quarta-feira, janeiro 18, 2012

Nigéria: Menina de 13 anos escrava sexual de 550 homens.

Um alerta para os pais: A menina "A" tinha 13 anos quando sua tia pediu aos seus pais autorização para levá-la de Akuda, no estado de Akwa Ibom para outra cidade, sob a promessa de que receberia melhor tratamento e teria melhores condições de estudo..

Foto: "Julien Harneis" "Cortesia sob Creative Commons"
Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 18 de Janeiro de 2012 - 10h17min.

Segundo a fonte nigeriana "PM News", a menina contou para a polícia que após seus pais terem autorizado a sua ida para o estado nigeriano de Lagos com sua tia, esta mesma a levou para um hotel. Lá  acriança contou que ganhou uma mini-saia, vestidos do tipo "tubo" e um quarto. De acordo com o testemunho da menina ainda, sua tia conhecida apenas como "vitória", teria ensinado como se comportar com os homens.

Até então a menina contou que não entendia o que estava acontecendo "até que começaram a chegar os homens". A fonte citando a menina disse que  ela percebeu que cada uma das outras meninas levavam seus "fregueses" pára seus respectivos quartos então:

 "Minha tia veio ao meu quarto e me treinou em como eu deveria me comportar e determinou que, se alguém vem a mim deve pagar N1000 e eu deveria permitir-lhe ter intimidade comigo."
A tia Vitória, teria dito que se a menina se comportasse direitinho eles poderiam voltar, então a fonte contou que ao final de cada dia, a mulher voltava para recolher o movimento que era em média de 10 homens/dia, e deixava o dinheiro apenas para a menina comprar comida.

Durante 2 longos meses esta foi a rotina vivida por "A", até que começou a sentir fortes dores nas partes íntimas. Segundo a "PM News", a menina teria reclamado das dores com sua tia mas não lhe deu ouvidos. Com o passar de mais algum tempo as dores eram descritas pela menina como insuportáveis e ela então decidiu fugir. No momento da fuga a menina acabou deparando com a polícia que a levou para a delegacia local. 
"No dia em que saímos da vila de Lagos, ela deu a minha mãe N500 e saímos " - Disse a menina à polícia.
Durante a fuga do New Love Hotel, situado na área Lafenwa, NNPC a menina contou que acreditava que conseguiria voltar para casa. Quando deparou com um homem, que ao ouvir sua história a levou chorando, com muitas dores para a delegacia.

"PM News" conta ainda que assim que a menina fugiu, a polícia prendeu o gerente do hotel identificado como Johnson, que foi liberado mais tarde sob pagamento de fiança. A fonte disse que "autoridades militares locais haviam se reunido com o comandante de área da Zona D, Mushin que ordenou investigação completa sobre o assunto."

As fontes disseram que o caso, que aconteceu em janeiro de 2011, foi investigado pelo Inspetor Tina do setor de Direitos Humanos e que o incidente foi confirmado pelas autoridades locais. As fontes disseram ainda que a menina foi devolvida a seus pais.

Artigo em Destaque

EDITORIAL - O Brasil é perfeito para quem não teme o trabalho honesto

Temos que combater os esforços da mídia paga, que visa fazer as pessoas amarem mais o mal que o bem. Se você concorda leia, comente e compa...

Leia também: