sexta-feira, maio 25, 2012

Damasco: Regime sírio em queda livre - Mais oficiais mortos

Desde o último fim de semana, a cúpula de comando do regime sírio não tem enfrentado outra coisa além da desintegração do sistema, que era considerado o mais bem protegido e fechado do mundo árabe. Um informante que pede para não revelar sua identidade alertou para a prisão do Ministro de Estado Suleiman Farzat. De acordo com a fonte, a autoridade teria sido flagrada filmando os atos de violência de forças do regime contra a população civil na cidade de Homs. A fonte disse ainda que o Ministro teria sido levado para a Inteligência Aérea na cidade de Aleppo.

Memória: Hamza Al-Khatib - há 1 ano na eternidade. Preso, torturado e morto pelo
regime sírio, o menino tornou-se um símbolo. Uma grande força para a
Revolução Síria definitivamente derrubar o sistema de ditadura e massacres.
Por Saulo Valley e (JIRABH) Jornalismo Internacional da Revolução Árabe do BlogHumans
Rio de Janeiro, 25 de Maio de 2012 - 07h43 GMT-3

Especialistas e pessoas ligadas ao regime sírio, mas que fazem oposição secretamente por medo, disseram acreditar que o ainda Ministro do Estado Suleiman Farzat possa ganhar liberdade com base nas leis internacionais como a Anistia Internacional, as convenções de Genebra e de Haia. A razão seria o fato de que o Ministro Suliman estava registrando crimes de guerra.

O regime sírio está desmoronando desde que o FSA iniciou uma campanha de execução dos oficiais no comando de todos os setores do ramo militar. O brigadeiro-General Nizar Al-Hussein, que comandava a Brigada Adra 37 em Damasco foi morto na estrada que liga Damasco a Homs, quando se confrontou com o Batalhão do Exército Livre Khalid bin Walid. A informação foi confirmada há 10 horas por um ativista ligado ao FSA.
Foto à Direita: Há poucos minutos um novo alvo foi revelado por membros do FSA: O Brigadeiro Ibrahim Hassan, foi anunciado como morto nesta sexta numa das páginas no facebook ligadas ao FSA (Exército Livre).

Outra fonte na Revolução Síria revelou que uma nova rebelião está acontecendo agora em Latakiya e que mais de 100 militares desertaram levando consigo todo o material ao alcance, para apoiar o FSA (Exército Sírio Livre), inclusive viaturas militares. 

Lista Negra

A sorte do regime sírio está lançada. Uma lista foi divulgada na internet há 20 minutos, com nomes e cargos da cúpula do regime sírio. Amargando os mais de 14.600 civis executados pelo sistema, a revolução jamais deixará que escapem ilesos. Nesta lista figuram as 28 pessoas-chaves do regime de Bashar Al-Assad. Todas as principais figuras do Clã, à começar pelo presidente:

  1. Bashar al-Assad: Presidente da República desde 2000
  2. Maher Assad: Líder da Guarda Republicana oficial e no quarto ano, que formam um exército dentro do exército (15000 tropas). Dado oficialmente como morto no dia 19-05-2012.
  3. Asef Shawkat: Secretário de Defesa Inteligência e responsável 
  4. Hafez Makhlouf: oficial de segurança de Damasco 
  5. Mohamed Khair Bek: Vice-Presidente Assistente encarregado de assuntos de segurança
  6. Zuhair Shailesh: Senior guarda de Bashar
  7. Rami Makhlouf: primo do presidente, e o homem mais rico e dono da economia da Síria
  8. Namir Makhlouf: o transporte de petróleo
  9. Kamel e Saddam Makhlouf: projetos de água
  10. Mohamed Makhlouf: um dos maiores trabalhadores do campo de petróleo
  11. Iyad Makhlouf: Vice-Presidente da "Syriatel".
  12. Kamal al-Assad: Presidente da Câmara de Comércio em Latakia
  13. Alaa Ibrahim, diretor-geral do Transporte Marítimo
  14. Riad Shailesh: Empresa de construções militares e contrabando e dinheiro
  15. Muhammad al-Assad: o contrabando de carros roubados no Líbano
  16. Muhammad al-Assad: drogas e tráfico de armas entre o Líbano e Turquia.
  17. Hilal al-Assad presidente do Cavalo Árabe, fez sua fortuna a partir de desvio de verbas da construção militar.
  18. Ghassan Muhanna: o proprietário do "imaginário", para camuflar as atividades do "Muhammad Makhlouf "no campo de petróleo que se al-Assad: O proprietário do" imaginário ", para camuflar as atividades de" Rami Makhlouf, "nos Estados Unidos Ayman Jaber: parceiro no trabalho de Rami Makhlouf, e um contrabandista de ferro, cigarros, drogas Firas Shailesh: gerencia os investimentos em "Chipre" Asif Shailesh: o contrabando de armas Exército:Nabhan al-Assad: segurança oficial da guarda Bashar al-Assad Adnan Makhlouf: o ex-comandante da Guarda RepublicanaManaf Tlass: Comandante da Guarda Republicana, e amigo pessoal de Bashar al-Assad.
  19. Adnan Assad: Geral Divisão deZuhair al-Assad: comandante do regimento 90 com base em Damasco, um leão enorme: o comandante da polícia militar e a prisão do 1º ano quarto árbitro, liderada por Maher Assad e serviços de inteligência.
  20. Jamil Hassan, diretor da Air Intelligence (não pertence ao clã de al-Assad) sobre a propriedade: Diretor de Segurança Pública
  21. Zuhair Hamed: Diretor Adjunto de Segurança Pública (não pertence ao clã de Asad).
  22. Mohammed Dib Olive: Director da Segurança Política (não pertence ao clã de Asad).
  23. Iyad Makhlouf: agente de Segurança Pública.
  24. Ammar Najib: Oficial de segurança militar.
  25. Atef Naguib: Um funcionário da Segurança Política na cidade de "escudo", onde a revolta começou na Síria.Cbihh família Jdaan: parentes da esposa Maher al-Assad, atacou os manifestantes em Paris no mês de agosto / ago 2011
  26. Munther al-Assad: Comandante Cbihh e fundador Fawaz al-Assad tem com seu irmão, "Warner" para estabelecer "Cbihh", que influenciou o trabalho de contrabando nos anos antes da década de noventa para retomar o serviço após a eclosão da revolução.
  27. Karam al-Assad: um dos responsáveis ​​pela actual "Cbihh", atacou um dos adoradores durante as comemorações de "A Noite do Poder" durante o mês de Ramadan em Damasco.
  28. Abdel-Fattah, a santidade de: Diretor de Inteligência Militar (não pertence ao clã de Asad).

Lista fornecida por ativistas políticos e de direitos humanos em Homs:(https://www.facebook.com/Waar.Revolution).

Artigo em Destaque

EDITORIAL - O Brasil é perfeito para quem não teme o trabalho honesto

Temos que combater os esforços da mídia paga, que visa fazer as pessoas amarem mais o mal que o bem. Se você concorda leia, comente e compa...

Leia também: