria por sequestro ou desaparecidas durante as manifestações e bombardeios).


Por falar em bombardeios, Homs ainda vive dias de inferno. O vídeo não pôde ser anexado à página. Para ver siga o link Este vídeo mostra que opositores a Al-Assad se mantém dentro das casas e prédios para filmar os bombardeios em regiões residenciais, enquanto mísseis caem sobre suas cabeças.


Bombardeio em Homs 31-05-2012 "Snapshot"

Enquanto o Exército Livre foi citado pela agência russa RT News como quem tivesse enviado para o Regime Sírio um "ultimato", para que cumpra os 6 pontos do plano em até 48 horas.


Atualização: 10h51 GMT-3


Breakingnews sobre breakingnews, a BBC respondeu à postagem acima afirmando que o alto comando do FSA negou que tivesse estabelecido prazo para que o regime sírio cumprisse o cessar-fogo.


Riad Alassaad

Uma mensagen enviada por twitter afirma que a nova organização conjunta do Exército Livre levou o comandante geral Riad Alassaad a perder o comando da liderança do FSA, mas a notícia que foi publicada há 50 minutos não pode ser confirmada ainda.


Artigo em Destaque

EDITORIAL - O Brasil é perfeito para quem não teme o trabalho honesto

Temos que combater os esforços da mídia paga, que visa fazer as pessoas amarem mais o mal que o bem. Se você concorda leia, comente e compa...

Leia também: